FP2 – Hamilton se mantém em primeiro em sessão marcada por simulação de corrida

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A segunda sessão de treinos livres não começou com a chuva que era tão esperada desde a primeira vez que os carros foram à pista nesta madrugada de quinta para sexta-feira no circuito de Xangai, no entanto o clima permanecia frio na pista chinesa.

Lewis Hamilton mais uma vez conseguia sair como o líder da sessão registrando 1:33:482, seguido por Raikkonen e Bottas. O inglês começava a fazer um final de semana ”redondo” e tinha grandes chances de vencer essa corrida, aliás largar na pole no Grande Prêmio da China é um dos grande indicativos de vitória.

Foi uma sessão mais ”preguiçosa’’ que a primeira, os carros demoraram para se encaminhar para a pista e as suas voltas eram realizadas aos poucos. Também tivemos um treino com  simulação de corrida que durou cerca de 40 minutos com as equipes apresentando certa ânsia por descobrir a durabilidade dos pneus ultramacios e traçar a melhor estratégia para o final de semana de provas, que provavelmente contaria com duas paradas nos boxes. Equipes como Ferrari, Mercedes, Renault e McLaren encaminharam os seus dois pilotos com compostos diferentes na fase final do treino.

Restando pouco mais de 10 minutos para o término da sessão, finalmente a chuva chegou na pista e os pilotos começaram a recolher seus carros para os boxes antecipando o término do treino livre.

Stoffel Vandoorne acabou abandonando a sessão nos minutos finais por conta do pneu da sua McLaren que estava solto e balançando muito, com isso a comissão de prova ficou de investigar o incidente após o treino livre.

O terceiro treino livre começa à meia-noite do dia (14), pelo horário de Brasília.

lll Saiba como foi o Segundo Treino Livre

As Haas foram as primeiras a deixar os boxes, mas dessa vez a ação era mais preguiçosa e apenas Gasly saia pouco tempo depois que a dupla  da equipe americana para realizar a sua volta de instalação e já ir em busca de registrar tempos utilizando os pneus médios.

Grosjean era o primeiro com uma marca na sessão, o francês utilizava os pneus macios e tinha 1:36:927, logo em seguida ele registrava 1:37:656 e Gasly com 1:38:133.

Chegando aos primeiros 10 minutos de sessão, outros pilotos como Ericsson, Hulkenberg, Leclerc, Vettel, Sainz e Raikkonen também deixavam os boxes das suas respectivas equipes e ainda nenhum deles ousava utilizando os compostos ultramacios.

Sirotkin foi o primeiro a ser visto com os pneus roxos, bem como Lance Stroll que também era encaminhado com os jogos mais macios e velozes do final de semana para a pista.

Com a entrada de mais pilotos, a ponta passou a ser algo novamente rotativo e Nico Hulkenberg conseguia conquista-la ao registrar 1:36:014.

Pérez fazia o motor Mercedes da sua Force India rugir alto ao registrar 1:35:696 e logo atrás Fernando Alonso aparecia com a McLaren (1:35:863), seguido por Ocon em terceiro, mas os pilotos da Mercedes, Ferrari e Red Bull ainda não tinham tempo registrado.

Quando Bottas concluiu a sua volta, registrou 1:34:387 e era inevitável não assumir a liderança. Verstappen encaixava o carro da Red Bull em segundo com 1:34:751, seguido por Daniel Ricciardo com 1:35:199 e Sebastian Vettel com 1:35:262.

Hamilton se mostrava disposto a ter um final de semana perfeito para finalmente vencer sua primeira corrida no ano e quando assumiu a liderança da sessão com 1:34:179 conseguiu fazer o seu reinado durar mais tempo.

A Ferrari trabalhava uma estratégia diferente com os seus dois pilotos e era por isso que Vettel estava com os pneus médios e Raikkonen com os macios.

Enquanto os carros retornavam para os boxes, assim que a primeira meia hora de sessão se aproximava, Raikkonen e Ricciardo se mantinham na pista e o finlandês saltava para a segunda posição com 1:34:311, ficando separado de Hamilton por apenas 0s132.

O finlandês da Ferrari não desistia e mesmo com os pneus desgastados conseguia encaixar 1:34:063 e superar o inglês da Mercedes. Hamilton por outro lado voltava a deixar os boxes e no seu novo stint apostava na utilização dos pneus ultramacios e conseguia com eles o tempo de 1:33:482.

Os carros voltavam a se mostrar muito ariscos no circuito chinês e mais uma vez os pilotos sofriam principalmente com as “traseiradas”, mas as partes mais perigosas eram os trechos em que os pilotos sujavam os pneus na grama. Xangai tem uma grande área de escape e é bem abastada com brita justamente para tentar evitar que acidentes muito piores ocorram, até porque é uma das pistas mais “verdes” do calendário.

Lance Stroll, que vinha na última posição, perdia a traseira do carro na curva 10, na volta de aquecimento dos pneus ultramacios e logo depois do erro, o piloto da Williams precisava retornar para os boxes para uma verificação.

Instantes depois era a vez de Grosjean na curva 11, perder o controle da traseira da sua Haas e repetir um movimento semelhante ao que havia acontecido com o Lance Stroll.

Aos poucos os pneus ultramacios eram instalados para o novo stint, no entanto eles não se mantinham muito tempo na pista buscando voltas rápidas e, por isso não tínhamos uma grande modificação na tabela de tempos. Sebastian Vettel pulava para a terceira posição com 1:33:590 e pouco depois retornava para os boxes, ficando atrás de Hamilton e Bottas.

Restando pouco menos de 50 minutos para o término da sessão era possível ver que todos haviam instalado os pneus ultramacios, mas a pista não se encontrava abarrotada de pilotos.

Restando 40 minutos para o término da sessão as equipes passaram a investir na simulação de corrida e na verificação de durabilidade dos pneus ultramacios.

No finalzinho da sessão, pouco mais de 13 minutos para o término, Stoffel Vandoorne abandonou a pista, encostando seu carro no setor 5, por conta do pneu traseiro direito que estava mal encaixado, logo depois que o piloto fazia a sua troca de pneus macios para os ultramacios.

A chuva também chegava ao circuito e estava mais localizada ao terceiro setor e aos poucos os pilotos começavam a se recolher para os boxes antecipando o término da sessão.  Fernando Alonso, Sergio Pérez e Esteban Ocon ainda foram enviados para a pista com os pneus intermediários para chuva, mas era apenas para uma verificação e logo em seguida os pilotos voltaram para suas garagens.

 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.

%d blogueiros gostam disto: