GP da Inglaterra – Lewis Hamilton venceu em casa, com prova movimentada, onde Verstappen e Vettel bateram

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Após um GP da Áustria incrível, a prova realizada na Inglaterra hoje (14) não deixou a desejar. Foi uma prova extremamente movimentada, a vitória de Lewis Hamilton não foi nada previsível e todos os giros foram de tirar o fôlego.

A vitória do inglês foi definida com o Safety Car, mas a parada de Valtteri Bottas também ajudou no resultado. O finlandês foi para os boxes na volta 17, retornando com os pneus médios e determinando ali, que precisaria realizar mais uma parada nos boxes. Antonio Giovinazzi rodou no vigésimo giro e o carro de segurança entrou na pista, com isso as estratégias mudaram e Hamilton não precisaria partir para dois pit-stops, sendo assim instalou os compostos duros e conseguiu se manter ainda na ponta.

O curso da prova neste momento, não foi apenas para Hamilton, pois a Ferrari parrou com Vettel, assim como a Red Bull fez o mesmo com Verstappen. Já Leclerc acabou sendo prejudicado pela equipe, pois atrasaram na sua parada e com isso acabaram tirando ele do pareô.

Obviamente a prova não estava no final e ela ainda renderia muito pano para a manga. Vettel passou a ser o terceiro, com Gasly em quarto, seguido por Verstappen e Leclerc. Após a ultrapassagem do holandês no companheiro de equipe, o próximo piloto que estava na sua mira, foi o alemão e os dois bateram.

As coisas voltaram a mudar e o terceiro lugar caiu no colo de Charles Leclerc. Pierre Gasly terminou a frente do companheiro de equipe, em um final de semana que eles andaram bem próximos e Verstappen, após a colisão, precisou se contentar com o quinto lugar. No entanto seria injusto não falar sobre Leclerc, pois o monegasco protagonizou ótimas disputas com Verstappen, toques roda com roda, que aumentaram o prestígio da prova.

Não menos importante, foi o desempenho da McLaren, Carlos Sainz ganhou sete posições com relação a sua largada. Por outro lado, a estratégia estabelecida para Lando Norris, não foi tão boa e ele terminou em décimo primeiro.

Daniel Ricciardo e Nico Hulkenberg ficaram na zona de pontuação com a Renault, sétimo e décimo, respectivamente. Completando o grid Kimi Raikkonen foi o oitavo com Daniil Kvyat em nono, o piloto que mais ganhou posições, foram oito no total.

Três pilotos abandonaram, a dupla da Haas, com Kevin Magnussen e Romain Grosjean, ambos tocaram no início da prova.

Sebastian Vettel após cumprir a punição, terminou em décimo sexto, atrás dos dois carros da Williams. Sergio Pérez com a Racing Point foi o décimo sétimo.

Lewis Hamilton após vencer seis vezes na Inglaterra, se tornou o maior vencedor da pista.

A Fórmula 1, retorna no dia 26 para o primeiro treino livre do GP da Alemanhã.

lll Saiba como foi a Corrida na Inglaterra

A temperatura estava parecida com a do sábado no momento da classificação, na pista ela estava na casa dos 28°C, com 18°C no ambiente.

Os de largada era: Bottas, Hamilton, Leclerc, Verstappen, Gasly, Vettel, Ricciardo, Norris, Albon, Hulkenberg, Giovinazzi, Raikkonen, Sainz, Grosjean, Pérez, Magnussen, Kvyat, Stroll, Russell e Kubica.

https://twitter.com/F1/status/1150393175015665665

Volta 1: Bottas conseguia manter a ponta, seguido por Hamilton e Leclerc. Sainz largou bem e assumiu a décima primeira posição. Até o décimo colocado o grid estava praticamente mantido em suas posições, pois apenas Vettel que largou em sexto, conseguiu o quinto lugar.

Grosjean e Magnussen disputaram espaço e tocaram roda com roda, para na segunda volta, precisarem se dirigir para os boxes para trocar os pneus. Os dois passaram a utilizar os compostos duros.

Volta 3: Hamilton andava colado em Bottas e a distância era de menos de um segundo. Hamilton aproveitou a liberação da asa móvel, para pressionar ainda mais o companheiro de equipe.

Volta 4: Bottas e Hamilton tiveram uma grande disputa, com o inglês aplicando um x’s para conseguir a ponta, no entanto logo depois o finlandês conseguiu retomar a liderança. Logo depois Bottas começou o processo para se distanciar do companheiro de equipe.

Volta 7: Hamilton voltou a andar próximo de Bottas e conseguia abrir novamente a asa móvel.

Volta 8: Kevin Magnussen abandonou a prova.

Volta 9: Pierre Gasly ameaçava a quinta posição de Sebastian Vettel, enquanto um pouco mais a frente, Verstappen pressionava Leclerc pelo terceiro lugar.

Volta 11: Verstappen tentou forçar a ultrapassagem, mas Leclerc conseguia defender a posição. No entanto Vettel utilizava Verstappen para defender o quinto lugar, por conta da aproximação entre esses quatro pilotos.

Volta 12: Gasly conseguia a ultrapassagem e retornava para o quinto lugar. Vettel ainda tentou utilizar a asa móvel para retomar a posição, mas não era possível. Os pneus já começaram a ditar a prova, principalmente por conta de a Ferrari estar com os compostos macios instalados.

Volta 13: Gasly foi para os boxes, instalando os compostos duros.

