Preview do GP da Alemanha de Fórmula 1 da temporada 2019

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

O Grande Prêmio da Alemanha passou a ser realizado a partir de 1926 e as disputas ocorreram em três locais diferentes: Avus, Nürburgring e Hockenheim. Na Fórmula 1, a primeira vez que o país fez parte da competição, ocorreu em 1951, já que a Alemanha pós-guerra ficou impedida imediatamente de fazer parte de eventos internacionais.

A Alemanha, do período de 1954 a 1974, por quatro vezes recebeu o título honorífico de Grande Prêmio da Europa, para fazer parte do calendário Fórmula 1, isso era muito comum na época e servia como forma de preenchimento para o calendário da competição. Já em 1997 e 1998 ele foi chamado de Grande Prêmio de Luxemburgo.

Algumas corridas no país foram cancelas por conta de problemas econômicos que impediam o seguimento da competição.

lll Circuitos

lll Avus

Avus tinha cerca de 6 milhas e era composta de dois grampos em cada uma das suas extremidades. A pista hoje poderia ser mais aproveitada para tirar racha, pois o seu desenho não é nada animador.

Avus • STATS F1

lll Nürburgring

As corridas passaram a ser realizadas em um circuito com quase 28 km de extensão, completamente desafiador, com partes de alta aceleração e mudança de altitude. O asfalto cortavam parte das florestas das Montanhas Eifel e não é atoa que é conhecida como “Diabo Verde”.

Nürburgring • STATS F1

Após a Guerra e a volta da Alemanha para a competição, e principalmente da realização da Fórmula 1, por muito tempo Nürburgring foi o circuito mais desafiador que a categoria teve.
À medida que o tempo foi passando e os carros da F1 foram evoluindo o circuito passou de desafiador a muito perigoso e algumas medidas de atualização e reformas precisaram acontecer para a competição continuar a ser realizada nele. Em 1971, o layout era quase o mesmo de antes, mas o asfalto foi melhorado e os muros de contenção foram colocados em áreas de ”maior” precisão para trazer mais segurança, mas ainda existiam muito trechos estreitos.

Em 1976, foi realizada a última corrida nas especificações antigas. Existia até a possibilidade de boicote para que ela não acontecesse, já que os pilotos não estavam satisfeitos com a segurança, por mais que a organização e os donos do autódromo tivessem um contrato para cumprir, faltava muita coisa para ser feita, nem mesmo médicos e regaste estavam disponíveis na quantidade necessária.

Nürburgring • STATS F1

Foi exatamente neste ano e nesta última corrida que Niki Lauda sofreu o acidente, em que o carro pegou fogo, o piloto ficou inconsciente, quebrou vários ossos, além das graves queimaduras que sofreu. Após esse episódio, o circuito saiu do calendário para que uma reforma fosse realizada.

lll Hockenheim

Hockenheim passou a abrigar a Fórmula 1 em 1977. Com o decorrer do tempo, um contrato foi firmado para que a competição fosse realizada ali por 20 anos, mesmo que em 1985 Nürburgring tenha voltado por uma corrida em um circuito completamente modificado e com 4,5 km de extensão e tenha proporcionado uma competição intensa pela ponta.

Hockenheim • STATS F1

Em 2002, o circuito sofreu uma alteração drástica em seu layout, as retas foram diminuídas, ele passou a ter mais curvas com a intenção de aumentar o seu desafio técnico.

A partir de 2008, Hockenheim e Nürburgring passaram a alternar na recepção do Grande Prêmio da Europa. No entanto em 2010 e de 2015 a 2017 a competição não foi realizada, um dos motivos eram os gastos que envolvem a corrida, além da manutenção do autódromo que é alta e nem sempre a venda de ingressos é capaz de suprir todos os custos. Mesmo com a sua volta para o ano de 2018, o seu futuro ainda é incerto na Fórmula 1, se tornando um evento bienal.

Hockenheim • STATS F1

lll Pneus

O traçado de Hockenheim é equilibrado, composto por boas retas e curvas de alta e baixa. É difícil categorizar o autódromo pois a sua diversidade é tamanha. Não foram realizadas mudanças significativas do ano passado para está temporada, portanto se acredita que os pilotos não vão sofrer durante este final de semana e as equipes vão estabelecer as estratégias, facilmente.

Para está prova, os pneus a serem utilizados são: C2 (faixa branca – duro), C3 (faixa amarela – médio) e C4 (faixa vermelha – macio), ainda que a pista não tenha degradação dos compostos elevada.

https://twitter.com/pirellisport/status/1153278137968603137

A chuva é difícil de prever, portanto ela pode aparece em qualquer momento do final de semana.

Está é a segunda prova a ser realizada no circuito, após o seu retorno ao calendário.

https://twitter.com/pirellisport/status/1151160933110226944

lll Corrida de 2018

Lewis Hamilton largou da décima quarta posição, realizando uma corrida de recuperação, além de realizar apenas uma parada nos boxes. O inglês deu o troco em Sebastian Vettel, vencendo na casa do alemão.

Vettel liderou praticamente toda a prova e a apenas 15 voltas do final bateu sozinho. Faltando vinte giros para o término da prova, uns chuviscos começaram a molhar a pista, deixando as opções de estratégias, duvidosas, pois nenhum composto se encaixava perfeitamente naquele momento. O alemão em uma curva de baixa, escorregou, perdeu o carro e bateu na frente da torcida.

O carro de segurança entrou, permanecendo da volta 52 a 58, para a remoção do carro da Ferrari. Hamilton já era o segundo colocado e herdou a liderança, com Bottas recebendo ordens da equipe para permanecer na sua posição, ainda que estivesse com melhores compostos.

A Mercedes cravou mais uma dobradinha e Kimi Raikkonen completou o pódio da prova alemã. O finlandês também recebeu ordens de equipe pois a sua parada havia acontecido na volta 14°, enquanto Vettel foi aos boxes na 26°, após retornar atrás do companheiro, começou a desgastar a goma e a equipe italiana pediu para que ele deixasse Vettel seguir.

As paradas extras de Raikkonen, Bottas e Verstappen, assim como a batida de Vettel, ajudaram no resultado da corrida favorável a Lewis Hamilton.

 


Assinar

BPCast

Ou assine com seu app favorito usando o endereço abaixo

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.