ColunistasFórmula 1Post

Verstappen mostra bom ritmo e lidera com folga o TL3 na França

Mesmo com a Ferrari progredindo na pista, Verstappen permaneceu grande parte da sessão na liderança

Neste início de sábado (23) os times seguiram mais uma vez para a pista, preparando os seus carros para a classificação. Max Verstappen foi dominante, mesmo com os pneus médios o holandês registrou um bom tempo e permaneceu na liderança, sem nenhum outro competidor superar a sua marca. Apenas os três primeiros colocados fizeram voltas na casa de 1m32s.

A Ferrari também está forte no traçado, apresentando um bom ritmo, os pilotos avaliaram os setores do traçado e para conseguir uma boa marca, focaram no primeiro e no terceiro setor. Carlos Sainz fechou a sessão no segundo lugar, mas sabe que começará a prova do final do pelotão, dividindo a última fila com Kevin Magnussen da Haas – os dois pilotos passaram pela troca do motor.

Charles Leclerc foi melhorando as suas marcas ao longo da atividade e ao instalar os pneus macios para o final da sessão, conseguiu o terceiro lugar, partindo na sequência para fazer um stint mais longo e avaliar a durabilidade dos pneus macios.

Conservar os compostos será um desafio ainda mais complicado neste fim de semana, principalmente por conta das temperaturas. Os pilotos trabalharam o ritmo de classificação, mas também tiveram que dar atenção para o stint mais longo.

Lewis Hamilton ficou com o quarto lugar, imediatamente posicionado atrás de Red Bull e Ferrari, por outro lado, ficou separado por mais de 0s983 do líder. Sergio Pérez conseguiu a quinta colocação, seguido de perto por George Russell.

Fernando Alonso conseguiu a sétima posição com a Alpine. Em outra sessão de treinos livres, Alexander Albon apareceu no Top-10, o piloto tailandês conseguiu o oitavo lugar, enquanto Nicolas Latifi foi o décimo segundo. Lando Norris completou a atividade no nono lugar, com Daniel Ricciardo em décimo primeiro, enquanto Yuki Tsunoda ficou entre os pilotos da McLaren.

A Fórmula 1 retorna às 11h (do horário de Brasília) para a definição do grid de largada do GP da França.

Saiba como foi o TL3 em Paul Ricard

Seria mais um dia de temperaturas bem altas na França, antes dos carros serem liberados para a pista no asfalto era aferido 49°C, com 28°C no ambiente. Na sessão realizada na sexta-feira os times conseguiram verificar a durabilidade dos pneus e um grande desgaste era sentido. Novamente os pneus macios devem ser usados apenas na classificação, pois para stints maiores, combinados com as altas temperaturas, ele não dura por muito tempo.

Com a pista liberada, Sergio Pérez rapidamente deixou os boxes, em seu carro os pneus médios estavam instalados. Kevin Magnussen avaliava os pneus macios. Stroll, Vettel e Russell que usavam os pneus duros, partiram apenas para uma volta de instalação, antes de retornar para os boxes e usar os pneus médios.

Pérez abriu a tabela de tempos depois de anotar 1m33s628, seguido por Magnussen que anotou 1m34s768. Na sequência Verstappen registrou 1m32s837 para assumir a ponta. Poucos carros estavam na pista neste início de atividade. Com apenas dez minutos de sessão, apenas cinco pilotos tinham aferido tempo no traçado. Ocon apareceu na terceira posição registrando 1m34s459, acompanhado por Hamilton que tinha 1m34s592, usando os pneus macios.

A pista sofreu uma alteração para o sábado, as ‘salsichas’ que estavam nas curvas 5 e 15 foram removidas.

Valtteri Bottas fora liberado pela Alfa Romeo com os pneus macios instalados e passou a ocupar o terceiro lugar ao registrar 1m33s999, superando Fernando Alonso que estava ainda trabalhando com os pneus médios. A Alfa Romeo seguia os testes aerodinâmicos mesmo no TL3, desta forma era possível ver o flow-vis espalhado em parte da asa traseira do carro de Valtteri Bottas.

Com 20 minutos de atividade, os dez primeiros eram: Verstappen, Sainz, Pérez, Bottas, Alonso, Hamilton, Zhou, Leclerc, Russell e Albon. Sainz tinha saltado para a segunda posição com 1m33s217, enquanto Verstappen era o único piloto na casa de 1m32s. O monegasco perdeu a traseira do carro e rodou na curva 12. O piloto da Ferrari conseguiu retornar ao traçado regular, mas os pneus duros ficaram com marcas das faixas azuis e abrasivas que formam o traçado.

Alguns pilotos extravasavam os limites de pista, mas também foi possível ver Hamilton cometendo um erro. A sessão seguiu e com meia hora de atividade concluída, os dez primeiros eram: Verstappen, Sainz, Pérez, Gasly, Bottas, Alonso, Magnussen, Tsunoda, Norris e Hamilton. Na McLaren Norris usava os pneus macios, enquanto Ricciardo era o último colocado na tabela de tempos, usando os pneus médios.

Enquanto Pérez e Verstappen verificavam a durabilidade dos pneus médios, realizando um stint mais longo, Hamilton, tinha retornando ao traçado com os pneus macios novos. O britânico anotou 1m33s255. Bottas, Sainz, Norris, Zhou, Leclerc, Albon e Latifi instalaram um jogo novo de pneus macios e retornaram ao traçado – restando apenas 20 minutos para o encerramento do TL3.

Sainz melhorou a sua marca para registrar 1m32s175, enquanto Leclerc superou o companheiro de equipe para ficar com a segunda posição anotando 1m32s909. Os tempos começaram a melhorar substancialmente, então foi possível ver Latifi ocupando o quinto lugar momentaneamente, com Albon também entrando no Top-10.

Verstappen permanecia na liderança da sessão ainda com o tempo que registrou com os pneus médios, onde Leclerc estava separado do adversário por 0s101. Restando cerca de 10 minutos para o encerramento da sessão, Sainz registrou 1m32s626, para conseguir ocupar a primeira posição.

https://twitter.com/F1/status/1550810883827408896

A Ferrari optou por trocar o motor de Carlos Sainz, desta forma o espanhol começará o GP da França da última fila, assim como Kevin Magnussen que também teve a quarta unidade de potência instalada.

Conforme a atividade estava se aproximando do final, com exceção de Magnussen e Vettel, todos os pilotos estavam com os pneus macios instalados, Verstappen retornou para a primeira posição ao anotar 1m32s272. Pérez ficou no quinto lugar, pois anotou 1m33s293, enquanto Alonso que era o décimo quinto colocado, passou a ocupar a sétima posição com 1m33s505.

Quando a sessão foi encerrada, a temperatura na pista estavam ainda mais altas, com 54°C aferido no asfalto, sendo um momento ainda mais delicado para os pneus macios.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Adblock detectado

O BP É UM PORTAL INDEPENDENTE E OS ANÚNCIOS AJUDAM NA NOSSA MANUTENÇÃO, SE POSSÍVEL DESABILITE O SEU BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS!!!