Classificação - Rei de Cingapura, Vettel volta a marcar a pole, batendo os dois carros da Red Bull • BP • Boletim do Paddock

Classificação – Rei de Cingapura, Vettel volta a marcar a pole, batendo os dois carros da Red Bull

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Depois de um final de semana de supremacia da Red Bull, Vettel voltou a brilhar em um dos circuitos que ele pode ser chamado de Rei. Não teve para ninguém, o alemão que já havia anotado 1:39:669 na sua primeira tentativa no Q3, ainda conseguiu melhorar a sua volta para 1:39:491. A corrida de amanhã para o alemão passa a ser bem significativa, se vencer, Vettel volta a assumir a liderança do campeonato e vai com grandes chances de ampliar a diferença para Hamilton na Malásia, corrida que vai acontecer no final deste mês. A vitória pode ser determinada na largada, já que Verstappen prometeu que vai para cima do alemão. Vettel possui 4 vitórias no circuito. A prova também corre grandes chances de uma entrada de Safety Car, como acontece em todos os anos, desde a sua entrada no calendário. A estratégia também é fundamental nesta etapa. 

Verstappen era uma grande aposta de pole, já que havia empenhado um bom trabalho tanto no terceiro treino livre, como nas duas primeiras sessões da classificação, mas acabou indo com muita sede ao pote na sua última oportunidade de volta rápida, cometeu vários erros e por fim se garantiu na segunda posição com o tempo de 1:39:814. Ricciardo veio para fechar o top-3 e cravar uma dobradinha para a Red Bull. Raikkonen é o quarto, pois também acabou errando na sua última volta.

A cara de Toto Wolff não passou desapercebida pelos cinegrafistas depois de ver a Mercedes longe da pole e somente conseguindo obter a terceira fila do grid de largada, com Hamilton em quinto e Valtteri Bottas em sexto. Logo em seguida, ocupando a sétima posição temos Nico Hulkenberg com a Renault, Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne com a McLaren e Carlos Sainz da Torro Rosso para fechar o top-10.

Felipe Massa acabou novamente enfrentando problemas, mas a Williams já não dava sinais de que esse seria um bom Grande Prêmio para eles. Massa vai largar de décimo sétimo amanhã e no Q1 ainda cometeu um erro na saída de curva e a batida acabou danificando a roda traseira do seu carro.

Ericsson até o momento é o único que tem punição, seria a perda de 5 posições no grid, por ter trocado o câmbio, mas o piloto já se encontra em último depois da classificação.

lll Saiba como foi a Classificação

lll Q1

Pascal Wehrlein e Kimi Raikkonen foram os primeiros a deixar os boxes da equipe para a classificação que tinha início em Cingapura, os pilotos já apostavam no uso dos pneus ultramacios mesmo para o Q1.

O piloto finlandês da Ferrari, foi o primeiro a abrir volta e marcava 1:44:060, seguido por Kvyat com 1:45:628. Vettel passava em segundo com 1:44:680 e Sainz era o terceiro com 1:45:203. Stroll que já havia passado a algum tempo e era o sexto com 1:47:414. Grosjean que havia cometido um erro na sua volta marcava 2:04:121.

Magnussen passava em quinto com 1:45:963, os tempos acabavam por ser insignificantes se comparados com os obtidos nos treinos livres.

Alonso corrigia a sua volta e conseguia o terceiro tempo com 1:44:120 e Vandoorne obtinha a ponta com 1:44:008, mas pouco tempo depois Verstappen marcava 1:43:031 e logo depois Ricciardo tomava a ponta do companheiro com 1:42:846.

Vettel virava o terceiro tempo com 1:43:336, Pérez passava a ser o quarto com 1:43:594 e Ocon vinha em quinto com 1:43:728.

Hamilton conseguia encaixar a Mercedes, entre os carros da Red Bull ficando com o segundo lugar com 1:42:884. Bottas era o terceiro com 1:43:137. Felipe Massa acabava batendo no muro, próximo a entrada dos boxes, pois a pista estava cheia de óleo e muito escorregadia. O brasileiro ficava com um pneu furado e sem um tempo relevante para a disputa.

Verstappen voltava à melhora a sua volta e se mantinha na ponta com 1:42:010 e Ricciardo também seguia voando com 1:42:063. Pérez também batia no muro, mas não parecia ter sido afetado com o toque.

Com menos de 5 minutos para o termino da sessão, tínhamos Verstappen, Ricciado, Hamilton, Bottas, Raikkonen, Vettel, Pérez, Ocon, Vandoorne e Alonso.

