FP3 Malásia – Raikkonen lidera domínio da Ferrari, em última sessão que antecede a classificação

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Repetindo o feito da sexta-feira (29), a dupla da Ferrari obteve mais uma dobradinha que atestou a sua confiabilidade em solo malaio. Desta vez com Kimi Raikkonen na liderança do terceiro treino livre, mas sem conseguir bater o tempo que o companheiro de equipe, havia obtido na segunda sessão de treinos livres.

Daniel Ricciardo foi o que mais se aproximou da dupla da Ferrari ficando com o terceiro lugar e logo em seguida aparecia a dupla da Mercedes para fechar o top-5 com Valtteri Bottas e Lewis Hamilton.

lll Saiba como foi o FP3

Segundos antes da pista ser liberada, Pierre Gasly era o primeiro a posicionar o carro na saída dos boxes e o novo piloto da Toro Rosso, fazia uma simulação de largada e era o único com os pneus macios. Uma pequena fila se formava na saída dos boxes e a dupla da Sauber, McLaren e Haas eram os primeiros a dar uma volta de verificação, todos com os pneus médios.

Gasly foi o primeiro a registrar tempo e tinha 1:37:083, logo em seguida Kimi Raikkonen com os pneus supermacios, conseguia 1:32:665. Bottas era o terceiro piloto a aferir um tempo e marcava 1:33:364. Carlos Sainz passava em terceiro com 1:35:012 e Gasly conseguia melhorar a sua volta para 1:35:249.

Stroll aparecia em sexto com 1:39:011 e Ricciardo conseguia se encaixar em terceiro com 1:33:607, mas pouco tempo depois Verstappen que também marcava o seu primeiro tempo, conseguia o segundo tempo com 1:33:324.

Sebastian Vettel, depois de enfrentar o problema com alguma coisa agarrada no seu pneu, obtinha o segundo lugar com 1:32:865 e Palmer passava a ser o nono colocado com 1:37:292. Ainda havia poucos carros na pista e a movimentação era bem tranquila.

Com um pouco mais de dez minutos de sessão executada, era a vez da dupla da Force India ir para a pista, ficando com o sétimo e o oitavo lugar. Depois de uma sexta-feira apagada da Mercedes, Lewis Hamilton conseguia passar em primeiro com 1:32:650 e usava os compostos supermacios, e apenas 0s015 separavam o inglês do finlandês da Ferrari.

Grosjean conseguia ter o carro reconstruído pela equipe e era o décimo terceiro com 1:35:521. Felipe Massa era o décimo com 1:34:063 e na sua primeira volta cronometrada e Kevin Magnussen obtinha 1:34:800. 

Hamilton melhorava o seu tempo para 1:32:539 e ainda ocupava o ponto mais alto da tabela. Vandoorne aparecia em décimo terceiro com 1:34:285, enquanto Fernando Alonso era o nono com 1:33:896 e na volta seguinte, o espanhol acabava rodando na pista.

Magnussen tinha um problema com o motor do carro e a equipe pedia para que ele colocasse o mesmo em modo de segurança e retornasse para os boxes. Vandoorne subia para décimo com 1:34:024.

Enquanto a primeira meia hora da sessão já tinha ido embora, Daniel Ricciardo obtinha o melhor tempo do dia e assumia a ponta com 1:32:091 e Bottas assumia o segundo lugar com 1:32:329.

A dupla da Ferrari investia em jogos de pneu supermacios, iniciando um novo stint, para simular voltas rápidas e já treinar, para a classificação. Vettel era o primeiro a passar e conseguia 1:32:042 e tomava a ponta de Ricciardo e logo em seguida era a vez de Raikkonen ocupar o primeiro lugar com 1:31:880.

Jolyon Palmer era visto ficando se freios e extravasando os limites de pista na curva 15, e pouto tempo depois Hamilton também cometia um erro na mesma curva.

Mas uma vez, enquanto Gasly realizava um pit-stop, uma fumaça voltava a sair do seu carro.

Os últimos minutos no treino livre, foram usados por alguns para verificar a durabilidade dos pneus, mas para também realizar algumas voltas, pensando na classificação. Ocon conseguia marcar 1:33:290 ficando em sétimo lugar. Massa melhorava e subia para nono com 1:33:585, mas instantes depois, Vandoorne melhorava a sua volta e tomava o nono lugar com 1:33:321.

O festival de voltas rápidas rendia para Pérez a sétima posição com 1:33:209 e Massa conseguia melhorar um pouco mais com 1:33:240. Verstappen era o sexto com 1:32:579.

Vettel acabou enfrentando algum problema com o motor do carro e foi obrigado a levar o mesmo para os boxes, para que a equipe, conseguisse fazer os reparos necessário para a classificação.

Max Verstappen e Jolyon Palmer protagonizavam uma batida no final da sessão. Palmer acabou ficando sem um pedaço da asa dianteira e Max Verstappen acabava rodando depois da colisão.

Fernando Alonso conseguia subir par décimo primeiro com 1:33:530 e a sessão chegava ao fim.

 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.

You May Also Like

%d blogueiros gostam disto: