Vettel e Raikkonen surpreendem e são os mais rápidos do FP3, seguidos de Ericsson da Alfa Romeo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

O terceiro treino livre realizado hoje (24/03) contou com uma pista molhada, devido à chuva que acabou tomando conta do circuito de Melbourne horas antes da sessão começar. E mesmo para a classificação, que vai começar as 3h pelo horário de Brasília, ainda existe previsão da chuva aparecer na sessão.

Os tempos não foram baixos se comparados com o que foi realizado na pista no dia anterior, já que os pilotos utilizaram os compostos de chuva extrema e intermediaria e apenas decidiram arriscar com a utilização dos pneus ultramacios nos 3 minutos finais da sessão, por isso as posições na tabela ficaram bem movimentadas.

Fernando Alonso gostaria de ter tido mais tempo para conseguir a oportunidade de registrar uma marca com os compostos ultramacios, no entanto a McLaren não conseguiu libera-lo antes. Sebastian Vettel, Kimi Raikkonen e – vejam só – Marcus Ericsson ocuparam os três primeiros lugares da tabela de tempos depois do rodízio pela ponta que ocorreu quando eles ainda estavam com os compostos de chuva.

A Force India foi a única equipe que não conseguiu registrar tempo nenhum e ficou a sessão inteira parada nos boxes.  

lll Saiba o que aconteceu no Terceiro Treino livre

Pouco antes da terceira sessão começar, chovia em Melbourne e existia algumas chances dela se voltar a aparecer no horário da classificação, a temperatura da pista também havia se modificado muito de um dia para o outro, caindo cerca de 20°C. No momento que a atividade começou a temperatura do ar era de 18°C.

https://twitter.com/F1/status/977379995155861504

Assim que a pista foi liberada, Grosjean e Hulkenberg deixavam os boxes das suas respectivas equipes utilizando os pneus de chuva extrema, já havia parado de chover no circuito quando a sessão começou, mas era possível ver algumas nuvens bem carregadas em algumas partes da pista.

Os pilotos realizavam apenas uma volta de instalação e logo eram novamente recolhidos para os boxes das equipes. Vandoorne, Bottas, Hartley, Gasly e Ocon também haviam realizado o mesmo procedimento.

Fernando Alonso foi o primeiro a utilizar os pneus de chuva intermediária, mas também ficou limitado à volta de instalação.

O primeiro tempo registrado veio com Nico Hulkenberg da Renault que acabou retornando para a pista com os compostos intermediário, com seus 1:40:863 seguiu na pista e conseguiu melhorar para 1:39:082, levando em consideração as condições de pista ainda, estava longe de os pilotos utilizarem os pneus de pista seca e restavam cerca de 40 minutos para o término da sessão.

https://twitter.com/F1/status/977384498454319104

Stoffel Vandoorne também seguia os passos do alemão e ocupava o segundo lugar no grid ao registrar 1:41:148, mas pouco tempo depois Verstappen assumia a liderança da sessão com 1:37:419 e empurrava o belga para o terceiro lugar.

A pista foi ganhando mais pilotos a medida que a sessão foi avançando e as queixas sobre ela ficavam limitadas apenas as áreas das faixas na pista em que a água ficava mais acumulada.

https://twitter.com/F1/status/977385461810384896

Enquanto Verstappen seguia líder da sessão com 1:35:548, Lewis Hamilton dos boxes da Mercedes enfrentava problemas e não conseguia ser liberado pela equipe para se quer para dar uma volta de instalação e já estávamos nos aproximando da conclusão da primeira meia hora de sessão.

Sebastian Vettel era o segundo colocado com 1:37:522, seguido por Daniel Ricciardo com 1:37:907, mas pouco depois o alemão era superado por Fernando Alonso que registrava 1:37:450.

Enquanto a ponta se mantinha intocada, a segunda posição nesta sessão era a mais concorrida e Daniel Ricciardo conseguia registrar 1:36:593.

A pista já dava sinais de melhora e restavam 30 minutos para o término da sessão, já se tornando quase possível a utilização dos pneus de pista seca no stint seguinte. Hamilton era finalmente liberado para a pista.

Daniel Ricciardo conseguia se tornar o líder da sessão com 1:35:265, seguido por Bottas com 1:35:265, mas pouco tempo depois Fernando Alonso conseguia desafiar o australiano e colocar a Mclaren em primeiro com 1:34:298. Gasly aparecia na quinta posição com 1:35:570.

Restando pouco mais de 20 minutos para o término da sessão, apenas Ocon, Pérez e Stroll não tinham tempo registrado.

A ponta foi tomada pela Mercedes por Bottas logo após o finlandês registrar 1:34:174 e Hamilton subia para a segunda posição com 1:34:225. Hartley da Toro Rosso ficava logo atrás do seu companheiro de equipe, passando a ocupar a sexta posição após registrar 1:35:438.

Com pouco mais de 10 minutos para o término da sessão, o ritmo na pista acabou diminuindo, mas Vandoorne conseguiu melhorar seu tempo para 1:34:233, enquanto Sirotkin conseguia colocar a Williams em décimo com 1:35:890. A Force India seguia como a única equipe sem tempos aferidos.

Lance Stroll que ficou grande tempo parado nos boxes, assim como o seu companheiro de equipe, também aparecia na pista nos minutos finais e superava Sirotikin com 1:35:828, passando a ocupar a décima posição.

Restando cerca de 3 minutos para o término da sessão, alguns pilotos passaram a se encaminhar para a pista com os pneus ultramacios para realizar uma última volta rápida. Sainz que estava na liderança com os pneus intermediário e tinha 1:33:172 fora superado por Verstappen com 1:31:680, mas pouco tempo depois Vettel conseguia encaixar a Ferrari com 1:26:067 na ponta, seguido por Raikkonen com 1:28:499 e Marcus Ericsson (1:28:890) que estavam com os de pneus ultramacios.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.