#DTMAssen – Wittmann e suas corridas de recuperação!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

lll RESUMO DA R1

A primeira corrida da história da DTM em Assen foi debaixo de muita chuva, que até deu uma trégua no final, mas fez as primeiras três voltas serem atrás do Safety Car. A largada foi em movimento, com uma briga entre René Rast e Marco Wittmann nas prim eiras curvas. Mas que durou pouco, porque Daniel Juncadella parou o carro em uma curva e abandonou por alí, forçando a entrada do Safety Car mais uma vez. Em entrevista, Daniel Juncadella disse que pode ter sido um cilindro que quebrou.

Duas voltas depois tivemos a relargada. Timo Glock tentou ultrapassar Nico Müller para assumir a P5, mas acabou indo passear na brita, e voltou para a pista em P10. Com algumas ultrapassagens, conseguiu se recupar bem e terminou em P5, a dois décimos de Philipp Eng. 

Pietro Fittipaldi estava muito bem na primeira metade da corrida, depois de uma excelente classificação, marcando o quarto tempo, apenas +0.371 de Marco Wittmann. Ao decorrer da corrida, caiu de rendimento e acabou não aproveitando o bom começo, terminando em P11. 

René Rast, Pietro Fittipaldi e Mike Rockenfeller receberam bandeira preto e branco por cortarem a pista e obterem alguma vantagem. A forte chuva deve ter “ajudado-os” a escapar da pista em alguns pontos, e lhes deu alguma vantagem perante seus adversários.

O grande susto ficou por conta do piloto da casa, Robin Frijns, que escapou, rodou e bateu de traseira. A batida foi algumas curvas após ultrapassar Pietro Fittipaldi, e assumir o P10. Os danos foram suficientes para forçar o abandono. Além disso, Paul Di Resta protagonizou um momento bizarro, quando seu limpador de parabrisa quebrou.

O único que pôde ameaçar a vitória de Marco Wittmann foi Nico Müller, que parou por último. Antes de parar, Nico Müller conseguiu abrir uma boa vantagem para sair dos boxes ainda em P1. Deu certo, mas não por muito tempo. Nico Müller teve dificuldade para atingir a temperatura ideal dos pneus e logo foi ultrapassado por Marco Wittmann, que conquistou a terceira vitória na temporada 2019

Confira o resultado da R1:

lll RESUMO DA R2

Se você assistiu a etapa de Misano, ou leu meu review, deve se lembrar da “montanha-russa de Marco Wittmann”, que venceu a R1 e não passou de algumas curvas na R2. Pois bem, tinha tudo para ser mais uma “montanha-russa”. Logo na classificação para a R2, um problema no Turbo o impediu de participar da sessão, fazendo com que Marco Wittmann largasse de último. Mas, acredite ou não, foi quase um déjà vu da R1 de Misano. Marco Wittmann fez uma excelente corrida, com diversas ultrapassagens, e terminou em P2. 

Pietro Fittipaldi, que largou em P10, ganhou algumas posições no começo da corrida, e na volta nove já era P5. E logo atrás dele, fazendo uma pressão monstruosa, vinha Marco Wittmann. A briga durou algumas voltas, e Marco Wittmann não conseguia ultrapassar Pietro Fittipaldi. Então, para não perder mais tempo, a equipe chamou Marco Wittmann para sua parada de troca de pneus. 

Na volta 23, a briga do momento era Marco Wittmann e Mike Rockenfeller, valendo a P2. Um chegou a ultrapassar o outro, o outro chegou a ultrapassar o um, mas a vantagem ficou com Mike Rockenfeller. Não sei se Marco Wittmann realmente desistiu de dar o troco, ou se seus pneus já estavam no limite para arriscar de novo.

Basicamente todos os pilotos do pelotão da frente pararam cedo. Incluindo o líder René Rast, que largou na Pole, não soube administrar bem os pneus e foi obrigado a fazer uma segunda parada, pois parecia estar pilotando em uma pista de gelo. Voltou dos boxes em P13, e com pneus novos fez diversas ultrapassagens nos últimos nove minutos + três voltas restantes, terminando em P5. Inclusive ultrapassando Robin Frijns e Daniel Juncadella de uma só vez na última volta.

O “local hero”, Robin Frijns, na verdade, perdeu duas posições no final. Primeiro perdeu o P4 para Jonathan Aberdein, em uma linda disputa na última chincane. E depois perdeu o P5 para René Rast, que estava com pneus novos, terminando em P6. Pietro Fittipaldi terminou na mesma posição em que largou, em P10, voltando à zona de pontos. 

