TL1 Suzuka – Vatteri Bottas lidera dobradinha da Mercedes, com a Ferrari separada por cerca de 1 segundo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

O primeiro treino livre do Japão realizado nesta quinta-feira (10), foi liderado por Valtteri Bottas com a Mercedes, o finlandês anotou 1:28:731, após instalar os pneus macios e superar o companheiro de equipe por 0s076.

As flechas de prata utilizaram dois pneus médios, antes de partir para os compostos macios e rapidamente bateram os tempos estabelecidos pelos pilotos da Ferrari. Desta forma Sebastian Vettel ficou com a terceira posição, com 1:29:720, acompanhado por Charles Leclerc, que havia anotado 1:29:912, 1s181 atrás da rival.

A Red Bull ficou com a quinta e a sexta posição, com Max Verstappen e Alexander Albon, respectivamente, o time estava focado em obter voltas rápidas, principalmente após a troca do moto realiza ainda no GP da Rússia. Carlos Sainz que enfrentou problemas logo no início da sessão, conseguiu retornar a pista e fechou em sétimo com o carro da McLaren.

Mais uma dupla aparecia no grid, Sergio Pérez e Lance Stroll da Racing Point. Lando Norris fechou o grid dos dez melhores com 1:31:001, separado do primeiro colocado por 2s270.

Antonio Giovinazzi completou apenas três voltas no circuito, antes do carro da Alfa Romeo apresentar problemas, a equipe italiana permaneceu trabalhando para tentar devolver o piloto para a pista na segunda sessão.

Os times focaram nas voltas rápidas, mas por conta da instabilidade do tempo, eles também utilizaram os últimos 20 minutos para o modo de simulação de corrida, testando a durabilidade dos pneus, na pista que ainda estava verde.

As atividades do GP do Japão foram comprometidas pelo tufão Hagibis e com isso a o terceiro treino livre de sábado foi cancelado, enquanto a classificação será realizada no domingo, pouco antes do início da prova.

lll Saiba como foi Primeiro Treino Livre

Na pista a temperatura estava na casa dos 30°C, com 25°C no ambiente.

Naoiki Yamamoto, piloto que reinou na Super Formula japonesa e Super GT, foi convidado pela Toro Rosso para participar do primeiro treino livre no lugar de Pierre Gasly.

Assim que a pista foi liberada, Carlos Sainz, Robert Kubica, Daniil Kvyat e outros pilotos deixaram os boxes para a volta de instalação. O espanhol da McLaren, rapidamente ficou estacionando a poucos metros após a saída do pit-lane, pois o carro simplesmente apagou o painel e perdeu potência; o virtual safety car foi ativado até a remoção do carro.

 

Mesmo assim os pilotos deixavam os boxes, realizando a volta de instalação. Alexander Albon fora liberado com uma quantidade pequena de flow-vis espalhado na asa dianteira, para aferições aerodinâmicas.

Com dez minutos de sessão realizada, Valtteri Bottas foi o primeiro a abrir a tabela de tempos, anotando 1:31:831, com os pneus médios. Lewis Hamilton veio logo depois, superando o companheiro de equipe com 1:31:723, com o mesmo tipo de compostos instalados.

Os pilotos das flechas de prata, permaneceram no circuito sozinhos e assim o inglês rapidamente melhorou a sua marca para 1:30:881, acompanhado pelo finlandês com 1:31:351.

Lando Norris foi liberado pela McLaren, com pouco mais de quinze minutos após o início da sessão, em seu primeiro giro ele tinha 1:33:449, seguido por Antonio Giovinazzi com 1:36:887. Pouco depois o carro do italiano foi acometido por um problema e ele foi instruído pela equipe a retornar com o carro para os boxes. Yamamoto também era visto no circuito, ocupando a quinta posição de sete piloto com tempo cronometrado no circuito japonês.

Romain Grosjean na quarta colocação, tinha 1:32:880, acompanhado por Alexander Albon, Kevin Magnussen e Nico Hulkenberg, todos utilizavam os pneus macios.

Com o circuito verde, era normal ver alguns pilotos extravasando os limites de pista.

Com a conclusão da primeira meia hora, as posições eram: Hamilton, Bottas, Verstappen, Leclerc, Vettel, Albon, Norris, Grosjean, Hulkenberg e Stroll. Entre os dez primeiros, apenas as flechas de prata e o piloto da McLaren cronometraram suas marcas com os pneus médios.

Chegando próximo dos quarenta minutos, Valtteri Bottas dechapava os compostos ao se encontrar com Charles Leclerc na curva 14 e para evitar uma colisão, o finlandês deu uma freada mais forte.

 

Com a conclusão dos primeiros 40 minutos, as posições eram: Hamilton, Bottas, Leclerc, Verstappen, Vettel, Albon, Pérez, Norris, Stroll e Grosjean. A pista ficava praticamente vazia, por conta da devolução do primeiro composto utilizada para a Pirelli.

Bottas passou a liderar a sessão com 1:30:524, superando o companheiro de equipe por 0s181, ambos ainda utilizando pneus médios novos. Lando Norris havia retornado com os pneus macios, passando a sétima posição com 1:31:434.

George Russell e Robert Kubica, desfrutavam da pista limpa e assim o britânico conseguia subir para a décima quinta posição, com 1:32:800, enquanto o polonês era visto em décimo oitavo, ambos de pneus macios instalados.

Kimi Raikkonen representava a Alfa Romeo na pista, pois Antonio Giovinazzi permanecia nos boxes, com problemas mecânicos. O finlandês saiu da décima oitava posição, para sétimo, anotando 1:31:307.

Com a aproximação da última meia hora, Sebastian Vettel anotou 1:29:720, separado de Leclerc por 0s192.

Ao chegarem à última meia hora, as posições eram: Vettel, Leclerc, Verstappen, Bottas, Hamilton, Pérez, Stroll, Sainz, Grosjean e Raikkonen.

Hamilton e Bottas, passaram a utilizar os pneus macios e desta forma os tempos estabelecidos pela equipe italiana foram superados pelo inglês que anotou 1:28:807. A pastilha de freio da roda dianteira direita pegava fogo, instantes antes da volta ser concluída.

 

O finlandês das flechas de prata, desafiava o companheiro de equipe, melhorando o tempo para 1:28:731, mas a diferença era de apenas 0s076.

Com o passar da sessão, os pilotos e equipes utilizaram os últimos minutos para realizar as voltas em modo de simulação de corrida. Pérez e Stroll ainda utilizaram os pneus duros, instalados para os últimos quinze minutos do TL1. A Williams com George Russell aproveitou para espalhar flow-vis no carro, antes da sessão se encerrar. 

 

 

 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!