Red Bull dá show com Daniel Ricciardo na China

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

O Grande Prêmio da China tinha cara de vitória da Ferrari, até porque o circuito de Xangai é bem conhecido pela importância de se largar na pole e pela quase garantia de se manter na primeira posição. No entanto bastou a primeira rodada de pitstops para que o grid ficasse todo embolado.

Já que a Ferrari estava demorando para chamar os seus dois pilotos para realizar a troca de pneus a Mercedes chamou primeiro Hamilton para tentar fazer o inglês ganhar a posição de Raikkonen e depois Bottas para que o finlandês conseguisse se aproximar de Vettel. Mas a Ferrari demorou muito para chamar os seus dois pilotos para a troca e quando Vettel realizou a sua parada, já não tinha tempo suficiente pra se manter na ponta e enquanto saia dos boxes foi ultrapassado por Bottas.

A Ferrari ainda optou por deixar Raikkonen mais tempo na pista e só o chamou na volta 28, depois que ele foi atacado por Bottas e Vettel e perdeu a liderança momentânea da corrida. Com isso o homem de gelo acabou caindo para a sexta posição e a corrida dava uma esfriada.

As coisas só voltaram a pegar fogo na pista quando ocorreu um toque entre Pierre Gasly e Brendon Hartley na volta 31 o que rendeu a entrada de um Safety Car para a limpeza da pista, Gasly recebeu uma punição de 10 segundos por isso. Os carros da Red Bull eram chamados para mais uma parada nos boxes, sendo a equipe com a melhor reação ao carro de segurança e com isso a prova começava a se desenhar de forma diferente. Os dois pilotos da equipe austríaca retornavam com os compostos macios, para bater de frente com um pelotão que estava com pneus médios mais desgastados.

Max Verstappen era ousado e fazia de tudo para ultrapassar, começou a sua briga com Lewis Hamilton que havia subido para a terceira posição. Passou a forçar o inglês até que errou o ponto de freada e se viu saindo da pista, perdendo a posição para Ricciardo.

O show do australiano começava ali, enquanto o seu companheiro ficava marcado pelo erro cometido, Ricciardo menos ousado e mais assertivo ultrapassava Hamilton com facilidade, para logo depois partir para cima de Sebastian Vettel, conquistar mais uma posição e chegar a liderança da prova quando terminava de concluir a ultrapassagem em Valtteri Bottas.

Por outro lado Verstappen queria mostrar que era arrojado, conseguia ultrapassar Hamilton e seu próximo obstáculo era Sebastian Vettel, mas o holandês pressionou muito e causou uma colisão entre os dois, fazendo com que o piloto da Ferrari rodasse na pista e fosse parar na sétima posição. Já Max Verstappen conseguia retornar para a briga e ao receber uma punição de 10 segundos ainda tentou ameniza-la na pista, terminando a prova apenas na quarta posição, mesmo depois da punição ser aplicada.

Vettel ficou com o carro danificado (assoalho) e a performance prejudicada, tanto que nas voltas finais ainda foi ultrapassado por Fernando Alonso e pressionado por Carlos Sainz. O alemão terminou a prova na oitava posição, ainda se mantendo como líder do campeonato com 54 pontos, contra 45 de Lewis Hamilton.

Kimi Raikkonen conseguiu chegar ao pódio depois da lambança na pista e de certa forma merecida pelo finlandês, já que a sua permanência na pista foi por conta da estratégia da equipe. Raikkonen vem mostrando um melhor desempenho e mesmo na hora em que Bottas realizou a ultrapassagem sobre ele, o piloto da Ferrari fez o seu carro ficar bem largo, talvez se não fosse o desgaste dos pneus elevado ele tivesse dado mais trabalho ao compatriota.

Para Daniel Ricciardo a vitória era mais que merecida, o australiano enfrentou problemas no terceiro treino livre e até o começo da classificação tinha o carro completamente desmontado. A Red Bull fez o possível para que ele conseguisse ao menos ir até o Q2, mas Ricciardo conseguiu ir além e largar do sexto lugar. A estratégia rápida adotada pelo time austríaco fez a diferença na sua performance final e não tinha como ele não ser escolhido como piloto do dia.

Outros destaques da corrida, ficam para os carros da Renault com Nico Hulkenberg que finalizou a prova em sexto e Carlos Sainz em nono, novamente mostrando uma boa performance. A Haas com Kevin Magnussen na zona de pontuação com o décimo lugar e atitude do dinamarquês identificando o seu melhor desempenho e conseguindo se manter na frente de Grosjean que ficou apenas com a décima sétima posição.

