“Eeeeei, Goiânia!” Stock Car volta a capital de Goiás para sua penúltima etapa da temporada

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Trio da Cavaleiro Sports confia em trabalho consistente para buscar bons resultados na reta final da competição

Neste fim de semana, a Stock Car retorna à cidade de Goiânia após dois meses de sua passagem pela capital de Goiás para a rodada dupla válida pela penúltima etapa do campeonato. No mês de agosto, a maior categoria do país disputou a badalada Corrida do Milhão no anel externo, mas dessa vez o Autódromo Internacional Ayrton Senna, com seu traçado de 3.835 metros e 12 curvas, será palco da disputa no traçado misto.

Felipe Lapenna (Miguel Costa Jr./MS2)

Para o piloto Galid Osman (Cavaleiro Sports Ipiranga) as disputas em Goiânia sempre são ótimas e ele confia no bom retrospecto no circuito para obter um bom resultado. “Gosto muito de correr em Goiânia. Subi ao pódio aqui na Corrida do Milhão de 2014 e andei bem outras vezes. Esse ano, quando estivemos aqui na Corrida do Milhão, a prova foi disputada no anel externo. Larguei no meio do pelotão (em 17º lugar) e levei uma batida logo nas primeiras voltas. Agora de volta ao traçado misto, que eu prefiro, nosso objetivo é fazer um trabalho consistente durante todo fim de semana, classificar bem, pelo menos ir para o Q2 (que reúne os 15 mais velozes do Q1) e brigar por bons pontos nas corridas de domingo”, relembrou o paulista do carro #28.

Denis Navarro (Miguel Costa Jr./MS2)

Companheiro de Galid, Felipe Lapenna (Cavaleiro Sports Contuflex) vem fazendo uma temporada bastante consistente. “Estou bastante animado e quero retomar a sequência de bons resultados, principalmente depois da última etapa, em Londrina, onde enfrentamos alguns problemas e o resultado não mostrou nosso real potencial. A equipe tem feito um ótimo trabalho e quero que isso se reverta em resultados bons nessas duas últimas etapas que faltam para o final da temporada”, analisou Lapenna, que está em sua segunda temporada na equipe chefiada por Beto Cavaleiro.

Galid Osman
(Miguel Costa Jr./MS2)

Denis Navarro (Cavaleiro Sports Cimed) também acredita em uma rodada dupla bastante produtiva. “Sofremos com algumas situações, inclusive, incidentes que nos impediram de buscar bons resultados. Estamos vindo de uma 11ª colocação na corrida 1, onde mostramos evolução e queremos seguir buscando a evolução nessas últimas etapas”, finalizou.

As atividades de pista começam nesta sexta-feira, com a primeira sessão de treinos às 10h e a segunda sessão marcada para as 13h. No sábado ainda haverá um terceiro treino livre às 10h10 e o classificatório será às 14h10, com transmissão ao vivo do Sportv 2, que também exibe a rodada dupla no domingo a partir das 13h.

lll Confira a programação em Goiânia:

lll Sexta-feira, 2 de novembro

10h00 – 10h35: 1º Treino Livre Stock Car (Grupo 1)

10h45 – 11h20: 1º Treino Livre Stock Car (Grupo 2)

13h00 – 13h35: 2º Treino Livre Stock Car (Grupo 1)

13h45 – 14h20: 2º Treino Livre Stock Car (Grupo 2)

lll Sábado, 3 de novembro

10h10 – 10h45: 3º Treino Livre Stock Car (Grupo 1) – ao vivo YouTube/Facebook

10h55 – 11h30: 3º Treino Livre Stock Car (Grupo 2) – ao vivo YouTube/Facebook

14h10 – 15h10: Classificação Stock Car – ao vivo no SporTV2

lll Domingo, 4 de novembro

09h15 – 09h30: Warm-up Stock Car

10h00 – 11h00: Visitação aos Boxes

13h00: Stock Car Corrida 1 – ao vivo no SporTV2

14h05: Stock Car Corrida 2 – ao vivo no SporTV2

lll Fonte e mais informações para a imprensa:

l MS2 Comunicação –  MS2Comunicacao.com.br

l Glauce Schütz | (51) 98142.2602

Juliana Marques | (15) 98133.9848

Rubens Gomes Passos Netto

“Netto”, popularmente conhecido entre os imigrantes Guaxupeanos que tocam a zueira no pequeno município de São Paulo, gosta de comprar livros e outras bugigangas que orbitam o universo da Fórmula 1, já semeava a discórdia ao aceitar o rótulo de “nerd”, quando em terras tropicais, tal rotulo era algo, um tanto quanto pejorativo aos descendentes de primatas residentes nas regiões montanhosas produtoras de café, o que julgava ser maravilhoso, ainda mais sendo um apaixonado pela Fórmula 1, fã da McLaren por paixão e pela Ferrari por criação, já que nasceu em uma família descente de italianos produtores de café e não fabricantes de macarrão, na sua pacata opinião a melhor temporada foi a 2008, já que por um infortúnio reprodutivo de seus pais não conseguiu assistir a temporada de 1986, admira e muito o Emerson Fittipaldi, tem como o carro dos sonhos o McLaren MP4/4 e sonha em um dia ou noite pilotar em Spa e provar que as teorias que não levam a humanidade a lugar algum dos quais ele defende são mais úteis que um relógio digital, salvo se for para comer um pastel de camarão acompanhado de um chopp escuro.