Schumy 50 anos em 7 decisões de campeonato

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

| Por: Cristiano Seixas

lll Série 365: Schumy 50 – 02ª Temporada: dia 226 de 365 dias.

Michael Schumacher completa 50 anos hoje. O maior vencedor de títulos da F1 vive um drama pessoal desde dezembro de 2013 quando se feriu gravemente em um acidente de esqui, desde então pouco foi divulgado sobre seu estado de saúde. Talvez o piloto com a história mais contada e recontada do automobilismo resolvemos lembrar hoje as 7 decisões de campeonato onde Schumy se consagrou como um dos grandes da história.

lll Adelaide 1994

Fonte: Reddit

Em uma das temporadas mais conturbadas da F1, Schumacher chegou a etapa final em Adelaide 1 ponto a frente de Damon Hill que havia passado a liderar a Williams após a tragédia de Imola, tudo bem que a FIA deu uma bela ajuda para a disputa chegar aberta até a Austrália, não que a Benetton também não desse motivos para punições. Nas ruas de Adelaide Schumacher e Hill brigaram diretamente pelo título, o alemão liderava até cometer um erro e bater no muro danificando fatalmente seu carro, Hill ao tentar superar o rival foi fechado escandalosamente, a Benetton decola e se choca na proteção de pneus, Schumacher fica desolado junto a grade afinal Damon havia seguido em frente. Mas a suspensão dianteira esquerda da Williams havia quebrado no choque com a Benetton e quando o #0 abandonou foi informado por um fiscal de pista e abriu um sorriso ao saber que era o primeiro alemão campeão da F1, não foi o desfecho mais digno, mas o título foi mais que merecido.

lll Aida 1995

Fonte: Reddit

Foi o ano em que Schumacher mostrou que o título de 1994 não havia sido obra de trapaças, o alemão e a Benetton deram um banho em Hill e na Williams. Após uma épica vitória em Nurburgring Schumy podia ser campeão no acanhando circuito de Aida no Japão, inicialmente a terceira etapa do ano foi transferida para o final do calendário devido ao terremoto que atingiu a região de Kobe no início do ano. No GP do Pacífico mais uma vez um show de estratégia e de perícia de Michael que superou a dupla da Williams e conquistou um merecido bi com uma bela vitória. De saída da Benetton o melhor ainda estava por vir com a transferência para a Ferrari.

lll Suzuka 2000

Fonte: Reddit

Era a quinta temporada na Casa de Maranello, o tão sonhado título que encerraria o jejum da Ferrari havia ficado no quase nos 3 anos anteriores. Bastava vencer a penúltima etapa em Suzuka para terminar com a agonia dos italianos que já durava 21 anos. Na pole o ferrarista perdeu a ponta para o rival Mika Hakkinen da McLaren na largada, mas em uma corrida cirúrgica o alemão ficou próximo ao finlandês, na segunda parada nos boxes fez sua tática clássica de ficar mais voltas na pista virando tempos de classificação e contando com o fato de Hakkinen ter voltado no tráfego, o ferrarista superou o rival prateado e venceu brilhantemente chegando ao sonhando tri e encerrando o jejum de títulos de Maranello.

lll Hungaroring 2001

Fonte: Reddit

Todos esperavam a reedição do duelo Schumy x Hakkinen, mas foi a McLaren de David Coulthard que ofereceu resistência a Ferrari no início de 2001. Até a sexta etapa na Áustria Schumacher liderava com 42 pontos contra 38 de Coulthard. Em Mônaco o escocês foi o pole, mas começou ai sua onda de azar, a McLaren ficou parada na saída para a volta de apresentação tendo que partir da última posição, daí em diante Schumacher disparou no certame chegando a Hungria podendo ser tetra restando 4 etapas para o final do campeonato. O alemão venceu em Hungaroring com o pé nas costas, vitória 51 de sua carreira igualando o recordista até ali, Alain Prost. A festa vermelha foi completa pois Rubens Barrichello completou a dobradinha de Maranello.