Sainz era mostrado com o motor fazendo uma fumaça enorme e se encaminhando para os boxes da equipe e parecia dar adeus ao duelo.

Grosjean conseguia o décimo lugar com 1:43:766 e Ericsson era o décimo sexto com 1:45:570. Stroll tinha apenas o décimo nono tempo com 1:47:414. Massa conseguia abrir uma volta para tentar passar para o Q1 e o canadense tinha mais uma tentativa.

Kvyat era o quinto com 1:42:544 e Sainz se tornava o terceiro com 1:43:176. Palmer subia para quinto com 1:42:472, mas Vandoorne que vinha logo em seguido conseguia o quinto tempo com 1:42:222. Alonso obtinha o terceiro tempo com 1:42:086. Palmer era jogado para sétimo e Hulkenberg era nono com 1:42:586. As Mercedes e Ferraris que deram apenas voltas para se garantir na segunda fase da sessão, não estavam na pista quando a condição era ideal, ficavam um pouco distante da ponta, Hamilton era sexto, com Bottas em décimo. Raikkonen e Vettel ocupavam o décimo primeiro e o décimo segundo lugar.

ll Eliminados 

16) Kevin Magnussen 1:43:756

17) Felipe Massa 1:44:014

18) Lance Stroll 1:44:728

19) Pascal Wehrlein 1:45:059

20) Marcus Ericsson 1:45:570

lll Q2

Raikkonen e a dupla da Mercedes foram os primeiros a se lançarem para o Q2, novamente apostando nos compostos ultramacios. Os outros competidores também não perdiam tempo e aos poucos passavam a ocupar a pista.

Raikkonen marcava 1:40:999, Hamilton era o segundo com 1:41:075 e Bottas era o terceiro com 1:41:409. Vettel passava a assumir a ponta com 1:40:529. Sainz era o quinto com 1:41:826 e Kvyat aparecia em sexto com 1:42:477.

Verstappen tomava a ponta do alemão da Ferrari com 1:40:379 e Ricciarado passava a ocupar o terceiro posto com 1:40:776. Vandoorne ocupava o sexto lugar com 1:41:227 e Alonso era décimo com 1:42:242.

Hulkenberg encaixava o carro da Renault em oitavo com 1:41:647 e Palmer passava a ocupar o décimo lugar com 1:42:107.

Os pilotos acabavam recolhendo para os boxes e alguns saíram para mais uma tentativa de volta, visando a passagem para o Q3, quando restavam menos de 4 minutos para o final.

Grosjean melhorava o seu tempo, mas não a sua posição e permanecia em décimo quinto. Alonso conseguia o nono lugar com 1:41:442, Hulkenberg conseguia o sétimo tempo com 1:41:277. Verstappen ainda melhorava o seu tempo com 1:40:332 e Ricciardo passava a ser o segundo com 1:40:385. Raikkonen era mais um piloto que aprimorava a sua volta, ficando em terceiro com 1:40:525.

ll Eliminados 

11) Jolyon Palmer 1:42:107

12) Sergio Pérez 1:42:246

13) Daniil Kvyat 1:42:338

14) Esteban Ocon 1:42:760

lll Q3 – Olha o Pau Comendo

Alonso não perdeu a oportunidade e já alinhava o carro para ir para à pista em direção a última sessão da classificação. Obviamente que para a tentativa de decisão da pole, os pilotos voltavam a usar os pneus ultramacios.

Carlos Sainz era o primeiro a marcar tempo com 1:42:919. Hulkenberg passava a ocupar o quarto lugar com 1:42:813.

Vettel assumia a ponta com 1:39:669, tirando a primeira posição de Verstappen com 1:39:814. Ricciardo vinha em terceiro com 1:39:862 seguido por Raikkonen com 1:40:069. Hamilton extravasava os limites da pista e era o quinto com 1:40:192, seguido por Bottas com 1:40:810.

Fernando Alonso era o sétimo com 1:41:944 e seu companheiro de equipe era o oitavo com 1:42:439, portanto Hulkenber e Sainz ficavam com a nona e décima posição.

Os pilotos voltaram para os boxes, para colocar mais um jogo de ultramacios novos e retornar para a pista, para mais uma tentativa.

Hulkenber se mantinha em sétimo com 1:41:013, com Alonso em oitavo 1:41:179, seguido por Vandoorne 1:41:398.

Vettel melhorava para 1:39:491, já Verstappen não conseguia nem aperfeiçoar a sua volta. Ricciardo se mantinha em terceiro com 1:39:840. Raikkonen errava, mas permanecia em quarto. As Mercedes desta vez vai ocupar a terceira fila no grid de largada.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.