Mesmo com algumas colisões e com o circuito chinês sendo conhecido como uma pista escorregadia e que poderia causar mais estragos, tivemos apenas o abandono de Brendon Hartley nas voltas finais.

lll Saiba como foi a Corrida

A temperatura havia se elevado um pouco no circuito chinês, fazia 39° C na pista com baixa umidade. Antes mesmo de os carros largarem, Lewis Hamilton já falava que seus compostos acabariam sofrendo por conta do calor e que ele provavelmente precisaria de duas paradas para concluir a prova.

https://twitter.com/F1/status/985401027473092608

Seria uma largada sem maiores incidentes para a Ferrari, mas Vettel jogou o carro para o lado direito para segurar a ponta e Kimi Raikkonen começava a perder posições, caindo para a quarta colocação antes mesmo da primeira volta acabar, com isso o finlandês passava a ser pressionado por Hamilton na pista.

Depois de Sebastian Vettel ter fechado o companheiro de equipe para garantir a posição, Raikkonen perdeu aceleração do carro e por isso os pilotos da Mercedes e Red Bull conseguiram ganhar a sua posição.

A Mercedes de Hamilton não tracionou bem na largada e foi fácil para Verstappen realizar a ultrapassagem no inglês, depois ultrapassar Raikkonen e pular para a terceira posição, o holandês era o único com os pneus ultramacios nesse grupo da frente.

No fim da primeira volta os 10 primeiros eram Vettel, Bottas, Verstappen, Raikkonen, Hamilton, Ricciardo, Hulkenberg, Sainz, Grosjean e Magnussen.  

https://twitter.com/F1/status/985401609332166656

Vandoorne acabava caindo de décimo segundo para décimo sexto. Ninguém abandonou neste começo de prova.

Em três voltas de um total de 56, Sebastian Vettel já abria mais de dois segundos de vantagem para o segundo colocado.

Na volta 8 era a vez de Magnussen reclamar sobre o ritmo do seu companheiro de equipe e pouco depois Grosjean e ele invertiam de posição, mas o francês não ficava nada feliz sobre o comentário. Na volta seguinte Alonso começava a atacar Grosjean e a briga valia a décima posição.

https://twitter.com/F1/status/985406395511078912

Brendon Hartley era o primeiro a se encaminhar para os boxes e era a volta 11, ele retornava para a pista com um pneu ultramacio.

Esteban Ocon na volta seguinte era mais um a realizar a sua parada, no entanto o piloto da Force India retornava na décima nona posição e utilizava os pneus macios. Fernando Alonso seguia atacando Grosjean e quase conseguiu concluir a ultrapassagem.

Na volta 13 era a vez de Carlos Sainz e Sergio Pérez também se dirigirem para os boxes e os dois retornavam com os pneus médios. Na volta seguinte era a vez de Hulkenberg ser chamado pela Renault para realizar a sua parada e retornava também com os compostos médios.

Apenas na volta 18 outros pilotos se encaminharam para os boxes, com Grosjean deixando o caminho para Alonso livre na pista por alguns instantes. A Red Bull era mais ousada e chamava os dois pilotos para os boxes juntos e assim que o holandês terminava a sua parada, era a vez do australiano ir logo atrás, os dois retornavam com os pneus médios.

https://twitter.com/F1/status/985409172207538176

Hamilton era chamado na volta 19 para realizar a sua parada, o objetivo era tentar evitar que o inglês perdesse posições e conseguisse ficar mais próximo de Kimi Raikkonen,  quando ele retornou para a pista ainda era o quinto colocado.

https://twitter.com/F1/status/985409513443528704

Bottas parava na volta seguinte, enquanto a Ferrari seguia na pista com Sebastian Vettel liderando e Raikkonen em segundo.

https://twitter.com/F1/status/985410445103288320

O alemão da Ferrari foi chamado na volta 21 e acabou perdendo a primeira posição para Bottas, até porque a Mercedes havia realizado um bom pitstop com o seu piloto.

https://twitter.com/F1/status/985411067286343680

Hamilton começava a dar a resposta na pista, virando boas voltas com os pneus médios.

Stroll era o décimo colocado mesmo após ser ultrapassado por Hulkenberg na volta 23, mas o piloto da Williams ainda não havia realizado a sua parada. Grosjean havia caído para a décima quarta posição.

