ColunistasDestaquesFórmula 1Post

Hamilton promete mais ‘agressividade’ para lutar pelo campeonato em 2022

A verdadeira batalha na pista está para começar, principalmente quando a classificação no Bahrein revelar o potencial dos times.  Enquanto não sabem as armas que tem, as primeiras declarações dos pilotos mostram que eles querem mostrar o seu melhor desempenho diante da oportunidade que um novo regulamento fornece.

Nesta sexta-feira os pilotos participaram da coletiva de imprensa, obviamente os jornalistas questionaram qual seria o tipo de abordagem que nos veríamos deles nesta temporada. Max Verstappen e Lewis Hamilton se enfrentaram muitas vezes no ano passado, algumas colisões ocorreram, outras foram evitadas – Hamilton tirou o pé, pois conhecia o estilo de pilotagem mais agressiva do seu adversário.

Lewis Hamilton está dando praticamente um recado, o piloto voltou a utilizar o capacete amarelo. Marca registrada do inglês nos seus primeiros anos de Fórmula 1, assim como nos tempos do kart, mas que também fizeram parte dos momentos mais agressivos em pista, onde ele ainda estava se provando e logo conquistou o seu primeiro título, em um campeonato tão disputado com Felipe Massa que também era um piloto agressivo.

Na vocalização, Hamilton deixa claro que esse será um ano diferente: “Serei um piloto mais agressivo este ano”, respondeu o inglês sem deixar dúvidas.

Em sua publicação nas redes sociais onde revelava o capacete para a temporada, Hamilton disse: “Para o capacete deste ano eu queria mostrar amor ao meu início. Por mais que eu ame roxo e preto, amarelo é minha história. Vou para esta temporada com a mesma dedicação, motivação e paixão que tive nos meus dias de kart.”

O inglês está buscando o 8º título, mas precisa que o W13 seja igualmente forte, assim como os grandes carros produzidos pela Mercedes desde o início da era híbrida.

Ainda não sabemos o real desempenho da Mercedes em 2022, o time acredita que não estará nas primeiras posições, pois identificaram alguns problemas nos carros. Por outro lado, nos últimos anos a Mercedes sempre levantava questões sobre o desenvolvimento do seu projeto, mas de qualquer forma ganhou oito títulos de Construtores.

O W13 aparece na pista mais uma vez com o sidepod mais estreito, por conta da leitura que o time realizou do regulamento técnico. O TL1 não revelou muito, apenas George Russell sinalizou para a equipe que o carro estava se perdendo um pouco por conta dos fortes ventos no Bahrein.

Hamilton segue na abordagem cautelosa quando fala do W13: “Não espero que tenhamos feito muito progresso. Você ainda tem um novo motor, novos componentes. Mas ainda é o carro da semana passada. Obviamente, aprendemos muito com a semana de testes aqui e espero que tenhamos obtido algum avanço na compreensão de onde estamos com o carro.”

A Mercedes realizou alguns ajustes e estava em busca de soluções para o projeto do carro. Ao longo da temporada mudanças devem ocorrer por conta das atualizações fornecidas pelos novos pacotes aerodinâmicos.

Max Verstappen está em busca de defender o título neste ano, mas não acredita que precisa se provar. “Provei com mais vitórias, mas poles e o maior número de voltas lideradas [em 2021]. As pessoas esquecem disso. Elas só olham para Abu Dhabi aparentemente, mas temos mais corridas do que Abu Dhabi na temporada”, disse o holandês.

Mercedes e Red Bull podem se enfrentar mais uma vez na pista, mas apenas as próximas corridas poderão revelar as suas posições no campeonato.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Adblock detectado

O BP É UM PORTAL INDEPENDENTE E OS ANÚNCIOS AJUDAM NA NOSSA MANUTENÇÃO, SE POSSÍVEL DESABILITE O SEU BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS!!!