TL3 Bahrein – Ferrari abre o sábado na liderança, com Leclerc defendendo a ponta

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

O terceiro treino livre é o mais inclusivo do Bahrein, com condições de pista, longe do que vamos ver durante a classificação e corrida, é difícil saber se o desempenho desta sessão, de fato vai se concretizar. Com as temperaturas altas e a necessidade das equipes de pouparem os seus carros, os tempos foram altos com relação aos obtidos durante o segundo treino livre. As Ferraris voltaram a dominar está manhã (30), com Charles Leclerc assumindo a ponta, 1:29:569, separado de Sebastian Vettel por 0s169.

A Mercedes optou por esconder o jogo, ficando mais uma vez atrás por 0s765, com Lewis Hamilton. Valtteri Bottas ocupou o quarto lugar.

As equipes liberaram os seus pilotos para poucas voltas no circuito e desta forma em vários momentos poucos carros realizavam os seus giros juntos. Foi apenas nos cinco minutos finais, quando o asfalto estava três graus mais baixos, que os pilotos optaram por melhorar as suas marcas.

Longe dos tempos obtidos pela Ferrari, tivemos Romain Grosjean em quinto com a Haas,  seguido por Nico Hulekenberg da Renault. Lando Norris com a McLaren investiu boa parte da sessão nos pneus macios assim como Carlos Sainz que fechou em nono. Max Verstappen em oitavo, foi o melhor carro da Red Bull e Daniil Kvyat teve o melhor resultado pela a Toro Rosso.

A classificação do Bahrein será realizada ao 12h, pelo horário de Brasília.

lll Saiba como foi o Terceiro Treino Livre

Assim que a pista foi liberada, Lando Norris da McLaren e Antonio Giovinazzi entravam na pista com os pneus médios. Aos poucos outros pilotos entravam para a sua primeira volta de aferição no circuito, após o segundo treino livre, realizado nesta última sexta (30).

Uma bandeira amarela momentânea era acionada na pista, por conta de algumas peças que haviam ficado no asfalto após a prova da F2, mas com o trabalho rápido o setor foi liberado e as voltas rápidas começavam a ser registradas. Sebastian Vettel abriu a tabela de tempos com 1:31:617 de compostos supermacios instalados. O alemão extravasava um pouco o uso da zebra, mas retornava sem nenhum problema para a conclusão da sua volta.

Com a pista livre, Charles Leclerc concluía a sua volta, registrando 1:31:756, para ficar com o segundo tempo enquanto Vettel realizava o resfriamento do carro e o carregamento das baterias.

Antonio Giovinazzi era o terceiro a fechar volta no circuito com 1:32:132. O italiano reclamava um pouco do desempenho do carro. A Alfa Romeo ficou grande parte do segundo treino livre nos boxes, por conta de problemas identificados no motor. Kimi Raikkonen também fora liberado e tinha 1:31:761, assumindo o terceiro lugar, também com os compostos supermacios instalados, assim como os demais.

Ricciardo era o quarto colocado com 1:32:107. O australiano segue mostrando que está em fase de adaptação com a Renault.

Romain Grosjean pouco depois superava o australiano com 1:31:922, conseguindo melhorar muito no terceiro setor e superando o resultado de Vettel nele.

Com vinte minutos de sessão já realizada, Valtteri Bottas passava a ocupar a pista, o finlandês assumia a ponta com 1:31:169, seguido por Daniil Kvyat. Assim que o finlandês concluiu a sua volta, a Mercedes liberou Lewis Hamilton.

A dupla da McLaren investiu na utilização dos compostos macios, Carlos Sainz passou a ser o quarto colocado com 1:31:650, seguido por Norris com 1:31:675.

Sebastian Vettel retornava para a pista, assim como Leclerc. O alemão cometeu alguns erros no seu giro e não conseguia superar a sua marca, por outro lado o monegasco pulava para o terceiro lugar com 1:31:565. Hulkenberg em seu primeiro registro, anotava 1:31:563, saltando para a segunda posição e Bottas na ponta melhorava para 1:31:111.  

Lewis Hamilton mesmo ‘balançando’, disputou a ponta com o companheiro de equipe superando ele por 0s095.

Com a conclusão da primeira meia hora de sessão, as posições eram: Hamilton, Bottas, Hulkenberg, Leclerc, Kvyat, Vettel, Sainz, Norris, Péres e Magnussen.

Max Verstappen que fora liberado tardiamente, conseguia subir para a primeira posição com 1:30:959, ganhando vantagem no terceiro setor. Pierre Gasly era visto em décimo sexto, realizando um treino diferente ao do companheiro de equipe, pois estava com os compostos de faixa amarela, enquanto o holandês rodava com os vermelhinhos.

Restando vinte minutos para o término da sessão, Leclerc após uma breve parada nos boxes, registrava 1:29:569 e Vettel com 1:29:738, seguia o monegasco.

Carlos Sainz retornava para a quarta posição, após instalar os supermacios e tinha 1:30:965, mas pouco tempo depois Norris superava Verstappen que estava na terceira colocação, ao anotar 1:30:955.

Os pilotos realizaram mais um stint de voltas rápidas. Grosjean anotaou 1:30:818 para usurpar a posição que era do piloto da McLaren.

Na reta final, Hamilton se tornaria o terceiro colocado, seguido por Bottas; Hulkenberg era o sexto colocado. Outros pilotos aproveitaram para melhorar as suas próprias marcas.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.