Classificação Espanha – Mercedes mantém a boa performance e Lewis Hamilton marca a pole

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A Mercedes fez uma grande campanha neste final de semana, liderando todas as sessões de treinos livres. Ao final da classificação realizada hoje (12), Lewis Hamilton, além de quebrar o recorde da pista após registar 1:16:173, fez a 74ª pole position de sua carreira, seguido pelo companheiro de equipe Valtteri Bottas.

A Ferrari abriu mão da pole quando mandou os seus dois pilotos para a segunda volta no Q3 com os pneus macios, enquanto os seus adversários utilizavam os supermacios. Como já sabemos os compostos de faixa amarela são mais lentos que os vermelhinhos e mesmo com o desgaste elevado na pista, para apenas uma volta rápida, eles eram a melhor opção.

Não foi apenas a equipe italiana que apostou no uso desses compostos na sua última volta, a Red Bull fez algo parecido colocando Max Verstappen na pista com os supermacios e Ricciardo com os macios e foi mais uma vez inevitável: o holandês superou o italiano.

Os dois carros da Haas passaram para a fase final da sessão, com Kevin Magnussen terminando em sétimo, com o companheiro de equipe em décimo. Fernando Alonso quase foi superado pelo companheiro de equipe no Q2, mas Vandoorne tirou o pé nos metros finais e mesmo melhorando a sua marca ficou apenas com o décimo primeiro lugar. Alonso com a chance de lutar pela McLaren larga amanhã em oitavo. Carlos Sainz foi o nono e esse é o que apresenta a maior diferença para o companheiro de equipe que larga amanhã da décima sexta posição.

Brendon Hartley depois de ter batido no final do Q3, não conseguiu ir para a pista para a classificação e a Toro Rosso trabalhava intensamente para conseguir recuperar o carro para a corrida de amanhã.

Sirotkin, que ocupa a décima oitava posição, vai ser punido com a perda de três posições no grid de largada após a colisão que aconteceu no Grande Prêmio do Azerbaijão, com Nico Hulkenberg e Sergio Pérez.

A tem início previsto para às 10h10 pelo horário de Brasília.

lll Saiba como foi a classificação

lll Q1

Brandon Hartley não participou da classificação depois de bater forte no final do Terceiro Treino Livre. A dupla da Williams foi a primeira a deixar os boxes e utilizava os pneus supermacios, seguidos pelos dois pilotos da Ferrari usando os mesmos compostos.

A dupla da Force India ousou utilizando os pneus macios, mas a McLaren era mais ainda ao colocar os compostos médios nos seus carros.

Stroll foi o primeiro a ter tempo aferido com 1:20:623, não demorando muito tempo para a dupla da Ferrari assumir a liderança da sessão com Sebastian Vettel que tinha 1:17:808, seguido por Raikkonen com 1:17:986. Logo em seguida vinha a dupla da Haas com Magnussen (1:18:886) e Grosjean (1:19:065). Pérez ficava com o quinto lugar.

A temperatura tinha caído na pista e estava mais frio no circuito catalão. Alonso na terceira volta do seu pneu médio, depois de ter cometido um erro na volta anterior passava a ser o quarto colocado com 1:18:707. Raikkonen assumia a liderança com 1:17:483, os carros da Mercedes registravam a sua primeira volta com Hamilton em segundo (1:17:633), seguido por Bottas com 1:17:674) e Vettel conseguia melhorar a sua marca com 1:17:724.

Aos poucos outros pilotos começaram a registrar a suas voltas, a dupla da Red Bull que também estava com os pneus supermacios, passava a ser o quinto colocado com 1:17:846 de Max Verstappen e 1:18:301 de Ricciardo em sétimo.

A ponta era algo muito disputada e Sebastian Vettel passava a ser o primeiro com 1:17:031, seguido por Raikkonen com 1:17:483.

https://twitter.com/F1/status/995289592332013569

Hulkenberg, que não tinha tempo registrado e ocupava a décima nona posição, apresentou problemas na pista e seguiu para os boxes da equipe, provavelmente com algum defeito no câmbio da sua Renault.

