ColunistasFórmula 1Post

Ferrari tenta superar os erros para voltar a vencer e lutar pelo Campeonato

Após o GP de Mônaco onde a Ferrari cometeu erros, a equipe está seguindo para o Azerbaijão com mais confiança depois de realizar uma avaliação da última prova. O time italiano busca se recuperar, eles tiveram um início muito forte, com um carro que se mostrou bem-nascido, mas a Red Bull conseguiu realizar a virada e assumir a liderança do campeonato na Espanha.

Sergio Pérez venceu no Principado, depois da Ferrari cometer um erro estratégico, a equipe que liderava a prova, viu Charles Leclerc cair para a quarta posição e entregaram de bandeja o primeiro lugar para os seus adversários.

A Red Bull informou que vai liberar Pérez para brigar pelo título, o mexicano lidou com ordens de equipe na Espanha, mas venceu de forma grandiosa em Mônaco, agora ele ameaça o segundo lugar de Charles Leclerc.

Matti Binotto informa que o time aprendeu com os erros e vai tentar superar os problemas para lidar melhor com o restante do campeonato – Foto: reprodução Ferrari

“Às vezes erros podem acontecer, mas houve muitos erros no geral. Leclerc ficou furioso depois que outra chance de vencer uma corrida na sua casa desapareceu. É difícil, como tem sido nos outros anos aqui, então estou me acostumando e voltando para casa decepcionado, mas não podemos fazer isso, especialmente no momento que estamos agora”, disse o chefe de equipe da Ferrari, Mattia Binotto.

A realidade, é que sempre o time que está buscando o ataque e a recuperação fica ainda mais vulnerável, faz escolhas erradas. Infelizmente as palavras ‘estratégia errada’ e ‘Ferrari’ parece que caminham juntas, isso não é uma novidade dessa temporada, na verdade é algo bem recorrente. O time já perdeu resultado por escolhas péssimas, pelo simples fato de não se atentar ao que está acontecendo na pista e tentar cumprir um cronograma.

LEIA MAIS: Para ficar dentro do teto orçamentário Ferrari não implementará atualizações em todas as provas

Corridas marcadas pela chuva são bem complicadas e demandam ainda mais a atenção, principalmente para não deixar oportunidades escaparem pelas mãos. Carlos Sainz já tinha falado algumas vezes no rádio, alertando ao time que eles deveriam ir direto dos pneus de pista molhada para os secos, mas não foi isso que fizeram no carro de Charles Leclerc.

“Tenho certeza de que situações como essas nos tornarão mais fortes. E estamos bem cientes de que ser competitivos é fator; vencer é outra tarefa. E é outro nível de dificuldade. E acho que como equipe ainda estamos progredindo, aprendendo e talvez leve mais algum tempo”, seguiu Binotto.

Existe uma preocupação com a forma como a Ferrari escolheu gerir esse campeonato, isso, excluindo os erros. Por conta do teto orçamentário, a equipe encontrou uma outra forma de gerir os seus gastos, eles estão sendo mais cautelosos na implementação de novas atualizações, enquanto a Red Bull segue instalando novas peças, se tornando ainda mais competitiva.

Existe uma discussão sobre o aumento do valor do teto orçamentário. A Ferrari aguarda o momento em que a Red Bull vai parar de entregar novas peças, para não estourar o teto. O grande problema é que aliados a performance e os erros da Ferrari, o time austríaco já conta com pontos valiosos e que podem fazer muita diferença na definição do título. De forma simultânea a Ferrari perdeu a liderança não apenas do Campeonato de Pilotos, mas também do campeonato de Construtores.

De líder da prova, Leclerc terminou a corrida na 4ª posição – Foto: reprodução Ferrari

Em Mônaco, foi a segunda vitória consecutiva que Leclerc perdeu, a Ferrari enfrentou um problema com o motor na Espanha – outra questão que também está chamando a atenção, pois questões semelhantes foram observadas nos motores usados pela Alfa Romeo e Haas.

LEIA MAIS: De forma incisiva Red Bull aborda o aumento do teto orçamentário

“O que aconteceu na Espanha foi uma história completamente diferente, tivemos problemas de confiabilidade enquanto estávamos claramente liderando a corrida. Aqui eu acho que houve circunstâncias que tornaram nossa vida um pouco mais difícil. Mas não fomos ótimos em julgar e decidir, então sim, e uma decepção”, completou Bonitto.

Agora a equipe italiana busca a força que tem para lutar mais uma vez e perseguir as vitórias, mas não pode deixar o time rival abrir uma grande diferença ou ver Leclerc superado por Pérez, pois a disputa ficaria ainda mais complicada para os italianos. Em algum momento a Red Bull terá que parar o seu ritmo de atualizações, mas eles podem estar seguindo neste ritmo, pois querem criar uma distância para a Ferrari, ficando um pouco mais confortáveis na disputa.

Escute o nosso Podcast do GP de Mônaco!

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Adblock detectado

O BP É UM PORTAL INDEPENDENTE E OS ANÚNCIOS AJUDAM NA NOSSA MANUTENÇÃO, SE POSSÍVEL DESABILITE O SEU BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS!!!