FP1 – Ricciardo mostra força de Red Bull, liderando a primeira sessão de treinos em Cingapura

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

O primeiro treino livre, teve como característica a aproximação das equipes, a ponta foi bem disputada entre Red Bull e Mercedes, além disso está sendo mais uma oportunidade para a McLaren andar com o meio do pelotão, tudo isso graças ao circuito travado de Marina Bay.

Como muitos já haviam falado pela internet, Cingapura acaba favorecendo e abrindo uma possibilidade maior de vitória para a Red Bull. Ricciardo por sua vez acabou por atestar que a confiança no time nessa pista, não é à toa e por fim acabou assumindo a ponta quando cravou 1:42:489, sendo apenas 0s109 mais rápido que Sebastian Vettel, seguido por Verstappen, que também esteve na ponta nesta sessão, junto com Lewis Hamilton e Valtteri Bottas.

Kimi Raikkonen apareceu apenas como sétimo colocado, mas a grande verdade é que a Ferrari demorou para se mostrar na pista e talvez pensando além, eles podem estar economizando pneu e o próprio motor para o resto do final de semana.

Neste treino Sean Gelael, piloto da indonesia, esteve a bordo do carro da Toro Rosso, bem como Antonio Giovinazzi, que depois de não assumir o carro da equipe na Itália, teve a oportunidade de guiar o mesmo neste final de semana, suas diferenças para Grosjean foram de poucos milésimos, e a Haas ficou com a décima quinta e décima sexta posição ao final do primeiro treino livre.

lll Saiba como foi o FP1

https://twitter.com/F1/status/908609790724771842

A dupla da Ferrari e da Sauber deixaram os boxes para a volta de instalação assim que os boxes foram liberados. Pela primeira vez Sean Gelael treinava pela Toro Rosso e Antonio Giovinazzi estava no comando do carro da Haas. Algumas horas antes da primeira sessão começar, havia chovido em Cingapura e a o asfalto se apresentava com algumas áreas úmidas e de pouca aderência.

https://twitter.com/F1/status/908608563702063104

Raikkonen, Ricciardo e Vandoone estavam com o Halo, mas ele apenas permaneceu nos seus carros na volta de instalação. As Williams usavam os pneus macios para sua primeira volta, os demais optaram pelos supermacios e ultramacios.

Apenas os carros da Mercedes ainda não haviam dado a volta de instalação e só saiam após os 10 primeiros minutos da liberação dos boxes e na volta seguinte já marcava 1:48:770. Hamilton era o segundo pouco tempo depois e registrava 1:49:448. Aos poucos Bottas melhorava e já tinha 1:46:334.

https://twitter.com/F1/status/908612072350650368

Vandoone era o terceiro piloto com volta cronometrada e encaixava o seu carro entre as Mercedes com 1:49:259. Gelael ocupava o quarto lugar com 1:55:820, mas aos poucos os demais competidores retornavam para a pista em busca das suas primeiras voltas cronometradas.

Hamilton voltava para o segundo posto com 1:46:553 e Bottas se mantinha na ponta com 1:45:307. Vandorne melhorava com 1:47:538 e Pérez encaixava o quarto tempo com 1:50:776, apenas o mexicano e os carros da Renault usavam os pneus ultramacios.

Palmer era o quinto com 1:47:593 e Hulkenberg vinha logo atrás com 1:47:997, seguido por Daniil Kvyat com 1:49:709. Giovinazzi também já tinha tempo com 1:53.690 e ocupava o décimo quarto lugar.

A preferência era pelo uso dos pneus ultramacios e Hulkenberg subia para o terceiro posto com 1:46:486, mas pouco tempo depois Pérez tomava o seu lugar com 1:45:563 e Hamilton passava a liderar o treino com 1:44:236, com o uso dos pneus de faixa vermelha.

