TL3 Alemanha – Leclerc confirma domínio da Ferrari em Hockenheim

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A Ferrari segue dominando as sessões de treinos livres na Alemanha e mesmo com as temperaturas mais amenas em Hockenheim neste sábado  (27), Charles Leclerc assumiu a liderança, após cravar 1:12:380.

Algumas marcas estabelecidas durante o TL3, foram excluídas, em decorrência dos pilotos excederem os limites de pista, principalmente quando abusavam da curva 17.

A Ferrari não obteve a dobradinha, pois Max Verstappen conseguiu superar o alemão, após iniciar uma nova rodada de voltas rápidas, utilizando os pneus macios. Desta forma o holandês ficou separado do primeiro colocado, por apenas 0s168. Sebastian Vettel completou o top-3 com 1:12:644.

Na Mercedes, Valtteri Bottas superou o companheiro de equipe na quarta posição, com 0s510 atrás da Ferrari de Leclerc. A boa performance de Kevin Magnussen nos últimos minutos, rendeu para ele e a Haas o quinto lugar. Hamilton foi apenas o sexto.

Completando o grid dos dez primeiros, ainda tivemos Carlos Sainz com a McLaren em sétimo, acompanhado por Pierre Gasly da Red Bull em oitavo. Kimi Raikkonen foi o nono, com a Alfa Romeo e Romain Grosjean fechou o top-10 com o segundo carro da Haas.

A Fórmula 1 retorna às 10h, para a realização da classificação.

lll Saiba como foi o Terceiro Treino Livre

A temperatura na pista, estava na casa dos 35°C, com 25°C no ambiente. A chuva tinha caído mais cedo, o que ajudou nas temperaturas amenas da sessão.

 

Kevin Magnussen e Alexander Albon, foram os primeiros a deixar os boxes, para uma volta de instalação.

Cerca de dez minutos após o início da sessão, Daniel Ricciardo, anotou 1:15:030, com os compostos macios; mas logo depois Carlos Sainz conseguia 1:14:152 de penus médios, superando o australiano. Enquanto eles fechavam volta, Bottas que estava no giro de aquecimento dos pneus, extravasava os limites de pista na curva 4.

O primeiro tempo cronometrado de Bottas era 1:37:832, mas na volta seguinte o finlandês conseguiu melhorar para 1:14:224, se tornando o terceiro colocado. Lewis Hamilton, passou a liderar a sessão com 1:13:767, seguido por Carlos Sainz que havia melhorado para 1:13:968.

Após quinze minutos de sessão, Charles Leclerc e Sebastian Vettel, já estavam na pista e com isso passaram a liderança. Leclerc tinha 1:13:117, separado do alemão por 0s252. Nico Hulkenberg havia superado a dupla da Mercedes, quando anotou 1:13:693.

Com quarenta minutos de sessão, concluída, as posições eram: Leclerc, Vettel, Hamilton, Hulkenberg, Bottas, Gasly, Albon, Sainz, Kvyat e Ricciardo.

Charles Leclerc foi o primeiro a andar na casa do 1s12, e com cinco voltas do composto macios, conseguia 1:12:736. Sebastian Vettel ainda na segunda posição, conseguia 1;13:304, com um composto que tinha a mesma quantidade de voltas.

Max Verstappen levou vinte minutos para iniciar as suas atividades na pista. Apenas o holandês e o mexicano da Recing Point, não tinham dado nenhuma volta, pelo circuito em 20 minutos.

As voltas rápidas seguiam e Albon, surpreendia ao elevar o bom desempenho até a sétima volta do composto macio, subindo para a quarta posição com 1:13:554.

Com os líderes da sessão nos boxes, os tempos aferidos por eles se tornavam as marcas a serem batidas. Max Verstappen, subiu para a terceira posição com os compostos médios, após anotar 1:13:328, seguido por Raikkonen em quinto com 1:13:529. Hamilton seguia testando a duração dos pneus e já havia completado 13 voltas com o mesmo pneu e se mantinha na pista.

Após 30 minutos de sessão, as posições eram: Leclerc, Vettel, Verstappen, Hamilton, Raikkonen, Albon, Hulkenberg, Norris, Magnussen e Bottas.

As voltas rápidas registradas após o piloto extravasar os limites de pista na curva 1 e 17, eram eliminadas; os pilotos precisariam ter mais cautela durante a classificação.

Com menos de 20 minutos para o término da sessão, a dupla da Ferrari foi liberada para a pista com novos compostos macios. Leclerc melhorou a sua marca, para 1:12:387, contra 1:12:644, estabelecida por Vettel.

Valtteri Bottas, também havia instalado novos compostos macios. O finlandês deixou a décima posição, para se tornar o terceiro colocado com 1:12:890.

Aproveitando os últimos minutos, vários pilotos eram liberados com novos compostos macios. A Red Bull que utilizou os médios no começo, instalou os compostos mais velozes. Verstappen rapidamente anotou 1:12:548, batendo o tempo de Vettel e ficando separado do monegasco, por apenas 0s168. Gasly havia subido para a quinta posição com 1:13:324.

Seguindo de forma rigorosa, as voltas rápidas conquistadas após ultrapassar os limites de pista, eram eliminadas. Hamilton e Vettel acabara, eram um dos pilotos afetados na segunda parte da sessão.

Com seis minutos para o final, as posições eram: Leclerc, Verstappen, Vettel, Bottas, Magnussen, Sainz, Gasly, Raikkonen, Hamilton e Albon. Os líderes recolhiam para os boxes, enquanto Hamilton em nono tentava melhorar a sua marca.

O inglês passou a ser o sexto colocado com 1:13:965.

Leclerc e Vettel, aproveitaram os minutos finais para testar a largada na saída do pit-lane

Robert Kubica, terminou a frente de George Russell na Williams.

 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.