GP da França – Lewis Hamilton cruza linha de chegada com folga para Bottas e Vettel conquista melhor volta

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×
Foto: @F1

Lewis Hamilton teve um domingo (23) perfeito e é até difícil de se imaginar que ele tenha sido desta forma.

O britânico largou da pole em Paul Ricardo e disparou na frente, conseguindo ampliar a distância para Valtteri Bottas. Na sua parada nos boxes, o inglês teve tempo suficiente para não perder a primeira posição, ainda que momentaneamente. Desta forma, Hamilton cruzou a linha de chegada, liderando a prova na França de ponta-a-ponta e quase faturou um ponto de volta mais rápida.

Valtteri Bottas se contentou com a segunda posição e ainda levou um susto na última volta, com a aproximação de Charles Leclerc. O monegasco cruzou a linha de chegada a menos de um segundo do finlandês da Mercedes e quase ultrapassou ele na última curva.

No entanto a terceira posição, foi garantida pela Ferrari com o monegasco. Max Verstappen foi o quarto. Sebastian Vettel ficou com a quinta posição, após ultrapassar a dupla da McLaren, ainda no início da prova. O alemão partiu na penúltima volta para a melhor volta da prova, retornando com pneus macios, sem abrir margem para outro piloto ter uma reação.

Carlos Sainz defendeu o sexto lugar para a McLaren, conseguindo ultrapassar Lando Norris, nos primeiros movimentos da largada. A prova foi boa para o time de Woking, só não pode ser melhor, pois Norris enfrentou problemas hidráulicos e acabou perdendo a sétima posição, para Daniel Ricciardo da Renault; bem como para Kimi Raikkonen da Alfa Romeo e Nico Hulkenberg. Norris ainda ficou na zona de pontuação, sendo o décimo colocado. 

Pierre Gasly, largou da oitava posição e chegou em décimo primeiro. O francês começou a prova com pneus macios e não conseguiu recuperar as posições após a parada nos boxes.

A Fórmula 1 retorna dia 28 de junho para o início do Grande Prêmio da Áustria.

lll Saiba como foi a corrida na França

Na pista a temperatura estava na casa dos 55°C, com 26°C no ambiente.

Daniil Kvyat foi punido pelas trocas que a Honda estipulou para está prova e desta forma o piloto da Toro Rosso, largou da décima oitava posição. George Russell também teve a mesma punição pois precisou trocar componentes do motor, ligados a recuperação de energia.

https://twitter.com/F1/status/1142783469250068481

Volta 1: Hamilton conseguia se manter na frente, abrindo distância para Bottas. Os carros da McLaren largaram bem, ameaçando a posição de Max Verstappen, mas poucas curvas depois, o holandês conseguia retomar a posição.

Bottas que havia perdido espaço na largada, se encontrava com Verstappen e com isso os carros da McLaren perdiam espaço na disputa, com o holandês.

Na largada não havia incidentes, ainda que alguns pilotos tenham espalhado.

Antonio Giovinazzi se tornava o nono colocado, ganhando uma posição com a largada.

Volta 2: Hamilton, Bottas, Leclerc, Verstappen, Sainz, Norris, Vettel, Gasly, Giovinazzi e Ricciardo, estas eram as posições.

Volta 3: A utilização da asa móvel era liberada. Hamilton já havia aberto mais de um segundo para Bottas; em alguns trechos, Leclerc conseguia andar mais rápido que o finlandês da Mercedes.

Volta 7: Sebastian Vettel, não conquistou posições na largada e desta forma com o passar da prova, foi escalando o grid e chegava na quinta posição.

Volta 8: Antonio Giovinazzi seguia para os boxes, o italiano havia largado com os pneus macios e era o décimo primeiro colocado, até os compostos irem para o saco e precisar realizar a troca. O italiano retornava na vigésima posição com os pneus duros, mas todos que estavam na sua frente, demorariam mais tempo para se dirigir aos boxes.

Pierre Gasly também estava com os pneus macios e talvez tivesse que antecipar a parada, pois todos que estavam na sua frente, utilizavam os compostos médios.

Volta 10: Sergio Pérez, fora punido por ter ganhado vantagem na largada. O mexicano havia espalhado, mas retornou a pista com vantagem e na sua parada ele precisaria aguardar cinco segundos, para que a sua troca fosse realizada.

Volta 12: Hamilton, Bottas, Leclerc, Verstappen, Vettel, Sainz, Norris, Gasly, Ricciardo e Raikkonen, eram os dez primeiros.

Volta 14: Daniel Ricciardo tentava se aproximar de Pierre Gasly para conseguir a nona posição.

Volta 16: Daniil Kvyat se tornava o décimo quinto, após ultrapassar Kevin Magnussen.

