ColunistasFórmula 1Post

Red Bull fecha TL3 na Inglaterra com dobradinha liderada por Verstappen

A Fórmula 1 retornou mais uma vez para a pista neste sábado (02) em uma sessão voltada para a preparação dos carros para a próxima atividade. A sessão foi bem movimentada, com os times trabalhando principalmente com os pneus macios. Max Verstappen ficou com a liderança da atividade, após deixar a Scuderia Ferrari brincar um pouco na ponta. O holandês registrou 1m27s901, sobrando na pista, com 0s410 de vantagem para Sergio Pérez.

A Red Bull busca a pole neste traçado além de mais uma vitória para ampliar ainda mais a sua vantagem para a Ferrari. A chuva pode se fazer presente na classificação, mas os times precisavam coletar dados, principalmente após perder o TL1.

Charles Leclerc conseguiu se estabelecer na terceira posição, mas na realidade a dupla da Mercedes que roubou a cena em Silverstone, os dois pilotos do time alemão andaram muito bem, em vários momentos estavam conseguindo acompanhar os ponteiros. George Russell obteve o quarto lugar, seguido por Lewis Hamilton.

Carlos Sainz teve um início de sábado muito apagado, diferente do trabalho realizado pelo espanhol na sexta-feira. Por outro lado a Ferrari está lidando com os saltos, uma questão que eles não conseguiram resolver e é possível ver o F1-75 raspando também o assoalho. Lando Norris representou a McLaren na sétima posição quando começou a trabalhar com os pneus macios, mas no início da atividade a dupla se concentrou na avaliação dos pneus médios, também em uma performance apagada.

Valtteri Bottas obteve o oitavo lugar, seguido por Mick Schumacher da Haas e Fernando Alonso da Alpine.

A classificação promete ser uma sessão bem movimentada, principalmente se ela for realizada em uma pista molhada. A Mercedes também pode entrar nessa equação, pois os dois pilotos se sentiram confortáveis no W13, apresentando uma evolução desde a última etapa.

A Fórmula 1 retorna às 11h pelo horário de Brasília.

Saiba como o TL3 do GP da Inglaterra

Nesta manhã os carros foram mais uma vez para a pista, em uma sessão voltada para a preparação dos carros para a classificação e corrida. Quando a atividade teve início a temperatura na pista estava na casa dos 25°C, com 17°C no ambiente. A pista estava seca, mas a chuva poderia aparecer durante a classificação.

Charles Leclerc teve uma sexta-feira complicada, apresentando problemas na unidade de potência, que dificultaram a sua condução pelo circuito. Assim que a pista foi liberada, rapidamente os pilotos deixaram os boxes. Sebastian Vettel foi liberado pela sua equipe usando os pneus duros (C1), assim como Lance Stroll- no TL2 o piloto alemão foi forçado a parar depois do assoalho do AMR22 apresentar uma quebra. Os pilotos da Aston Martin completaram apenas uma volta de verificação com este composto, retornando para os boxes na sequência para instalar os pneus macios (C3).

Fernando Alonso e Esteban Ocon usavam os pneus macios, mas os dois pilotos estavam com compostos usados. O espanhol abriu a tabela de tempos depois de anotar 1m34s826. Na sequência Ocon registrou 1m33s068, superando o tempo estabelecido pelo seu companheiro de equipe. Neste início de atividade algumas equipes estavam trabalhando apenas com as voltas de instalação e também realizando treinos de pit-stop nos boxes.

Leclerc assumiu a liderança da atividade ao registrar 1m29s452, trabalhando com os pneus mais macios da gama, assim como Sainz que anotou 1m29s817. Bottas apareceu na terceira posição depois de anotar 1m30s601, mas separado por mais de 1 segundo dos pilotos da Ferrari. Com dez minutos de atividade apenas oito pilotos tinham aferido tempo no circuito, eram eles: Leclerc, Sainz, Bottas, Zhou, Norris, Ricciardo, Ocon e Alonso.

Aos poucos outros pilotos eram liberados para a pista, trabalhando primeiramente o aquecimento dos pneus, antes de entrar em uma sequência de voltas rápidas. Na primeira volta cronometrada Hamilton obteve 1m29s757, mas na sequência foi superado por Russell que obteve 1m29s757. A McLaren seguia trabalhando com os pneus médios, enquanto grande parte do grid estava operando com os pneus macios.

Com 20 minutos de atividade Leclerc assumiu a liderança registrando 1m29s021, para superar o tempo de Pérez por 0s081. A Ferrari informava que a pista estava se aproximando do circuito, desta forma a pista estava bem cheia. Russell e Hamilton conseguiam acompanhar os líderes da sessão e o dono do carro #63 informava que eles estavam sem bouncing, desta forma o time alemão tinha encontrado uma boa configuração para o W13.

Verstappen conseguiu encontrar uma boa volta, registrando 1m28s541 para ocupar a liderança. A dupla da Haas chamava a atenção, principalmente Mick Schumacher que tinha anotado 1m30s070 para ocupar o nono lugar, enquanto Magnussen era o décimo primeiro colocado.

Hamilton estava avaliando os setores de Silverstone separadamente e ao completar oito voltas com o pneu macio retornou para a segunda posição registrando 1m28s697. Nos últimos 30 minutos os dez primeiros eram: Verstappen, Hamilton, Leclerc, Sainz, Russell, Pérez, Alonso, Zhou, Schumacher e Stroll.

Neste momento a pista começou a ficar um pouco mais vazia pois alguns pilotos estavam nos boxes para preparar os carros antes de uma nova saída. Entretendo, Ocon começou uma nova sequência de voltas rápidas com um jogo de pneus macios e voltou ao top-10 por ter anotado 1m29s552.

Russell foi liberado para a pista mais uma vez usando um novo jogo de pneus macios. O britânico deixou a quinta posição para ocupar o terceiro lugar ao anotar 1m28s550. A atividade começou a ficar mais intensa nos últimos quinze minutos. Verstappen foi o primeiro piloto a entrar na casa de 1m27s901, superando o novo tempo de Leclerc por 0s487.

Pérez conseguiu deixar o sexto lugar para ocupar o segundo lugar ao registrar 1m28s311. Após trabalhar com os pneus macios a McLaren conseguiu entrar para o top-10 com Lando Norris, mas separada por mais de 1 segundos do atual líder da atividade.

Os últimos minutos também foram reservados para as equipes trabalharem suas voltas em simulação de classificação. Tsunoda reclamava que o carro estava saído muito de frente e que também os compostos que tinham cerca de quatro voltas estavam degradados. Silverstone acaba cobrando muito dos pneus por ser uma pista com alto nível de abrasividade.

Verstappen conseguiu ficar com a liderança do TL3, formando uma dobradinha para a Red Bull antes do início da classificação.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Adblock detectado

O BP É UM PORTAL INDEPENDENTE E OS ANÚNCIOS AJUDAM NA NOSSA MANUTENÇÃO, SE POSSÍVEL DESABILITE O SEU BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS!!!