Renault é desclassificada do GP do Japão após protesto de Racing Point

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Nesta quarta-feira (23) a Renault foi considerada culpada por utilizar um auxílio ilegal para o carro dos seus pilotos, durante o Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1. Assim que a prova terminou, a Racing Point protestou sobre o sistema de auxílio nos freios no carro da rival.

Os dois carros do time francês terminaram dentro da zona de pontuação, Daniel Ricciardo largou de P16 e fechou em P7, mas com a punição de Charles Leclerc, passou a ser o sexto colocado, enquanto Nico Hulkenberg fechou em décimo.

Os comissários ouviram os representantes das equipes, a respeito da violação do Regulamento Técnico e Esportivo e o Código Esportivo Internacional da FIA. Com a prova encerrada, as unidades de controle eletrônico e volantes usados pelos pilotos foram lacrados e passaram a ser investigados minuciosamente.

O Departamento Técnico da FIA, também conduziu uma análise detalhada no hardware, softwere e dados associados a eles e por fim em audiência realizada pela FIA em Genebra nesta quarta-feira, foi decidido que o sistema utilizado pela dupla da pilotos em Suzuka, não violou o regulamento, no entanto foi classificado como um auxílio aos pilotos, pois não era necessário eles mexerem no volante, já que o sistema realizava o ajuste automático.

Desta forma a FIA considerou que o auxílio ferio o regulamento 27.1 onde o piloto deve guiar o carro sozinho e sem ajuda.

Com o resultado, Ricciardo e Hulkenberg perdem todos os pontos conquistados na etapa e Lance Stroll e Danill Kvyat passam a estar entre os dez primeiros. A punição de Charles Leclerc acaba perdendo total efeito.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!