ColunistasDestaquesStock Car

Em ótima performance, Ricardo Maurício crava a pole no Velopark

Após a classificação ser realizada no Velopark neste sábado (14), Ricardo Maurício levou o equipamento da Eurofarma RC para a primeira posição, após anotar 54:517, conquistou a primeira pole do ano e a décima sexta da carreira. Maurício está vindo de uma vitória na Corrida do Milhão.

Felipe Fraga vinha buscando a melhor posição, mas teve que se contentar com a segunda posição, após anotar 54:522. Gabriel Casagrande após liderar o último treino livre, ficou com o terceiro lugar, com o carro da Crown, acompanhado por Max Wilson em quarto com o carro da RCM.  

Thiago Camilo, obteve um bom resultado nos primeiros setores do circuito, mas cometeu um erro que comprometeu o restante da sua volta e como eles estavam batalhando por milésimos ele ficou com a quinta posição. Ricardo Zonta da Shell V-Power, foi o segundo ao deixar os boxes, mas com o seu giro não foi possível superar Casagrande que tinha o melhor tempo e com isso, amanhã ele larga do sexto lugar.

Por motivos de segurança a chincane que compõe a curva e 1 e 2 foram alteradas e para um início melhor nas corridas, os pilotos desta vez vão largar em fila indiana, tentando amenizar os riscos por conta desta mudança feita em pista e pensando no cenário do automobilismo dos últimos dias.

A primeira prova neste domingo (15) tem largada às 11h pelo horário de Brasília. A segunda bateria está prevista para 12h02.

lll Saiba como foi a Classificação

lll Q1

Assim que a pista foi liberada os pilotos do Grupo A começaram a deixar os boxes, se encaminhando para a pista, os melhores tempos não apareceram durante as primeiras voltas dadas, por falta de aquecimento dos pneus.

A liderança mudava rapidamente, à medida que os pilotos completavam os seus giros, os tempos na casa de 54 segundos demoraram para aparecer, mas foram despencando rapidamente. Felipe Fraga tentava se manter na liderança, anotando 54:170 e era seguido por Gabriel Casagrande e Bruno Baptista. Daniel Serra era o nono e Julio Campos era o décimo segundo, ambos próximos a linha de corte.

Logo depois o Grupo B foi liberado, aproveitando todos os minutos da sessão disponível para obter os melhores tempos, com o aquecimento dos pneus. Os pilotos se revezavam na décima sexta posição, mas pouco depois Átila Abreu passou a décima segunda posição, empurrando alguns pilotos do Grupo A para baixo.

Valdeno Brito acabou rodando ao travar a roda e ficou atolado na terra, provocando uma bandeira vermelha na sessão, com três minutos para o término do Q1. Infelizmente Brito havia subido para a sétima posição, mas logo no giro seguinte cometeu o erro.

lll Q2

Os pilotos que avançaram para a segunda fase eram: Fraga, Casagrande, Baptista, Wilson, Camilo, Maurício, Brito, Bueno, Zonta, Serra, Barrichello, Abreu, Khodair, Navarro e Nunes. Apenas quatro pilotos do Grupo B conseguiram avançar, Brito, Abreu, Khodair e Navarro.

Valdeno Brito foi o primeiro a deixar os boxes, na tentativa de limpar o carro e conseguir uma posição melhor na largada. Felipe Fraga retornava a liderança, após anotar 54:362, acompanhado por Ricardo Maurício e Ricardo Zonta.

Com o cronometro zerado, Thiago Camilo obteve a primeira posição. Daniel Serra mesmo conseguindo abrir uma última volta, ficou apenas com a décima posição.

Átila Abreu e Felipe Lapenna se estranharam ao final da sessão e acabaram colidindo, com o carro do piloto da Shell ficando danificado.

lll Q3

Os seis melhores para o Q3 foram: Camilo, Fraga, Wilson, Maurício, Zonta e Casagrande.

Casagrande foi o primeiro a se encaminhar para a pista, logo após a segunda parte da classificação ter se encerrado. O piloto da Crown registrou 54:573, se tornando o tempo a ser batido pelos outros competidores.

Ricardo Zonta foi o segundo a ser liberado, mas não bateu o tempo estabelecido pelo piloto da Crown. Ricardo Maurício foi o terceiro e tinha 54:517 subindo para a primeira posição. Max Wilson conseguiu superar Zonta e foi para o terceiro lugar. Restava Felipe Fraga e Thiago Camilo para completarem as suas voltas rápidas e o piloto da Cimed foi para a segunda posição, conseguindo um tempo melhor que o do Gabriel Casagrande.

Thiago Camilo não conseguiu bater o tempo, pois cometeu um pequeno erro na sua volta e comprometeu  o resultado da volta, perdendo a chance de obter a sexta pole do ano, ele ficou apenas com a quinta colocação, após anotar 54:689, enquanto Maurício foi o líder com 54:517.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Adblock detectado

O BP É UM PORTAL INDEPENDENTE E OS ANÚNCIOS AJUDAM NA NOSSA MANUTENÇÃO, SE POSSÍVEL DESABILITE O SEU BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS!!!