Raikkonen liderava a prova e abria mais de quatro segundos de diferença para Bottas e Sebastian Vettel tentava reduzir a diferença para o finlandês da Mercedes, eles eram separados por pouco mais de um segundo.

https://twitter.com/F1/status/985411964951293952

Na volta 27, Bottas e Kimi Raikkonen disputavam espaço na pista e o finlandês da Ferrari fazia de tudo para tentar segurar o piloto da Mercedes, no entanto não demorou muito para os pneus mais novos falassem mais alto: Bottas ultrapassou Raikkonen e foi seguido por Sebastian Vettel, com isso na volta seguinte Kimi finalmente realizou sua parada, retornando apenas na sexta posição.

https://twitter.com/F1/status/985413902442876938

A disputa entre Bottas e Vettel se mantinha e o alemão tentava se manter próximo, às vezes a diferença entre eles caía para menos de um segundo, mas era difícil conseguir a ultrapassagem. O pneu traseiro direito de Bottas começava a esfarelar na pista.

Fernando Alonso parava na volta 30 e retornava na décima terceira posição.

Na volta 31, Gasly causava uma bandeira amarela, porque não havia freado a tempo e batia em Brendon Hartley. Com isso, na volta seguinte, o Safety Car acabava entrando na pista, pois haviam ficado vários detritos dos carros espalhados e os pilotos partiam para um novo pitstop, a primeira reação vinha pela Red Bull que colocava os pneus médios.

https://twitter.com/F1/status/985415296554033152

https://twitter.com/F1/status/985414413946642432

Hartley tinha que trocar o bico e colocava os pneus ultramacios.

A relargada acontecia na volta 36 e Bottas se mantinha na ponta, com Hamilton pressionando Vettel para tentar uma ultrapassagem. Fernando Alonso pressionava Grosjean até conseguir a décima posição. A punição saía para Pierre Gasly: 10 segundos acrescidos ao tempo final.

Na volta 37 os 10 primeiros eram Bottas, Vettel, Hamilton, Verstappen, Raikkonen, Ricciardo, Hulkenberg, Magnussen, Alonso e Sainz.

Kimi Raikkonen acabava perdendo no final da volta a posição para Daniel Ricciardo e ficava com o sexto lugar.

Hamilton fazia o uso da asa móvel para se aproximar de Sebastian Vettel. Verstappen tentava vir por fora para ultrapassar o inglês e pouco depois acabava saindo da pista e perdendo a posição para Ricciardo, devido ao seu otimismo.

https:/gfycat.com/gifs/detail/wellmadeenergetickid

https://twitter.com/F1/status/985418857958576128

Na volta 41 depois de Ricciardo ter assumido a quarta posição o australiano conseguia se aproximar de Hamilton e realizava a ultrapassagem no piloto da Mercedes, os pneus da Red Bull acabaram falando mais alto que o dos pilotos que estavam à sua frente.

https://twitter.com/F1/status/985419317939523586

Enquanto Verstappen conseguia realizar a ultrapassagem em Hamilton na volta 42, mais à frente, Ricciardo se impôs e ultrapassou Sebastian Vettel para assumir a segunda posição.

O holandês na volta 44 colocava o carro pelo lado direito e tentava pressionar Sebastian Vettel para tentar realizar uma ultrapassagem e fazia o alemão da Ferrari acabar rodando e caindo para a sétima posição. O incidente entre eles passava a ser investigado.

Ricciardo assumia a primeira posição na volta 46.

Os 10 primeiros colocados na volta 46 eram Ricciardo, Bottas, Raikkonen, Hamilton, Verstappen, Hulkenberg, Vettel, Magnussem, Alonso e Sainz.

https://twitter.com/F1/status/985420950006128640

Max Verstappen foi punido por ter batido em Sebastian Vettel: receberia um acréscimo de 10 segundosao tempo final da corrida, a mesma de Pierre Gasly.

Grosjean realizava mais uma parada nos boxes na volta 47.

Verstappen retomava a quarta posição depois de ultrapassar Hamilton.

https://twitter.com/F1/status/985422664520040448

Ricciardo conseguia abrir uma vantagem de mais de 5 segundos para Bottas e Raikkonen vinha se aproximando do piloto da Mercedes para tentar uma ultrapassagem e pular para a segunda posição.

Restando duas voltas para o final, Vettel ficava sozinho na pista e Fernando Alonso fazia uso da asa móvel para tentar garantir a sétima posição e no final da volta 55 ele realizava a ultrapassagem.

https://twitter.com/F1/status/985424811982819329

Ricciardo virava 1:35:785 na frente na volta 55.

Daniel Ricciardo vencia a prova que no começo tinha cara de dar vitória da Ferrari.

Sebastian Vettel ainda era ameaçado nas últimas curvas por Carlos Sainz, mas conseguia garantir a oitava posição.

A ultrapassagem de Fernando Alonso em Sebastian Vettel chegou a ser investigada, já que havia acontecido um toque entre os dois, mas os comissários decidiram que nenhuma ação precisaria ser tomada.

https://twitter.com/F1/status/985428126653210624

https://twitter.com/F1/status/985426850028630016

Fonte: @F1
Fonte: @F1

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.