Beto Monteiro e Paulo Salustiano venceram a sétima etapa em Cascavel da Copa Truck

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A prova em Cascavel contou com 24 caminhões inscritos, para a Quarta Copa do ano. Guilherme Salas piloto da Stock Light debutou com o Mercedes-Benz da JL. Outra novidade na pista foi a presença de Pedro Muffato com o Scania. A etapa com duas rodadas, contou com a vitória de Beto Monteiro e Paulo Salustiano respetivamente.

lll Início das atividades em Pista

A sexta-feira em Cascavel foi dominada por Wellington Cirino, o caminhão do piloto paranaense recebeu uma pintura branco e dourada e aparentava trazer sorte ao piloto. Cirino cravou 1:19:456, em uma disputa equilibrada com Beto Monteiro, André Marques, Paulo Salustiano, Renato Martins e Roberval Andrade.

Para Monteiro a felicidade era um pouco maior, pois como vencedor da última etapa, o caminhão possuía um limitador de potência, (norma presente no regulamento) e por Cascavel ser um circuito de alta velocidade, o motor conta muito de desempenho.

André Marques que sofreu um acidente no Uruguai e fraturou o braço esquerdo em três partes, conseguiu a terceira posição.

lll Classificação

No sábado, Marques repetiu a boa performance da sexta-feira, conquistando a pole com o caminhão 77. O resultado foi ótimo, para o piloto que ficou um mês inteiro fazendo fisioterapia e só foi confirmado na disputa um dia antes das atividades em pista, começarem.

O tempo de 1:19:472 consagrou o piloto na pole, melhor que Wellington Cirino por 0s054. “Eu fiz fisioterapia todos os dias, trabalhamos incessantemente nos caminhões e não posso estar mais feliz. É o resultado de um trabalho. É minha primeira pole na categoria e ela é muito significativa por conta disso tudo o que aconteceu nas últimas semanas”, conta o pole. O Uruguai não foi bom para a equipe, pois três caminhões sofreram acidentes sérios.

A segunda fila do grid, contou com a presença de Beto Monteiro e Roberval Andrade, acompanhados ainda por Paulo Salustiano e Guilherme Salas.

lll A Surpresa do Final de Semana

Pedro Muffato com 79 anos de idade e mais de 50 anos no automobilismo, estabeleceu um novo recorde no esporte a motor brasileiro, se tornando o piloto mais velho a competir em um evento de âmbito nacional.

Muffato foi prefeito de Cascavel e um empresário renomado, nos anos 80 desenvolveu chassis tubulares para as corridas de monopostos e incentivou a pratica do esporte na região.

A bordo de um caminhão Scania, desenvolvido por ele e sua família ha alguns anos, o equipamento chamou a atenção tamanho zelo e detalhes. . “Eu prometi para a minha mulher que vai ser só essa, mas não descarto disputar mais algumas provas este ano. Tenho dois caminhões que devem integrar o grid no ano que vem, já que a categoria voltou a ser grande novamente. Mas, neste caso, com outros pilotos”, disse.

lll Corridas no Domingo

Foi mais uma etapa emocionante da Copa Truck em Cascavel, a pista molhada e seca, consagrou Beto Monteiro e Paulo Salustiano como os vencedores do final de semana. Após está conquista eles saíram do solo paranaense empatados na Quarta Copa, que define os três finalistas para a Grande Final em Interlagos, no mês de dezembro.

Monteiro largou da terceira posição e contou com a dificuldade dos caminhões de André Marques e Wellington Cirino para obter a vitória e mesmo com o limitador de potência em seu Volkeswagen, não foi o suficiente para pará-lo.

A prova realizada em pista molhada ajudou o piloto, pois a desvantagem com o limitador não ficava clara. Ainda assim ele sofreu com as investidas de Salustiano, durante o final da prova, mas o resultado trouxe a liderança do campeonato. Monteiro venceu 9 das 12 corridas disputadas.

Durante a segunda prova, Salustiano e Monteiro largaram da quarta fila, por conta da inversão dos 8 primeiros pilotos no grid. Desta forma Luiz Carlos Zapelini largou da primeira posição e aos poucos Salu e Beto foram escalando o grid.

Para Debora Rodrigues o final de semana foi recompensador, a piloto obteve um sexto e um terceiro lugar com o seu Mercedes-Benz. Felipe Giaffone também merece destaque, largando da vigésima segunda posição, obteve um nono e um quarto lugar. Guilherme Salas, deixou a sua marca com a melhor volta da primeira bateria.

Pedro Muffato foi o décimo terceiro na primeira bateria e acabou abandonando a segunda prova.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!