ColunistaFórmula 1

FIA decide por Shield para dar mais proteção para os pilotos

O Grupo de Estratégia da Fórmula 1 e a comissão da categoria, decidiram em uma reunião realizada nesta terça-feira(26) em Paris, fazer algumas mudanças no regulamento para 2018. A incorporação do Shield, será usado para auxiliar na proteção do cockpit. As mudanças também colocam fim nas ”barbatanas” e no T-wing (a assa que foi responsável por danificar o carro de Max Verstappen). Durante a reunião a Pirelli, fornecedora oficial dos pneus da Fórmula 1, também vai poder desenvolver os novos compostos para chuva, usando carros antigos. 
Fonte: @F1naGlobo
Uma vitória para o time da Red Bull Racing que vinha reclamado sobre a peça, e alegando que a mesma era mais perigosa do que útil. Horner deixou bem claro o prejuízo que ela acabou deixando, em torno de 50 mil libras. Parece que os argumentos das equipes que fazem uso da peça, não foram suficientes para a permanência. 
Com relação ao Shield (escudo, proteção em inglês), que foi escolhido no lugar do Halo. O objetivo da FIA é minimizar qualquer impacto que possa acontecer na cabeça do piloto, e o modelo vai ser uma versão aprimorada do aeroscreen, que fora testado pela RBR no ano passado. 

 

Fonte: @F1naGlobo
Além dessas mudanças, o procedimento de corrida também sofrerá alterações no próximo ano. Sempre que ocorrer uma bandeira vermelha, nas corridas, a relargada será realizada com os carros parados. 
Ainda para esse ano, a partir do Grande Prêmio de Barcelona, que acontece em 14 de maio, os nomes e números dos pilotos devem ficar maiores, ajudando na visibilidade e reconhecimento dos mesmos. As equipes já forma notificadas sobre a mudança.
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados