Teste 8: Raikkonen coloca Ferrari na liderança com a McLaren de Alonso em segundo lugar no último dia de testes em Barcelona

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

O último dia de testes contou com Kimi Raikkonen liderando a sessão desde antes da pausa para o almoço, ao registrar 1:17:221 com os pneus hipermacios. Até o momento desta consagração, Romain Grosjean era o segundo colocado e se manteve nessa posição ainda por bastante tempo com a marca de 1:18:590.

Old habits before getting in the car.

A post shared by Kimi Räikkönen (@kimimatiasraikkonen) on

À medida em que o dia foi avançando, equipes como Red Bull e Renault começaram a trabalhar mais forte, principalmente a equipe francesa que acabou tendo problemas no câmbio do carro de Carlos Sainz e com a ”recuperação” passou a desfrutar da tarde, por isso Grosjean foi facilmente tirado do segundo posto.

Mais uma surpresa foi a melhora de Fernando Alonso, depois da McLaren ter perdido mais uma grande parte do dia para resolver o problema no carro do espanhol que, mais uma vez, parou de funcionar nessa semana depois de um vazamento de óleo. A equipe precisou realizar a troca do motor e Alonso só retornou para a pista quase no final do dia, mas deu um show de evolução na tabela de tempos e passou a ocupar a segunda posição, provando quem realmente é o Alonso.

lll Saiba como foi o oitavo dia de testes

Assim que a pista foi liberada, Esteban Ocon já deixava o pit da equipe, assim como Grosjean e Hartley. |Aos poucos outros pilotos como Hamilton, Charles Leclerc e Daniel Ricciado começavam a ganhar a pista atrás das suas voltas de instalação e verificação, algumas equipes também aproveitaram para fazer testes aerodinâmicos instalando as grades de aferição em seus carros.

Aos poucos a pista foi ganhando outros nomes como Fernando Alonso e Sergey Sirotkin. Kimi Raikkonen era visto na ponta já ao começar o registro de boas marcas com a sua Ferrari, quando obteve 1:20:483 e só havia se passado meia hora da sessão.

A atividade seguia, com os pilotos optando pelos compostos mais macios para realizarem os seus stints, até que ocorreu uma paralização e – sim – novamente era a McLaren MCL33 dando problemas, desta vez estacionada na curva 7 depois de um vazamento de óleo, ocorrendo logo após Alonso completar sete voltas. A equipe acabou removendo o carro para os boxes e tiveram que, mais uma vez nesta semana, realizar a troca do motor.

https://twitter.com/Circuitcat_eng/status/972036484978143232

Pouco depois a segunda interrupção dos treinos foi causada por Charles Leclec que, ousado, vinha forçando o carro e abusando do traçado, com isso rodou na curva 11 e perdeu o carro no muro.

https://twitter.com/F1/status/972039822473875456

Quando finalmente as ações na pista voltaram, os pilotos que retornaram quando ela foi liberada apostaram nos compostos nos supermacios e os tempos começaram a decair.

A Ferrari acabou adotando a estratégia parecida com a utilizada ontem (08/03) e Kimi Raikkonen retornou para a pista com os pneus hipermacios, com isso o tempo do piloto começou a evoluir até que ele conseguiu chegar a marca de 1:17:221 e se manter na liderança do último dia de testes.

lll Testes

https://twitter.com/F1/status/972076641215107072

Outro piloto que imprimia um ritmo forte era Grosjean, no entanto o suiço trabalhava com os pneus médios e estava na segunda posição, fazendo algo muito parecido com o que seu companheiro, Kevin Magnussen, havia realizado no dia anterior, ficando bem próximo dos líderes, Romain era o segundo colocado e tinha 1:18:590, permanecendo assim ainda por um bom tempo.

A Mercedes investia em trabalhar com a simulação de corrida e Lewis Hamilton era o quarto colocado com 1:19:464.

Carlos Sainz ficou limitado a quatro voltas devido à falha no câmbio e as atividades na Renault ficaram prejudicadas.

lll Tarde

Sem pausa para o almoço, a pista seguiu liberada para as equipes que quisessem investir nos testes e aproveitar o último dia para as atividades. Quarenta minutos depois, sem nenhum carro na pista, foi Grosjean que voltou a trazer o som para o circuito de Barcelona. Ocon também se juntou para as atividades vespertinas testando a confiabilidade da sua Force India, assim como Sirotikin que teve a oportunidade de andar em ritmo de corrida com a Williams, mas acabou passando o bastão pouco depois para Lance Stroll dar algumas voltar com o carro da equipe de Grove. Foi quase nesse mesmo momento que a Mercedes realizou a troca entre Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, mas o finlandês acabou demonstrando um melhor desempenho evolutivo que o companheiro no dia de hoje, o difícil é afirmar se os dois trabalharam nas mesmas condições.

Fernando Alonso também conseguiu retornar para os testes da tarde, depois da equipe ter que trabalhar no carro por toda a manhã Quando finalmente foi liberado, calçava os compostos ultramacios e imediatamente começou a escalar a tabela, adquirindo quilometragem e também progredindo no tempo. Deu um show nos minutos finais do treino. Por um momento, até foi possível achar que o espanhol assumiria a liderança da tabela com o seu 1:16:720, mas ele havia cortado o traçado e teve a sua volta anulada, mesmo assim conseguiu encaixar o MCL33 em segundo lugar com 1:17:784.

https://twitter.com/F1/status/972152121419337730

Daniel Ricciado também teve uma grande melhora no treino, terminando na quarta posição e Carlos Sainz, após ter o carro recuperado do problema de câmbio, ficou com o terceiro lugar.

https://twitter.com/F1/status/972173627956383745

A Fórmula 1 volta agora para o Grande Prêmio da Austrália no dia 25 de Março, mas vocês vão poder se informar com Preview e os acontecimentos dos treinos à medida em que eles forem acontecendo. Então fiquem ligados!

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.

%d blogueiros gostam disto: