Thiago Camilo vence primeira corrida em Londrina pela 8ª etapa da Stock Car

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Thiago Camilo venceu neste início de tarde de domingo (10) a primeira corrida da oitava etapa da Stock car que aconteceu no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina (PR).

O piloto da Ipiranga Racing largou da pole e não foi ameaçado pelos rivais, se mantendo na liderança da prova, exceto quando foi para os boxes, mas uma boa parada e conseguiu se manter na frente dos demais competidores.

O segundo lugar ficou para Daniel Serra, mas ele e Fraga travaram uma longa disputa durante a corrida e Fraga conseguiu passar Serra ainda na largada. O piloto da Eurofarma RC só conseguiu retomar a posição na 25ª.

Fraga acabou ficando fora do terceiro lugar pois Rubens Barrichello mostrou que estava em bom final de semana e ameaçou o piloto até os minutos da finais da competição, até que o botão de push de Fraga não serviu mais para dar o troco em Barrichello e este acabou tomando distância do concorrente.

O quinto lugar ficou por conta de Valdeno Brito da Eisenbahn Racing, seguido por Marcos Gomes, Cacá Bueno, Átila Abreu, Gabriel Casagrande e Antonio Pizzonia que assume a liderança da segunda corrida do dia, já que ela conta com o grid invertido.

ll Saiba como foi a corrida

Thiago Camilo conseguia manter a ponta e Felipe Fraga tomava a segunda posição de Daniel Serra. Valdeno Brito assumia a quarta colocação, deixando Rubens Barrichello em quinto. Um pouco mais atrás era possível ver Cacá Bueno superando Max Wilson e tomando a oitava posição.

A medida que a prova avançava, Diego Nunes e Marcos Gomes travavam um duelo pela sexta posição. Max Wilson conseguia recuperar a sua posição, para cima de Bueno.

Thiago Camilo tentava tomar distância de Fraga mas o piloto da Cimed Racing vinha forte. Max Wilson tentava defender o nono lugar de Cacá Bueno.

Tuka Rocha acabava recolhendo o carro com um pouco mais de 32 minutos restantes para o final da sessão. Guga Lima acabava abandonando a prova, provavelmente pensando na segunda prova, já que o seu carro está desalinhado e precisaria ser arrumado para a próxima sessão.

A briga entre Wilson e Bueno seguia e cada volta um deles usava o botão de ultrapassagem e ficavam nesse jogo de alternar a posição volta a volta. Rafael Suzuki aproveitava o push e passava Wilson também.

Com 28 minutos a classificação dos 10 primeiros eram: Thiago Camilo, Felipe Fraga, Daniel Serra, Valdeno Brito, Rubens Barrichello, Marcos Gomes, Diego Nunes, Cacá Bueno, Rafael Suzuki e Max Wilson.

Gabriel Casagrande conseguia ultrapassar Max Wilson e os dois acabaram mergulhando para ultrapassar o Suzuki.

Com o botão de push Átila Abreu realizava a ultrapassagem em Cesar Ramos e Vitor Genz tentava usar o embalo de Abreu, mas não conseguia concluir a manobra de ultrapassagem no piloto da Blau, a briga era pelo décimo quarto lugar.

Depois de deixar Max Wilson para trás, Cacá Bueno começava a brigar com Diogo Nunes.

Allam Khodair, Sérgio Jimenez, Vitor Genz e Marcio Campos viravam um bolo só e a briga ali de meio de pelotão era muito boa.

A janela de abastecimento era aberta com um pouco mais de 21 minutos e 14 voltas.

Zonta começava a perseguir Marcio Campos para tentar ganhar a décima nona posição.

Felipe Fraga era o primeiro a ir para os boxes, seguido por Daniel Serra e Valdeno Brito, as posições deles eram garantidas. Camilo acabou indo para os boxes na volta seguinte e conseguia se manter na frente de Fraga e Allam Khodair era visto rodando na pista.

O carro do Lucas Foresti estava com a lateral esquerda danificada.

Pizzonia e Cacá acabavam brigando no pit-lane, o piloto da Prati estava entrando nos boxes da sua equipe e Cacá havia sido liberado, acabou sendo atrapalhado.

Rubens Barrichello seguia na pista e era o líder da prova pois ainda não havia parado e usando o botão de ultrapassagem conseguia dar voltas voadoras. Barrichello foi realizar a sua parada com 14 minutos e conseguia voltar na quarta posição e recuperava a posição que havia perdido para Valdeno Brito e conseguia ficar mais próximo de Daniel Serra.

Átila Abreu acabou parando e voltava na sétima posição, mas Cacá Bueno conseguia tomar a posição dele e o piloto da Shell era o oitavo.

Daniel Serra que havia conseguido retomar a segunda posição, via Felipe Fraga usar o botão se push e tomar a posição dele, mas poucos metros depois Serra conseguia fazer a ultrapassagem novamente, ninguém queria ceder o segundo lugar.

Thiago Camilo seguia na liderança da prova e Serra usava o botão de ultrapassagem para tomar distância de Fraga. Rubens Barrichello a posição Fraga e os dois agora passagem a brigar pelo terceiro lugar e novamente o botão de push ajudava na briga de gato e rato.

Denis Navarro e Julio Campos faziam mais uma parada na penúltima volta e trocavam os pneus e abasteciam o carro já pensando na segunda prova.

O tempo já havia zerado e falta apenas uma volta para o final, Fraga acabava desperdiçando um botão de ultrapassagem e Rubens Barrichello garantia o terceiro lugar. Thiago Camilo cruzava a linha de chegada na primeira posição, seguido por Serra e por Barrichello que fez uma incrível primeira corrida.

Foto de capa do acervo de fotos da Stock Car, tirada por Fernanda Freixosa.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.

You May Also Like

%d blogueiros gostam disto: