TL3 Mônaco – Charles Leclerc desbanca piloto da Mercedes e Sebastian Vettel bate na Sainte Devote

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Charles Leclerc e a Ferrari abriram os trabalhos de sábado (25) na liderança. O monegasco registrou 1:11:265 para desbancar a dupla da Mercedes. A equipe alemã permaneceu boa parte da sessão ocupando os primeiros lugares, mas foi na segunda rodada de voltas rápidas que o dono da casa levou a melhor. Por outro lado, Sebastian Vettel perdeu quarenta minutos do terceiro treino livre, após bater na Sante Devote, quebrando a suspensão e o bico do carro.

Valtteri Bottas, ficou com a segunda posição, seguido por Lewis Hamilton. Completando o top-5, Max Verstappen e Pierre Gasly apareciam com a Red Bull. Instantes antes do cronômetro zerar, Antonio Giovinazzi subiu para a sexta posição, se posicionando a frente de Daniil Kvyat com a Toro Rosso.

Kavin Magnussen fechou na oitava posição, seguido por Kimi Raikkonen em boa performance pela Alfa Romeo foi o nono, com Alexander Albon em décimo.

Os pilotos da Renault até figuraram na sexta posição, mas foram superados no momento em que a segunda rodada de voltas rápidas teve início.

A prova de classificação tem início às 10h pelo horário de Brasília. 

lll Saiba como foi o Terceiro Treino Livre

Durante o início da sessão a temperatura na pista, estava na casa dos 32°C, com 20°C no ambiente.

Assim que o pit-lane foi liberado, Lando Norris e Kimi Raikkonen seguiram para a pista, utilizando os compostos duros (faixa branca), para uma volta de verificação.

Passados cinco minutos desde o ínicio, George Russell anotou 1:22:611 com os pneus macios (faixa vermelha), mas logo em seguida o piloto da Williams evoluiu para 1:17:926, enquanto Daniel Ricciardo aquecia os compostos com a Renault.

Aos poucos os tempos foram melhorando, Alexander Albon liderava a sessão com 1:13:775, seguido por Ricciardo com 1:14:628 e Daniil Kvyat com 1:14:706, atrás a mais de 3s estava Russell.

Com pouco mais de dez minutos de TL3 já realizado, Valtteri Bottas começou a rodar na casa de 1s12, com Sebastian Vettel separado por 0s289 do líder, desta forma Albon passou a rodar próximo aos carros da Ferrari.

Os tempos foram caindo rapidamente, com trocas de posições constantes, mas Bottas fazia questão em permanecer na frente, conseguindo registrar 1:12:238. Enquanto isso Lewis Hamilton que estava em oitavo, reclamava de vibrações no carro. No início da sessão a Mercedes realizou alguns ajustes nos freios do W10.

https://twitter.com/F1/status/1132226270929051648

Com 18 minutos, Sebastian Vettel provocou a entrada de um virtual Safety Car após bater na curva dois, ainda com pouca velocidade, durante a sua execução. A suspensão e a asa dianteira do carro ficaram danificadas. Charles Leclerc não foi avisado da redução de velocidade e passou a ser investigado pela atitude. 

https://twitter.com/F1/status/1132229564212629504

Sem a necessidade de uma bandeira vermelha, a sessão teve segmento, Hamilton passou a ser o primeiro colocado, com 1:12:034 e Bottas seguia próximo ao companheiro de equipe na segunda posição. Com pouco mais de 20 minutos do terceiro treino livre, Max Verstappen e Pierre Gasly haviam entrado na pista e já superavam os pilotos da Ferrari.

Restando 35 minutos para o término, as posições eram: Hamilton, Verstappen, Bottas, Gasly, Vettel, Albon, Raikkonen, Leclerc, Magnussen e Giovinazzi.

Bottas conseguiu retornar à primeira posição ao registrar 1:11:835.

Charles Leclerc seguia realizando as atividades pela Ferrari, enquanto a equipe consertava o carro do alemão. O monegasco se posicionou entre os pilotos da Red Bull, ocupando a quarta posição com 1:12:197. A pista começava a ficar mais vazia no início da meia hora final.

Após algumas voltas em ritmo de classificação, Albon dava início a simulação de corrida, ocupando a oitava posição, enquanto Daniil Kvyat busca melhorar as suas marcas, com Kvyat em nono, anotando 1:12:715.

Restando 20 minutos para o término da sessão, os pilotos da Mercedes e Charles Leclerc retornavam para a pista com novos compostos macios. O monegasco passou a liderar a tabela de tempos com 1:11:265, Bottas havia melhorado para 1:11:338, seguido por Hamilton com 1:11:478.

Nos minutos finais, o trânsito ficava mais intenso e era difícil encontrar um espaço para encaixar a melhor volta.

Antonio Giovinazzi conseguiu subir para a sexta posição pouco antes do cronômetro zerar, anotando 1:12:170.

Mais uma vez os pilotos treinaram a largada, após o encerramento da sessão.

https://twitter.com/F1/status/1132241172108369922

 

Assinar

BPCast

Ou assine com seu app favorito usando o endereço abaixo


Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.