TL3 Austrália – Hamilton segue inabalável na ponta

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A última sessão de treinos livres realizada hoje (16), foi liderada por Lewis Hamilton, que anotou 1:22:292 com os compostos supermacios. O inglês segue puxando o pelotão e ditando o ritmo no circuito de Albert Park, Melbourne. Sebastian Vettel fechou em segundo, ficando separado do inglês por 0s264, com Charles Leclerc em terceiro.

Destaque merecido para a Haas, que colocou os dois carros no top-5, com Romain Grosjean em quarto, acompanhado por Kevin Magnussen. Logo depois vinha Pierre Gasly com a Red Bull, em sexto, a frente de Valtteri Bottas da Mercedes. Daniil Kvyat mostrava que a subsidiária estava conseguindo acompanhar de perto a equipe austríaca e se garantindo em oitavo. Max Verstappen era nono, com Daniel Ricciardo fechando os dez primeiros com a Renault.

Toro Rosso e Red Bull prometem travar uma boa disputa durante a classificação, já que se superaram por diversas vezes neste último treino livre. Já as Williams seguem como lanternas, andando na casa do 1:25, alto.

A classificação tem início às 03h, pelo horário de Brasília.

lll Saiba como foi o Terceiro Treino Livre

A temperatura ambiente estava na casa de 21°C, com 44°C na pista.

Assim que a pista foi liberada, Max Verstappen com a Red Bull, seguido por Kimi Raikkonen na Alfa Romeo davam início às primeiras voltas de instalação. Aos poucos outros pilotos iniciaram as suas atividades e Robert Kubica e George Russell da Williams eram os primeiros a abrir a tabela de tempos, ainda com marcas extremamente altas.

Kubica reduzia para 1:29:310, seguido por Russell com 1:30:332 de compostos médios (faixa amarela). Andando mais lento que na temporada passada, a equipe de Grove literalmente se arrastava pela pista. Gasly que também começava os seus trabalhos, não demorou para assumir a ponta com 1:26:159, utilizando os mesmos compostos, enquanto Verstappen estava em volta de aquecimento de pneus.

https://twitter.com/F1/status/1106753801766219776

A disputa pela ponta passou a ser da Red Bull, o holandês mesmo cometendo um erro, conseguia reduzir para 1:25:106, superando a marca do francês com 1s053.

Chegando a conclusão dos primeiros 20 minutos, Ricciardo saltava para a segunda posição com 1:25:216, utilizando os pneus supermacios, assim como Carlos Sainz com a McLaren que se encaixava na quarta posição.

Daniil Kvyat em sua primeira volta cronometrada, anotava 1:24:860 e Alexander Albon também da Toro Rosso, virava em terceiro com 1:25:098, ambos com os supermacios instalados.

https://twitter.com/F1/status/1106757808035450880

A dupla da Haas que também havia sido liberada, começava a imprimir ritmo forte, Grosjean superava Verstappen ao anotar 1:24:869 e logo depois Magnssen o seguia de perto com 1:24:884.

Chegando a conclusão da primeira meia hora, Sebastian Vettel tinha 1:23:739, seguido por Valtteri Bottas da Mercedes com 1:23:853 e Leclerc era o terceiro colocado com 1:24:564, todos de compostos supermacios. Lewis Hamilton era o único que não tinha volta cronometrada, mas se encaminhava para o fechamento da primeira.

Com a conclusão da primeira meia hora de treino, Hamilton tomava a ponta com 1:23:699, ficando separado do alemão por 0s040. Desta forma as posições eram: Hamilton, Vettel, Leclerc, Bottas, Raikkonen, Kvyat, Grosjean, Hulkenberg, Albon e Magnussen.

https://twitter.com/F1/status/1106759201504800769

https://twitter.com/F1/status/1106760110133702656

No grid apenas Verstappen e Gasly seguiam rodando com os compostos médios, enquanto todos os outros estavam com a goma mais macia disponível do final de semana instalada.

Com um pneu de 8 voltas Bottas melhorava para 1:23:684, enquanto Hamilton conseguia reduzir ainda mais para 1:23:360. Aos poucos os pilotos se encaminhavam para os boxes, para realizar uma troca de pneus e iniciar um novo stint.

Robert Kubica era visto batendo no muro de contenção dos boxes, depois de dar uma leve escorregada na entrada do pit-lane. Kimi Raikkonen alertava sobre a área estar escorregadia.

https://twitter.com/F1/status/1106761635824390151

Restando menos de vinte minutos para o término da sessão, Ricciardo saltava para o quinto lugar com 1:24:472. A pista estava praticamente vazia, com Vettel, Kvyat e Norris rodando livremente.

Norris com os novos supermacios conseguia subir de décimo sétimo para a sexta posição, após registrar 1:24:554, enquanto Vettel que era quarto, assumia a liderança com 1:22:556.

Alguns pilotos retornavam mais uma vez para a pista em novos stints, realizando a volta de aquecimento dos pneus, para logo reduzir as suas marcas. O time da Haas surpreendia ao conseguir encaixar Grosjean em segundo com 1:23:112, seguido por Magnussen com 1:23:334.

A nova rodada de voltas rápidas, trazia uma nova dinâmica para a sessão, tornando as primeiras posições extremante dinâmicas, enquanto o pelotão do meio, também melhorava as suas marcas.

Com menos de dez minutos Hamilton registrava 1:22:292, seguido por Vettel e Leclerc. A Red Bull deixava os boxes, desta vez com os pneus supermacios instalados em seus dois carros. Para a surpresa de muitos a Toro Rosso acompanhava o time austríaco, do qual é subsidiária e em alguns momentos, aparentava estar até com um ritmo superior.

https://twitter.com/F1/status/1106765018111070212

Hamilton fechou como líder conseguindo abrir uma boa distância para Vettel que se manteve em segundo.  

https://twitter.com/F1/status/1106769117439242241

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.