Restando pouco mais de 5 minutos para o término da sessão, Max Verstappen avançava para a segunda posição e Daniel Ricciardo era o quarto colocado e logo em seguida eles se encaminhavam para os boxes.

As posições dos dez primeiros eram: Vettel, Verstappen, Raikkonen, Ricciardo, Hamilton, Bottas, Alonso, Grosjean, Magnussen e Sainz.

A McLaren necessitava retornar para a pista com os seus carros utilizando os pneus supermacios e assim como a equipe inglesa, a Force India também foi obrigada a utilizar os compostos mais velozes para tentar uma melhor posição e avançar para o Q2.

Magnussen melhorava a sua marca, Vandoorne conseguia superar Hulkenberg e passar para a segunda fase. Stroll causou uma bandeira amarela na curva 12, após passar com os pneus na grama, rodar e bater na barreira de contenção.

16) Nico Hulkenberg 1:18:923

17) Marcus Ericsson 1:19:493

18) Sergey Sirotkin 1:19:695

19) Lance Stroll 1:20:225

20) Brendon Hartley – Não entrou na pista

https://twitter.com/F1/status/995293592515239937

lll Q2

A dupla da Haas era a primeira a deixar os boxes, seguida por Mercedes e Ferrari todos utilizando os pneus macios.

Grosjean foi o primeiro a registrar volta e tinha 1:18:069, mas logo fora superado pelo companheiro, assim como os pilotos das equipes Mercedes e Ferrari. Vettel registrava 1:16:802, seguido por Raikkonen com 1:17:071, Bottas e Hamilton. Ricciardo dessa vez não demorou para se encaminhar para a pista, ocupando a sexta posição depois de ser ultrapassado por Verstappen na tabela de tempos.

Após registrarem as suas primeiras voltas rápidas, os pilotos retornaram para os boxes. Os dez primeiros lugares eram: Vettel, Raikkonen, Bottas, Hamilton, Verstappen, Ricciardo, Magnussen, Grosjean, Alonso e Sainz.

Hamilton retornava para a pista com os compostos supermacios, mas era apenas para fazer um ajuste para a fase final da sessão.

Magnussen melhorava a sua marca e passava a ocupar o sexto lugar com 1:17:618, com Grosjean em oitavo (1:17:699).

Com menos de dois minutos para o término da sessão a McLaren enviava Vandoorne e Fernando Alonso com jogos de pneus macios novos, no entanto o belga ficou apenas com a décima primeira posição, mesmo melhorando a sua marca.

11) Stoffel Vandoorne 1:18:323

12) Pierre Gasly 1:18:463

13) Esteban Ocon 1:18:696

14) Charles Leclerc 1:18:910

15) Sergio Pérez 1:19:098

https://twitter.com/F1/status/995297876262772736

lll Q3

Na fase final da sessão do treino de classificação, Carlos Sainz foi o primeiro a deixar os boxes da equipe. Todos os pilotos que se encaminhavam para a pista apostavam na utilização dos compostos supermacios.

Grosjean era o primeiro a registrar volta e tinha 1:18:209. Hamilton se tornava líder com 1:16:491, Verstappen era o segundo depois que o inglês tinha o seu tempo aferido, seguido por Ricciardo. Bottas ficava com a quarta posição, com Vettel em quinto, seguido por Alonso, Raikkonen, Grosjean e Sainz. Magnussen ficava em décimo com uma marca muito alta.

Os pilotos retornaram para os boxes para a troca dos pneus e mais uma vez lutar pela ponta. Ricciardo entrava na pista com os pneus macios para a sua última volta, assim como Raikkonen, Alonso e Vettel. Apenas Hamilton, Verstappen, Bottas, Grosjean e Sainz utilizavam os pneus vermelhos.

Magnussen subia para a sexta posição com 1:17:676. Ricciardo era o terceiro colocado com 1:16:818.

Hamilton ficava com a ponta melhorando a sua marca para 1:16:173 seguido por Bottas. Vettel era o terceiro, seguido pelo companheiro de equipe em quarto. Logo em seguida vinha a dupla da Red Bull com Verstappen e Ricciardo. Magnussen com a Haas era o sétimo seguido por Alonso, Sainz e Grosjean.

 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.