Volta 17: Daniel Ricciardo e Kevin Magnussen, eram os primeiros a se dirigir para os boxes, dentro da janela estabelecida pela Pirelli; ambos retornavam com os pneus duros.

Volta 18: Era a vez de Gasly trocar os pneus e apostava na utilização dos compostos duros.

No retorno a pista, Ricciardo que estava com os pneus aquecidos, conseguia ultrapassar Gasly.

Volta 19: Lando Norris, assim como Sergio Pérez realizavam as suas trocas.

Volta 20: A McLaren conseguia ir bem nas paradas. Carlos Sainz retornava em décimo; os pilotos que estavam a frente do espanhol, ainda não haviam parado.

Volta 21: Vestappen marcava o início dos ponteiros nos boxes, o piloto era o quarto colocado e retornava em quinto, após a sua parada.

Volta 22: A Ferrari dava prioridade para Charles Leclerc. A equipe italiana conseguia devolver o monegasco a frente de Verstappen.

Volta 24: Na Mercedes, o primeiro piloto a se dirigir para os boxes, foi Valtteri Bottas.

Volta 25: Logo em seguida, Lewis Hamilton parava e não perdia a ponta da prova. Sebastian Vettel seguia na segunda posição, sendo o único sem paradas, até o momento.

Volta 26: Sebastian Vettel retornava atrás de Verstappen, ocupando a quinta posição.

Do sexto ao oitavo, Raikkonen, Hulkenberg e Stroll, não haviam realizado nenhuma parada nos boxes.

Volta 30: Hamilton, Bottas, Leclerc, Verstappen, Vettel, Raikkonen, Hulkenberg, Stroll, Sainz e Norris.

Volta 31: Verstappen estava separado de Leclerc por mais de sete segundos; Vettel em quinto, também estava distante do holandês, pois mais de cinco segundos separavam os dois.

Volta 32: Kimi Raikkonen se dirigia para os boxes, retornando de compostos médios na décima primeira posição.

Volta 33: Daniel Ricciardo conseguia ficar atrás dos carros da McLaren, ocupando a décima posição.

Volta 34: Hamilton andava a mais de doze segundos a frente de Bottas.

Volta 35: Nico Hulkenberg retornava de pneus médios, após a sua parada. Desta forma restava apenas Stroll entre os dez, sem nenhuma troca.

Volta 36: Antonio Giovinazzi realizava mais uma parada nos boxes e passava a utilizar os pneus médios, retornando na décima oitava posição.

Volta 40: Lance Stroll era o último piloto entre os dez primeiros a realizar a parada. O canadense retornava em décimo terceiro.

Desta forma, as posições eram: Hamilton, Bottas, Leclerc, Verstappen, Vettel, Sainz, Norris, Ricciardo, Raikkonen e Hulkenberg.

Volta 45: Alexander Albon e Daniil Kvyat disputavam espaço e a briga valia a décima quarta posição. O tailandês conseguia concluir a ultrapassagem no companheiro de equipe.

Volta 47: Romain Grosjean era o primeiro e único piloto a abandonar a prova. A Haas havia identificado um problema e decidia parar com o francês. Grosjean estava na décima oitava posição.

Volta 48: Kimi Raikkonen tentava defender a nona posição, pois Hulkenberg que estava abaixo de um segundo, vinha pressionando o finlandês da Alfa Romeo.

Volta 49: Daniel Ricciardo também se aproximava de Lando Norris, o piloto da McLaren já estava a mais de seis voltas enfrentando problemas hidráulicos. 

Volta 50: O Safety Car virtual era ativo momentaneamente, para limpeza de pista.

Volta 51: O sétimo colocado havia tomado volta de Lewis Hamilton.

Volta 52: Sebastian Vettel seguia para os boxes, para tentar a volta mais rápida da prova, o alemão estava a mais de cinquenta segundos a frente de Carlos Sainz.

Volta 53: Lewis Hamilton cruzou a linha de chegada na frente. Valtteri Bottas foi pressionando nos últimos segundos por Charles Leclerc, mas não perdia a posição para o monegasco.

Sebastian Vettel conseguia a melhor volta da prova, ao anotar 1:32:740.

Lando Norris chegou na décima posição; após perder o sétimo lugar o piloto da McLaren começou a despencar na pista. Daniel Ricciardo foi a caça de Norris e acabou por empurra-lo para fora da pista, com isso o britânico perdeu espaço e chance de garantir pelo menos a oitava posição. Norris ainda foi considerado o piloto do dia. 

O australiano ainda foi para cima de Kimi Raikkonen, passando ele for fora. 

https://twitter.com/F1/status/1142805442734825473

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.