A briga pelas posições começava e a Red Bull já se instalava no terceiro e quarto lugar com Ricciado (1:45:459) e Verstappen (1:45:552). O australiano na volta seguinte, já subia para o segundo lugar com 1:44:579 e Verstappen tomava a ponta com 1:44:05, já Vettel era o quarto com 1:44:990. Alonso ocupava o oitavo lugar com 1:45:956.

Raikkonen subia de décimo segundo, para nono com 1:45:783, mas pouco tempo depois Ocon tomava a posição do finlandês da Ferrari com 1:45:657. Verstappen seguia na ponta com 1:43:278 e Ricciardo era o segundo com 1:43:664, Vettel aparecia em terceiro com 1:44:220. Os carros da Mercedes haviam recolhido para os boxes e ainda não haviam retornado para a pista.

Stroll reclamava sobre problemas no seu carro e logo depois era visto com perda de potência na pista, restando 50 minutos para o termino da sessão, porém a equipe detectava apenas um problema na caixa de marcha. Com a sua falta de aderência era possível ver alguns pilotos perdendo o controle dos seus carros e rodando, assim como Grosjean com a sua Haas ou Verstappen que mesmo ocupando o primeiro posto, perdia o controle do carro e escapava um pouco.

A Mercedes voltava para a pista com os pneus ultramacios e tinham 1:43:434, enquanto que os demais pilotos ficavam parados nos boxes. Para o seu segundo stint, as flechas de prata só atuavam sozinhas, pois haviam antecipado a sua troca de pneus.

Hamilton passava a assumir a ponta com 1:42:904 e restava um pouco mais de 40 minutos para o termino da sessão. Bottas enformava que os seus compostos ultramacios já haviam acabado e o finlandês tinha 7 voltas com aquele jogo de pneus.

https://twitter.com/F1/status/908621566724001792

Massa voltava para a pista e era o oitavo com 1:45:382, mas pouco tempo depois Vandoorne assumia a posição do brasileiro com 1:44:896. Palmer que também melhorava e ficava atrás do piloto da McLaren com 1:44:962. Hulkenberg passava a ser o sexto com 1:44:101. Verstappen voltava a ocupar o primeiro lugar com 1:42:805. Giovinazzi subia para décimo quinto com 1:46:782 e acabava errando no mesmo ponto que os demais pilotos, devido a áreas úmidas presentes na pista. Alonso conseguia subir para sexto com 1:43:759.

Vandoorne passava a ocupar o nono lugar com 1:44:567, mas logo em seguida Kvyat melhorava e registrava 1:44:459. Ricciardo subia de terceiro para primeiro com 1:42:489 e restavam 25 minutos para o termino da sessão, o seu companheiro de equipe era o segundo com 1:42:610.

Depois das duplas da Red Bull e da Mercedes, vinha Vettel com 1:43:701 e Raikkonen voltava para a pista para mais algumas voltas. Pérez passava a ocupar o oitavo lugar com 1:43:811.

Vettel conseguia melhorar e tomava o segundo lugar do holandês da Red Bull com 1:42:598. Os carros da Haas eram os únicos que usaram apenas os compostos supermacios nesta sessão.

Com menos de 15 minutos para o termino do primeiro treino livre, Pérez assumia o quinto lugar com 1:43:423. Nesta parte da sessão alguns pilotos pararam de dar voltas rápidas e faziam a simulação de corrida, com carros mais pesados e pneus mais gastos, para conhecer a sua durabilidade.

Grosjean melhorava o seu tempo e tinha 1:46:456, logo em seguida vinha Antonio Giovinazzi que estava sendo o seu companheiro de equipe neste FP1. A McLaren conseguia aproveitar o circuito travado e se mostrar mais confiante e Vandoorne era o décimo primeiro com 1:44:340.

Nos segundos restantes, Grosjean era visto perdendo o ponto de freada com o seu carro e saindo da pista, mas os tempos não era mais modificado.

https://twitter.com/F1/status/908632861783273472

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.