Com a segunda parada nos boxes de René Rast, Mike Rockenfeller assumiu a liderança e se manteve assim até ser o primeiro a receber a bandeira quadriculada. Depois de Bruno Spengler quebrar seu jejum de dois anos sem vitória em Norisring, Mike Rockenfeller também quebrou um jejum. E, por coincidência, também de dois anos. E, por mais coincidência ainda, sua última vitória havia sido em Zandvoort, também na Holanda.

Confira o resultado da R2:

lll ASSISTA NO YOUTUBE

Neste ano de 2019, nenhuma emissora no Brasil está transmitindo a categoria. Portanto, o canal oficial do DTM libera todos os vídeos e transmissões ao vivo para o território brasileiro por todas as etapas.

Confira a R1 & R2 da etapa de Assen:

 

lll OPINIÃO DO COLUNISTA

Gostei muito da ver a DTM em Assen, uma pista na qual eu estou muito acostumado a ver corridas de moto. Por isso, me passava a impressão errada de que seria muito apertada para as banheiras alemãs e britânicas. Apesar de ter sido bem interessante, fiquei com a impressão que se não fosse a chuva na R1 e o brilhante Marco Wittmann na R2, teríamos uma etapa “morna”. 

Depois de uma decepcionante R1, Aston Martin colocou dois carros no Top10, com Daniel Juncadella em P7 e Paul Di Resta em P8. Eu não sei se é certo fazer um cobrança agora. Mas a marca precisa reagir. Se não fosse o estreante Pietro Fittipaldi, seriam os quatro carros da Aston Martin fechando a tabela de pontos.

A classificação do Pietro para a R1 foi muito boa. Mas não conseguiu ir além de P11 e P10. Faltou ritmo de corrida. Nesta pista, que é nova pra todo mundo, poderia ter aproveitado um pouco mais. 

Depois de dez corridas, temos dois pilotos que venceram três vezes: René Rast e Marco Wittmann. Eles estão separados por quarenta pontos. Entre eles está Nico Müller, que venceu apenas uma vez. Mas, dentre os três, é o único que não abandonou nenhuma corrida, e seus piores resultados foram três P8. Na briga pelo título temos dois alemães muito rápidos, mas com um pouco de azar às vezes, e um “reloginho suíço”. Restando 8 classificações e 8 corridas, são 224 pontos em jogo. Até mesmo Philipp Eng e Mike Rockenfeller podem crescer na tabela. 

lll CLASSIFICAÇÃO APÓS ASSEN

1 René Rast Audi RS5 Turbo DTM

158

2 Nico Müller Audi RS5 Turbo DTM

136

3 Marco Wittmann BMW M4 Turbo DTM

118

4 Philipp ENG BMW M4 Turbo DTM

111

5 Mike Rockenfeller Audi RS5 Turbo DTM

94

6 Bruno Spengler BMW M4 Turbo DTM

77

7 Robin Frijns Audi RS5 Turbo DTM

65

8 Loïc Duval Audi RS5 Turbo DTM

64

9 Jamie Green Audi RS5 Turbo DTM

51

10 Joel Eriksson BMW M4 Turbo DTM

43

11 Jonathan Aberdein Audi RS5 Turbo DTM

35

12 Timo Glock BMW M4 Turbo DTM

33

13 Sheldon Van Der Linde BMW M4 Turbo DTM

26

14 Daniel Juncadella Aston Martin Vantage DTM

17

15 Paul Di Resta Aston Martin Vantage DTM

15

16 Pietro Fittipaldi Audi RS5 Turbo DTM

14

17 Jake Dennis Aston Martin Vantage DTM

10

18 Ferdinand Habsburg Aston Martin Vantage DTM

3

19 Andrea Dovizioso Audi RS5 Turbo DTM

0

lll CALENDÁRIO 2019

Etapas concluídas:

04 e 05 de Maio – Hockenheim (Alemanha)

18 e 19 de Maio – Zolder (Bélgica)

08 e 09 de Junho – Misano (Itália)

06 e 07 de Julho – Norisring (Alemanha)

20 e 21 de Julho – Assen (Holanda)

Etapas restantes:

10 e 11 de Agosto – Brands Hatch (Inglaterra)

24 e 25 de Agosto – Lausitzring (Alemanha)

14 e 15 de Setembro – Nürburgring (Alemanha)

05 e 06 de Outubro – Hockenheim (Alemanha)

https://boletimdopaddock.com.br/dtmnorisring-bruno-spengler-se-estabelece-como-mr-norisring/34981

Subscribe to
BPCast

Or subscribe with your favorite app by using the address below

 

Bruno Shinosaki

Hoje eu não sou apenas um fã de Formula 1, eu me considero sim um grande fã de esporte a motor. Sempre acompanhando e tentando aprender mais. No momento, principalmente pelo site/canal, tenho focado muito em Formula 1, Moto3, Moto2, MotoGP, Superbike, IndyCar e Formula E. Mas sempre atento também a Nascar, StockCar, DTM e outras categorias.