FP2 Brasil – Hamilton domina sexta-feira de treinos livres em Interlagos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A Sexta-Feira que dá início ao Grande Prêmio do Brasil e penúltima disputa da temporada, foi realizada em pista seca e contou novamente com o domínio da Mercedes e principalmente de Hamilton que liderou as duas sessões, a diferença para Valtteri Bottas, diminuiu para 0s048, no entanto o tempo obtido nesta segunda sessão pelo inglês foi um pouco mais alta em relação ao primeiro treino.

Os pilotos tiveram resultados mais próximos até o quinto colocado, mas desta vez quem ocupou o terceiro lugar, foi Daniel Ricciardo da Red Bull, seguido por Vettel e Max Verstappen. Com este aumento de desempenho da Red Bull, nesta reta final do campeonato, a escuderia austríaca pode atrapalhar os planos da Ferrari de manter Sebastian Vettel na segunda posição e com isso a Mercedes teria o caminho livre para colocar Bottas na ponta, visando a conquista destes pontos tão preciosos.

Antes de termos início da classificação que acontece neste próximo sábado (11), já conhecemos alguns dos pilotos que vão obter punições devido a troca do MGU-H, são eles: Daniel Ricciardo, Pierre Gasly e Brandon Hartley que já vão para a prova de amanhã com 10 posições a menos no grid de largada para a corrida.

Foto de Capa de 

lll Saiba como foi o FP2

Assim como já era previsto para a segunda sessão, Antonio Giovinazzi acabou assumindo o domínio do carro de Kevin Magnussen. Grosjean foi o primeiro a deixar os boxes e usava os pneus macios  e era seguido por Brendon Hartley que não teve chances de treinar na primeira sessão do dia, depois de sofrer com novos problemas no motor e a equipe necessitar realizar a troca do MGU-H o que vai render ao neozelandês uma punição equivalente a 10 posições no grid de largada.

Antonio Giovinazzi também se encaminhava para a pista, assim como Sebastian Vettel, todos utilizavam os mesmos compostos. Grosjean foi o primeiro a ter tempo registrado e marcava 1:13:080, seguido por Hartley com 1:17:188, mas pouco tempo depois Giovinazzi se encaixava entre eles e Vettel assumia a liderança da sessão com 1:10:993. Fernando Alonso conseguia a segunda posição, logo depois de marcar 1:12:265.

Raikkonen conseguia superar o companheiro de equipe após marcar 1:10:855, mas pouco tempo depois, Vettel tomava a dianteira novamente com 1:10:775 e Vandoorne aparecia na terceira posição com 1:11:603 com Alonso em quinto registrando 1:12:265.

A terceira posição estava bem concorrida e Pérez era o terceiro com 1:11:449 e pouco tempo depois Raikkonen tomava a liderança com 1:10:450 e Grosjean era o quinto com 1:12:116.

Com pouco mais de 15 minutos de sessão realizada, era a vez de Verstappen e Bottas aparecerem e com isso passavam a dominar a sessão com o finlandês da Mercedes marcando 1:10:270 e o holandês com 1:10:280. Ocon era o sexto com 1:10:904 e Pérez que voltava a assumir o comando da sua Force India, registrava 1:11:282.

Bottas seguia na liderança se superando mais uma vez com o 1:09:860, assim como Verstappen tinha 1:10:175. Hamilton apareceu quando já beirava os 20 minutos e tinha 1:09:792, da mesma forma alterando as voltas rápidas com as mais lentas na pista para refrigerar o carro, fazia muito calor na pista, cerca de 45°C, mas o autódromo estava ficando mais coberto com nuvens.

Assim que o inglês entrou na pista, mostrou que não estava para brincadeira com e se manteve na ponta com 1:09:742, já Ricciardo era o sexto com 1:10:657.

Raikkonen foi o primeiro a colocar os pneus supermacios, começando o seu segundo stint, mas aos poucos os demais pilotos se dirigiam para os boxes. Raikkonen era o terceiro com 1:10:117, mais ainda não conseguia superar as Mercedes que estavam na sua frente na tabela de tempos.

Felipe Massa era o sétimo com 1:10:893 e beirando a primeira meia hora de conclusão da sessão a pista só contava com a presença de Raikkonen e Wehrlein que também havia retornando para a sua Sauber e estavam dando mais voltas.

Sebastian Vettel e Brendon Hartley também iniciavam o seu novo stint, com os compostos supermacios. Vettel era o terceiro com 1:09:875 e não demorou muito para a Mercedes aparecer com os novos compostos. 

Desde o primeiro treino foi possível observar as inúmeras travadas de roda e também os erros para executar o traçado com precisão. O finlandês da Mercedes subia para a primeira posição com 1:09:563.

https://twitter.com/F1/status/929023618721468416

Massa continuava com um bom desempenho e era o sexto colocado com 1:10:373 e Hamilton tomava a ponta do companheiro de equipe ao marcar 1:09:515.

Diferente dos resultados obtidos pelos carros da Renault na primeira sessão, neste treino Sainz chegava a nona colocação com 1:10:685 e Hulkenberg era o décimo primeiro colocado com 1:10:972, mas o alemão da Renault surpreenderia ainda mais ao aparecer em sétimo com 1:10:396.

Ricciardo era o terceiro com 1:09:743. Marcus Ericsson causava uma bandeira amarela ainda que momentaneamente na pista, após perder a traseira do carro e bater na curva 11, no entanto o piloto da Sauber conseguia levar o carro até os boxes da equipe. Pouco tempo depois era a vez de Stoffel Vandoorne também e acabar rodando na pista.

https://twitter.com/F1/status/929027480421392384

A movimentação acabou diminuindo já que os carros começavam a retornar para os boxes e apenas a dupla da Force India, Pascal Wehrlein, Grosjean e Giovinazzi seguiam na pista e o piloto mais experiente da Haas começava o seu stint com os pneus supermacios, pois havia usado os jogos de macios e restavam 40 minutos para o termino da sessão.

Vettel e Hamilton aproveitavam para simular a largada e os pilotos retornavam para a pista com os mesmos jogos de pneus supermacios já usados e com os carros mais pesados trabalhavam na simulação de corrida.

Romain Grosjean perdia a traseira do carro na curva 4 e era mais um piloto vítima do circuito paulista. Alonso seguia na sua busca por voltas rápidas que aderia ao uso dos supermacios novos, aparecendo na décima posição com 1:24:168. Com pouco mais de 10 minutos para o termino da sessão a classificação era: Hamilton, Bottas, Ricciardo, Vettel, Verstappen, Raikkonen, Ocon, Massa, Hulkenberg e Alonso.

https://twitter.com/F1/status/929030070856974336

Com 4 minutos para o final, Vettel dava uma balançada violenta com a sua Ferrari que estava muito veloz ao dar entrada nos boxes.

Os tempos permaneceram inalterados até o final da sessão, já que as equipes investiram na simulação de corrida.

https://twitter.com/F1/status/929039259767656448

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.