Corpo médico simula atendimento em Interlagos, nos preparativos para o GP do Brasil

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Neste último sábado (2) o GP do Brasil organizou mais um encontro entre jornalistas e o corpo médico do Hospital Leforte para a realização da simulação de segurança, voltada para a prova de Fórmula 1, que será realizada entre os dias 15, 16 e 17 de novembro em São Paulo.

Mais uma vez médicos e socorristas, realização a simulação do atendimento para um piloto que possa vir a sofrer algum acidente durante a prova. O procedimento mostrado é voltado para aqueles pilotos que não estiverem em uma situação crítica e que podem ser removidos em apenas 20 segundos, não prejudicando as suas condições.

O procedimento é o mesmo do ano passado, agora sem novidades por conta do halo, pois ainda em 2018, o equipamento de segurança que fora adicionado ao carro trazia algumas novidades para a equipe médica. O atendimento muda, em caso de acidente mais grave, pois é necessário preservar o piloto e como algumas condições são difíceis de prever, está dinâmica pode se alterar.

São 24 médicos capacitados para lidar com a situação e cerca de 120 pessoas que estão disponíveis para auxiliar no procedimento, variando entre paramédicos, enfermeiras e a equipe no hospital que é direcionada para este evento.

Em paralelo a este procedimento, a sinalização de pista também foi executada, mantendo a sincronização entre eles, a comunicação verbal e corporal, tudo para que qualquer situação seja resumida prontamente.

Para você que ainda quer fazer parte do GP do Brasil existem ingressos disponíveis no setor G e Q, as meias deles estão custando R$ 305,00. Setores, A, R, M e B já estão esgotados, assim como o Orange Tree Club.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!