TL1 França – Lewis Hamilton lidera dobradinha da Mercedes, em Paul Ricard e Leclerc defende Ferrari na terceira posição

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

O primeiro treino livre, realizado nesta manhã de sexta-feira (21) teve Lewis Hamilton comandando a dobradinha da Mercedes, após anotar 1:32:738. Valtterri Bottas ficou separado por apenas 0s069, em posição de ameaça para o inglês o que pode trazer uma boa disputa para este Grande Prêmio da França a ser disputado neste domingo.

Representado a Ferrari, tivemos Charles Leclerc na terceira posição, seguido por Max Verstappen da Red Bull. A equipe italiana, apenas nos minutos finais, disputou espaço na tabela de tempos com a equipe austríaca. Desta forma Sebastian Vettel acabou evoluindo para fechar no quinto lugar, com Pierre Gasly em sexto.

A dupla da McLaren esteve dentro da disputa pela liderança e mesmo no início utilizando os pneus médios, conseguiram ficar a frente da Red Bull. Mas com o andamento da sessão, ficaram com o sétimo e oitavo lugar, com Lando Norris e Carlos Sainz respectivamente.

Em casa a Renault busca a sua redenção e assim Daniel Ricciardo representou a equipe em nono, seguido por Alexander Albon da Toro Rosso.

A Fórmula 1, retorna às 10h, pelo horário de Brasília, para a execução do Segundo Treino Livre.

lll Saiba o que aconteceu no Primeiro Treino Livre na França

Na pista a temperatura estava na casa dos 41°C, com 24°C no ambiente.

Nicholas Latifi participava da primeira sessão com a Williams, assumindo a posição de George Russell na sessão.

https://twitter.com/F1/status/1141995406831890437

Antonio Giovinazzi da Alfa Romeo e Lando Norris da McLaren foram os primeiros a deixar os boxes, para uma volta de verificação.

Após cinco minutos de sessão, Carlos Sainz foi o primeiro a ter volta cronometrada e anotou 1:39:095 de pneus médios.

A Ferrari não demorou para dar início aos seus testes e utilizando os compostos macios, Charles Leclerc passava a ser o segundo, seguido por Sebastian Vettel.

Com quinze minutos de sessão já realizada, Charles Leclerc passava a ser o líder com 1:35:822, separado de Carlos Sainz por 0s087. Vettel ficava na terceira posição com 1:35:946. No entanto os demais pilotos permaneciam nos boxes.

Mais uma vez as equipes trouxeram inovações aerodinâmicas e a Ferrari após algumas voltas, instalava uma nova asa dianteira no carro de Sebastian Vettel.

https://twitter.com/F1/status/1141999718488256512

Antes da conclusão da primeira meia hora, a pista começava a ficar movimentada e apenas a dupla da Mercedes permanecia nos boxes. Carlos Sainz se mantinha na liderança com 1:35:752.

Mesmo com os pneus médios era a McLaren que tomava conta da ponta da tabela de tempos. Lando Norris conseguia superar o companheiro de equipe, ao anotar 1:35:623.

Com a primeira meia hora de sessão já concluída, as posições eram: Norris, Verstappen, Sainz, Gasly, Leclerc, Vettel, Hulkeberg, Hamilton, Albon e Ricciardo.

Pouco depois Bottas conseguia anotar 1:34:695 de compostos macios, dando para a sessão aquela cara já conhecida na ponta.

Nas áreas com o asfalto novo, os pilotos escorregavam mais e era comum ver eles cometendo alguns erros. Além disso, o asfalto foi alvo de várias reclamações, principalmente com os compostos que pareciam não estar durando nada.

O tempo melhorava a cada volta, mas não reduzia rapidamente. Bottas e Verstappen passavam a disputar a liderança; o finlandês tinha 1:34:500, contra 1:34:595 do holandês.

Com a conclusão da primeira meia hora, as posições eram: Bottas, Verstappen, Hamilton, Norris, Gasly, Sainz, Ricciardo, Pérez, Leclerc e Vettel.

Após pouco mais de dez minutos sem movimentação na pista, Lando Norris voltou a quebrar o silêncio e desta vez o piloto da McLaren utilizava os compostos macios, além de estar com o flow-vis espalhado pelo lado direito da asa dianteira, para aferição aerodinâmica.

Pierre Gasly assumia a ponta momentaneamente com 1:34:271, mas logo depois Norris anotava 1:34:110, retornando com a McLaren para a liderança. Novamente o circuito passava a ficar bem movimentado.

Romain Grosjean, seguia na última posição, após a Haas ter identificado um vazamento no carro do francês.

Entrando na meia hora final, Bottas retornava para a ponta, com Gasly disputando espaço na tabela de tempos com Hamilton. Charles Leclerc e Sebastian Vettel, na décima quarta e décima quinta posição, respectivamente, mas não haviam retornado para a pista.

Restando vinte minutos para o término, as posições eram: Bottas, Hamilton, Verstappen, Gasly, Norris, Ricciardo, Sainz, Albon, Pérez e Hulkenberg.

Após uma parada longa nos boxes, Charles Leclerc retornava ao circuito e com novos pneus macios. Após uma volta de aquecimento, o monegasco passava a ser o terceiro colocado com 1:33:111.

Sebastian Vettel, tinha um pouco mais de dificuldade ao retornar para a pista. Após um primeiro giro cronometrado, o alemão subia apenas para a décima segunda posição.

Enquanto alguns pilotos já voltavam a sua atenção aos giros de simulação de corrida, Vettel tentava melhorar a sua marca e desta forma chegava a quinta posição com 1:33:790; ficando entre os carros da Red Bull.

A Ferrari seguia dando atenção a asa dianteira e nos minutos finais, o alemão retornou aos boxes, para realizar a troca desta peça.

Com o cronômetro zerado, Vettel ainda treinou a largada.

https://twitter.com/F1/status/1142019087729614848

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.