Volta 14: Charles Leclerc, Max Verstappen e Lando Norris, foram para os boxes. O holandês e o monegasco saíram colados, com o carro do piloto da Red Bull, um pouco mais a frente que o do piloto da Ferrari. A preferência era do carro 33 e ele saiu a frente.

https://twitter.com/F1/status/1150398566193672193

No entanto antes da volta terminar, Leclerc conseguia retomar a posição. O monegasco estava com os pneus médios, enquanto o holandês com os compostos duros.

Volta 17: Bottas fora para os boxes, retornando com os pneus médios, já traçando a prova com duas paradas.

Verstappen tentava de todas as formas passar Leclerc, mas o monegasco estava irredutível e conseguia fazer o carro da Ferrari ficar largo, com um lance parecido com o vivido entre Bottas e Hamilton no início.

Volta 18: O holandês não tinha medo de utilizar parte de fora da pista, para tentar a ultrapassagem. Leclerc dava o lado de dentro para Verstappen, usando o lado de fora para defender a posição.

Volta 20: Antonio Giovinazzi provocou uma bandeira amarela e logo depois o Safety Car entrou na pista. O italiano perdeu a traseira do carro e foi direto para a brita na curva 14, o piloto da Alfa Romeo estava se defendendo de Lando Norris.

Volta 21: Hamilton e Vettel, aproveitaram a entrada do carro de segurança, assim como Verstappen e Sainz, para trocarem os seus pneus.

O inglês conseguia manter a ponta, com os compostos duros, assim como Vettel. Todos que entraram na volta do SC, passaram a andar com os pneus duros.

Ricciardo e Kubica também foram aos boxes.

Volta 22: A Ferrari errou na estratégia com Leclerc, pois demorou para levar ele aos boxes e com o bolo formado ele retornou em sexto, atrás de Vettel, Gasly e Verstappen, fora os dois carros da Mercedes na liderança.

https://twitter.com/F1/status/1150403105072340993

Volta 24: O Safety Car deixou a pista e acontecia a relargada. Charles Leclerc, partiu para tentar a ultrapassagem em Verstappen. Tocando roda com roda com o holandês e colocando o piloto da Red Bull para fora da pista, mas não fora possível concluir a ultrapassagem.

Foi um bom lance para Gasly, pois o companheiro de equipe, estava atacando-o.

Atrás Albon tentava a nona posição, atacando Ricciardo que estava na sua frente.

No meio do bolo, Hulkenberg se tocou com Pérez e o piloto da Racing Point perdeu um pedaço da asa dianteira.

Volta 26: A distância entre Verstappen e Gasly voltava a cair mais uma vez, para menos de um segundo.

Volta 29: Verstappen conseguiu ultrapassar Gasly e a disputa pelo quinto lugar, passou a ser entre o francês e o monegasco.

Volta 30: Hamilton, Bottas, Vettel, Verstappen, Gasly, Leclerc, Sainz, Norris, Ricciardo e Albon.

Volta 33: As disputas diminuíam, mas Leclerc seguia tentando a ultrapassagem em Gasly. Verstappen, em quarto, já havia aberto mais de três segundos para o companheiro de equipe.

Volta 35: Verstappen se aproximava de Sebastian Vettel, enquanto o alemão estava a mais de oito segundo atrás de Bottas.

Volta 36: Lando Norris foi para os boxes, retornando em décimo quarto, com os compostos duros. A estratégia da McLaren era bem questionável, pois ele largou de macios, passou a utilizar os médios e com poucas voltas para o final ele passava a utilizar os duros.

Charles Leclerc colocou o carro por fora para conseguir o quinto lugar e finalmente a ultrapassagem acontecia.

Volta 38: Uma bandeira amarela foi provocada na curva 14, pois Max Verstappen e Vettel acabaram se tocando. O alemão encheu a traseira do holandês colocando os dois para fora da pista. O problema foi que o Vettel ficou sem espaço atrás de Verstappen e acabou provocando a batida, o alemão foi muito ousado no lance.

https://twitter.com/F1/status/1150408993757683715

A ação passou a ser investigada e a corrida mudou completamente. Leclerc se tornou o terceiro, seguido por Gasly e Verstappen.

Volta 39: Vettel foi para os boxes, instalando uma nova asa dianteira, assim como pneus médios, na décima sétima posição.

Volta 41: O carro de Verstappen não apresentava nenhum problema e o piloto foi liberado para caçar o companheiro de equipe.

Na Mercedes, a equipe planejava a segunda a segunda parada de Bottas, pois ele precisava utilizar um segundo tipo de composto. Como a distância para Leclerc estava a mais de 20 segundos, era possível.

Volta 43: Vettel foi punido com 10 segundos.

Volta 44: Hamilton, Bottas, Leclerc, Gasly, Verstappen, Sainz, Ricciardo, Raikkonen, Albon e Kvyat.

Hamilton foi chamado para os boxes, mas a equipe estava blefando.

Volta 46: Bottas fora para os boxes, retornando de pneus macios. O finlandês conseguia manter a segunda posição, com mais de dois segundos a frente de Leclerc.

Volta 50: Ricciardo tentava o sexto lugar ao se manter a menos de um segundo, atrás de Carlos Sainz.

Vettel tentava escalar o grid, mas só havia ultrapassado Robert Kubica, que era o décimo quinto.

Volta 52: Hamilton venceu a prova, com Bottas em segundo. Leclerc teve o terceiro lugar, praticamente no colo. O inglês ainda cravou a volta mais rápida com 1:27:369

Vettel após a punição aplicada, ficou com o décimo sexto lugar.

https://twitter.com/F1/status/1150414753094877184

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.