TL1 Abu Dhabi – Verstappen lidera dobradinha da Red Bull

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Abrindo o último final de semana de Fórmula 1 do ano nesta sexta-feira (23), Max Verstappen levou a Red Bull à liderança no circuito de Yas Marina, ao anotar 1:38:491. A dupla da equipe austríaca demorou um pouco mais para tomar a pista, mas tiveram uma boa performance ainda nas  suas primeiras voltas. Com o desenrolar da sessão, ainda conseguiram garantir a dobradinha.

Ricciardo superou a dupla da Mercedes em sua segunda saída dos boxes, utilizando mais uma vez os compostos hipermacios. O rendimento da Red Bull foi muito bom, já que Verstappen ficou há quase um segundo a frente da marca obtida por Bottas (terceiro colocado).

Hamilton em quarto não havia conseguido com bom rendimento com os ultramacios, mesmo conseguindo registrar 1:39:543 com os novos compostos, o inglês protagonizou algumas saídas.

Ocon fechou em quinto, distante de Pérez que fora apenas o décimo terceiro. Magnussen acompanhou o piloto da Racing Point Force India na sexta posição.

Nesta primeira sessão, a Ferrari não mostrou muito do seu desempenho, Raikkonen liderou a dobradinha da equipe italiana. O finlandês e Vettel não conseguiram superar o rendimento dos hipermacios com os supermacios, mas fizeram algumas voltas bem próximas a marca obtida pelo primeiro composto.

Fechando o top-10, Carlos Sainz da Renault era o nono, com Grosjean em décimo.

Uma bandeira amarela foi provocada por Marcus Ericsson, após o piloto da Sauber perder o controle do carro ao passar por cima de uma zebra e ir direto ao muro de contenção. O incidente não provocou nenhum dano grave ao carro e o piloto conseguiu retornar à pista depois de uma verificação nos boxes.

Os carros voltam para a pista às 11h pelo horário de Brasília, para a realização do segundo treino livre.

lll Saiba como foi o Primeiro Treino Livre

O último treino livre do ano começava muito quente, tínhamos 43°C na pista e 28°C no ambiente. A umidade baixa estava na casa dos 37%.

Para esta sessão Anotonio Giovinazzi guiava o carro da Sauber no lugar de Charles Leclerc, assim como Robert Kubica na Williams, substituindo Sergey Sirotkin. O polonês foi confirmado para a próxima temporada ao lado de George Russell.

Assim que a pista foi liberada, Ericsson e Raikkonen foram os primeiros a deixar os boxes para a realização da volta de instalação. Ambos utilizaram os compostos hipermacios. Aos poucos outros pilotos também tomaram a pista para a sua primeira volta no circuito.

Raikkonen e Verstappen foram enviados com grades para a aferição aerodinâmica. No carro do finlandês era possível ver uma nova asa, um modelo semelhante ao que vai ser utilizado na próxima temporada, mas com dimensões ainda dentro do que é permitido pelo regulamento atual. Fernando Alonso, com mais de 15 minutos de sessão realizada, era mais um visto com a grade instalada ao lado direito da sua McLaren.

Alguns pilotos, como Raikkonen e Vandoorne, deram mais de uma volta de aferição no circuito de Yas Marina.

Com 20 minutos passados no TL1, Valtteri Bottas abriu a tabela de tempos ao anotar 1:55:540. O finlandês cometeu um erro durante o seu giro, fritando os compostos, comprometendo a sua marca.

Sebastian Vettel saltou para a primeira posição ao registrar 1:41:135 e fora seguido por Carlos Sainz (1:42:586) e Hartley (1:42:976). O alemão utilizava os compostos hipermacios, assim como o neozelandês. O espanhol estava com os ultramacios.

Duas voltas depois, Hamilton anotava 1:39:675, o inglês havia tomado a ponta em sua primeira volta aferida no circuito. Bottas era o segundo, com Raikkonen na terceira posição com um composto de cinco voltas.

Ricciardo foi a pista com quase 30 minutos de sessão concluída e passava a assumir o segundo lugar com 1:39:757. Verstappen passava a ser o quarto com 1:39:961. As posições eram: Hamilton, Ricciardo, Bottas, Verstappen, Raikkonen, Ocon, Vettel, Sainz, Pérez e Giovinazzi. A dupla da McLaren era a única sem nenhuma marca na tabela de tempos.

Hamilton, veloz, conseguia melhorar sua marca para 1:39:576. Giovinazzi saltava para a oitava posição com 1:41:662. Verstappen que era rápido conseguindo superar o inglês por 0s289.

Uma bandeira amarela foi rapidamente na curva 9, após Marcus Ericsson passar por cima de uma zebra, perder o controle da sua Sauber e bater no muro de contenção do outro lado da pista. A asa dianteira ficou danificada, tendo que retornar aos boxes logo depois.

Com a conclusão dos 40 minutos de sessão, os pilotos retornavam aos boxes para devolver o primeiro jogo de pneus utilizados para a Pirelli.

Bottas quebrou o silêncio do autódromo, retornando com os compostos supermacios instalados. Ao contrário do companheiro de equipe, Hamilton passava a utilizar os ultramacios.

Vandoorne retornava com um novo jogo de hipermacios, ocupando a décima terceira posição. Hamilton ainda na segunda posição, conseguia melhorar o seu tempo para 1:39:543. Muitas escapadas de pista e travadas de roda ocorriam no circuito, a pista ainda estava verde, mas os pilotos buscavam explora-la de todas as formas.

Verstappen conseguia abrir mais de meio segundo de diferença para o segundo colocado. O inglês da Mercedes estava enfrentando problemas com a aderência dos novos compostos.

Mesmo com os supermacios, Bottas conseguia superar o companheiro de equipe ao anotar 1:39:452. Ocon passava a quinta posição e era seguido por Magnussen.

Restando 25 minutos para o término do treino, as posições eram: Verstappen, Bottas, Hamilton, Ricciardo, Ocon, Magnussen, Raikkonen, Vettel, Sainz e Grosjean.

Nos últimos minutos de sessão, poucas melhoras nas marcas foram vistas, principalmente porque os compostos mais macios foram utilizados na primeira parte do TL1.

Ricciardo investia mais uma vez nos hipermacios, conseguindo tomar a segunda posição que era de Bottas ao anotar 1:38:945.

A dupla da Ferrari conseguia rodar, com os supermacios, perto da marca obtida com os hipermacios, mas não chegaram a bater a marca obtida com os compostos de faixa vermelha.

Os minutos finais da sessão foram realizados com tempos mais altos em ritmo de corrida.

Gasly era chamado para ir aos boxes imediatamente após o motor começar a apresentar uma fumaça. O francês deixou o carro na frente da Toro Rosso e saiu dele imediatamente após a sua parada. Pouco depois a equipe recolheu o carro para verificação do ocorrido.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.