TL1 Inglaterra - Sexta-feira começa com dobradinha da Mercedes, liderada por Hamilton • BP • Boletim do Paddock

TL1 Inglaterra – Sexta-feira começa com dobradinha da Mercedes, liderada por Hamilton

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Dando início ao final de semana de atividades para o Grande Prêmio da Inglaterra, Lewis Hamilton levou o carro da Mercedes para a primeira posição, ao registrar 1:27:487, seguido por Valtteri Bottas com 1:27:854.

A sessão foi bem movimentada, a ponta disputada pelos carros da Red Bull e Ferrari que de certa forma ficaram próximos, mas quando as flechas de prata foram atrás das suas voltas rápidas, ficou difícil bater a dupla. Sebastian Vettel era o terceiro, seguido por Ricciardo e Raikkonen.

O Virtual Safety Car foi ativado por duas vezes na pista, uma vez quando Grosjean bateu a sua Haas após perder a traseira do seu carro e depois nos minutos finais quando Verstappen apresentou problemas na caixa de câmbio da sua Red Bull e precisou encostar o carro na reta dos boxes. Max ocupava a sexta e posição, enquanto Grosjean terminou em sétimo, comprovando o grande momento da Haas.

A surpresa da sessão foi Lance Stroll ocupando a décima posição, logo atrás dos carros de Pérez e Ocon da Force India. 

lll Saiba como foi o Primeiro Treino Livre

O Grande Prêmio da Inglaterra encerra a sequência de três disputas realizadas sem intervalos de mais de uma semana de tempo. O clima estava ensolarado e convidativo e para a sexta-feira não havia previsão de chuva no circuito para o fim de semana.

Marcus Ericsson foi o primeiro a deixar os boxes para a realização da sua volta de instalação, utilizando os pneus médios. Apenas Verstappen, Bottas e Hamilton permaneceram parados aguardando mais tempo para se encaminhar para a pista.

A Red Bull com Daniel Ricciardo realizava testes aerodinâmicos, enviando o carro para a pista com as grades de aferição de velocidade e comportamento do vendo instaladas. A McLaren também realizava os mesmos testes.

O primeiro tempo registrado vinha com Brendon Hartley (1:35:079), que estava com os compostos macios instalados na sua Toro Rosso. Logo depois era a vez de Max Verstappen, que superava o neozelandês com 1:30:863. Gasly era o terceiro com 1:35:537.

Aos poucos os outros competidores se encaminhavam para a pista, na realização das suas primeiras voltas, o holandês da Red Bull melhorava para 1:30:009 e Pérez vinha em segundo com 1:31:671 restando treze minutos para o final da primeira meia hora de sessão.

Raikkonen, pela Ferrari, era o primeiro a ter tempo aferido na pista (1:30:480), o finlandês estava com os pneus médios instalados assim como Verstappen, contra os macios do mexicano. Sebastian Vettel tinha 1:30:386 em sua primeira marca, ficando atrás do seu companheiro de equipe que havia melhorado para 1:30:110.

Sirotkin travava as rodas na última curva e parava na brita, até então ninguém havia cometido um erro semelhante no circuito.

Restando três minutos para o término da primeira meia hora, Vettel passava a ser o líder da sessão ao registrar 1:29:244, Bottas ocupava a quarto lugar com 1:29:841 e Ocon da Force India era o quinto (1:30:117).

Com a conclusão da primeira meia hora as posições eram: Vettel, Verstappen, Raikkonen, Bottas, Ocon, Ricciardo, Grosjean, Pérez, Magnussen e Sainz.

Hamilton, que ocupava a décima sétima posição nas suas primeiras voltas, saltava para o quinto lugar com 1:29:757. Ricciardo em sétimo tinha 1:30:177 com os pneus duros e era a primeira vez que os compostos eram utilizados nesta temporada.

Com 55 minutos na regressiva, Hamilton tomava a liderança com 1:28:908. Alonso que era o único piloto sem tempo na sessão, ocupando o vigésimo lugar, mas ao ser mandado para a pista passou a disputar espaço na pista com Magnussen no estilo corrida e ainda reclamava do dinamarquês como se ele fosse o errado.

Com 50 minutos para o término do TL1, os pilotos retornavam para os boxes, para devolver os primeiros compostos utilizados para a Pirelli e se davam início ao novo stint. Gasly deixava os boxes com os macios novos, ocupando a décima nona posição com a sua Toro Rosso e após registrar 1:31:979 passava a ser o décimo sétimo.

Com pouco mais de 40 minutos restantes, Bottas e Vandoorne retornavam para a pista, o piloto da Mclaren ocupava o décimo quinto lugar, ambos utilizavam os pneus macios. Com isso o belga passava a ser o oitavo ao registrar 1:30:441 e Bottas assumia a liderança da sessão com 1:28:143.

Pérez subia para sexto com 1:29:895. Apenas Vettel, Raikkonen, Ricciardo, Sirotkin e Alonso que ainda não tinham tempo registrado, pois não haviam começado o novo stint. Hamilton retornava com os macios registrando 1:28:153, ficando com a segunda posição.

Os pilotos exploravam a pista, e era comum vê-los extravasando os limites da pista com pelo menos dois dos pneus na busca de encaixar a melhor volta, Magnussen assim o fazia na curva dez, sendo o décimo primeiro colocado com 1:30:158, enquanto Grosjean passava a ser o quinto com 1:29:352.

Bottas seguia liderando a sessão com 1:27:854. Logo depois vinha a dupla da Red Bul com Max Verstappen (1:29:107) e Ricciardo tinha 1:29:162. A equipe austríaca realizava o treino com os compostos diferentes em cada carro, o holandês estava com os médios e o australiano com os macios.

Grosjean depois de ter um bom resultado da Áustria ocupando a quarta posição no término da corrida, cometia um erro na primeira sessão, perdendo a traseira da sua Haas na curva 2 e provocava um virtual Safety Car até a remoção do seu carro.

Quando a pista voltou a ser liberada e os pilotos conseguiam retomar o bom rendimento, Hamilton retornou à ponta com 1:27:487, Ricciardo era o terceiro com 1:28:144 e Raikkonen iniciando o seu stint ficava em quarto com 1:28:218.

Sebastian Vettel também havia retornado a pista e passava a superar o australiano com 1:27:998.

Restando 20 minutos para o término da sessão, as posições eram: Hamilton, Bottas, Vettel, Ricciardo, Raikkonen, Verstappen, Grosjean, Pérez, Ocon e Stroll. Raikkonen era mostrado cometendo um erro na curva 6, mas conseguia retornar para a pista. Fernando Alonso, depois de ter ficado muito tempo parado nos boxes tinha os pneus macios instalados e iniciava as suas voltas e cometia um erro justamente na primeira, saindo na curva 13.

Verstappen ocupando a sexta posição tinha 1:28:325, Alonso havia melhorado para décimo oitavo com 1:30:896.

Nos quatro minutos finais da sessão, Max Verstappen era instruído a parar o seu carro, que apresentava problemas na reta dos boxes, ocasionando um Safety Car virtual momentâneo. A equipe pedia para que o holandês não trocasse mais as marchas do carro, indicando problema na caixa de câmbio. A pista voltou a ser liberada mas não tivemos melhoras nos tempos obtidos. 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.