lll Magny Cours 2002

Fonte: Reddit

Se o tetra havia sido conquistado com certa facilidade, o penta foi um verdadeiro passeio na concorrência. Começando o certame com o carro de 2001 Schumacher já venceu de cara em Melbourne, quando a colocou a F2002 na pista em Interlagos todos se perguntaram em qual corrida Schumy fecharia o campeonato. Em 21 de julho ocorreu o GP da França o primeiro match point para o alemão. A prova começou com seu companheiro Rubens Barrichello ficando no cavalete e sequer saindo para a volta de apresentação. Curiosamente nesta prova os rivais resolveram desafiar o domínio vermelho, Montoya da Williams e a dupla da McLaren Coulthard e Raikkonen andaram a frente da Ferrari. Schumacher chegou a ser punido por cortar a linha de saída dos boxes. Parecia que aquele não era o dia da Ferrari, só que restando 5 voltas Raikkonen escorrega no óleo deixado por uma Toyota e o alemão não deixou a chance escapar, venceu em Magny Cours e 45 anos depois de Fangio a F1 viu novo pentacampeão. Nota, restavam ainda 6 etapas para o final do campeonato.

lll Suzuka 2003

Fonte: Reddit

Após a surra dada pela Ferrari na concorrência, a F1 mudou várias regras para 2003 a fim de tentar conter o domínio de Schumacher. Alterou o sistema de pontuação diminuindo a diferença entre primeiro e segundo colocado para 2 pontos e passaram a pontuar 8 carros. Mudou-se também a classificação se instituindo a volta lançada. O fim do warm-up no domingo de manhã e a instituição do parc ferme onde os carros ficariam confinados do sábado para domingo completaram o pacotão de mudanças da FIA. As mudanças para frear o domínio ferrarista surtiram efeito, Kimi Raikkonen da McLaren chegou vivo na disputa na etapa final em Suzuka mesmo tendo apenas 1 vitória. O sistema de volta lançada no qualy quase acaba com as chances de título de Michael já no sábado, choveu na hora em que a Ferrari #1 foi a pista, resultado teria que largar em 14° lugar. Mesmo assim a missão no domingo não era das mais difíceis, bastava 1 pontinho, um 8° lugar para o hexa. Tudo ia bem até encontrar com a BAR de Takuma Sato que substituía o demitido Jacques Villeneuve, esta lembrança está aqui em homenagem a nosso amigo Bruno Shinosaki do Fim do Grid. Um toque com o nipônico obrigou o germânico a parar nos boxes para trocar o bico da Ferrari, voltando bem atrás. Remou todo o pelotão novamente e quase foi tirado da prova por seu irmão Ralf Schumacher da Williams, apesar de tudo cruzou a linha de chegada em 8° e quebrou o recorde de títulos do lendário Juan Manuel Fangio.

lll Spa 2004

Fonte: Reddit

Não havia palco melhor para o alemão levantar seu último título. Foi em Spa que estreou na F1 em 1991 e venceu pela primeira vez em 1992, faltava um título na mítica pista belga. Uma prova bem confusa com muitos acidentes acabou sendo vencida por Kimi Raikkonen da McLaren, Schumacher foi o segundo e Rubens Barrichello o terceiro. Aquela foi apenas a segunda prova que a Ferrari não vencia até ali. Com mais uma surra que a Casa de Maranello deu na concorrência a FIA resolveu proibir as trocas de pneus para 2005, uma desesperada tentativa de impedir a oitava estrela do alemão.

lll A Série 365 Dias Mais Importantes do Automobilismo, recordaremos corridas inesquecíveis, títulos emocionantes, acidentes trágicos, recordes e feitos inéditos através dos 365 dias mais importantes do automobilismo.

Cristiano Seixas

Fã hardcore de Fórmula 1, apreciador da história, números e estatísticas da categoria, mais conhecido como Mestre Cristiano Seixas, Wikipédia erra o Cristiano não.