Pirelli leva mais de 3.500 pneus para teste de pré-temporada em Barcelona

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Pirelli leva para a pista mais de 3.500 pneus no teste de pré-temporada em Barcelona: a estreia dos novos pneus mais largos nos carros de 2017.

O teste de piso úmido será realizado na quinta-feira, 02 de março, utilizando uma pista artificialmente molhada para focar no cinturato intermediário e nos pneus de chuva extrema.

A Pirelli será a patrocinadora principal dos grandes prêmios da Espanha, Hungria e Bélgica, neste ano.

Você sabe quanto a Pirelli gasta nos pneus da Fórmula 1?

O Berço dos Pneus da Fórmula 1

A Pirelli levará mais de 3.500 pneus para Barcelona, na Espanha. Serão os primeiros oito dias de testes com os carros de última geração de 2017. As atividades acontecem de 27 de fevereiro a 02 de março e, novamente, entre 07 e 10 de março.

No ano passado, a Mercedes, a Red Bull e a Ferrari realizaram uma série de testes com carros adaptados entre agosto e novembro. Na ocasião, os chassis de 2015 foram modificados para simular os maiores níveis de downforce do regulamento técnico de 2017. As demais equipes tiveram acesso total aos dados gerados por esses testes. No entanto, essas sessões na Espanha serão a primeira experiência direta com os novos pneus mais largos de 2017 para esses times. Os pneus dianteiros aumentaram de 245mm para 305mm de largura, enquanto os traseiros foram de 325mm a 405mm. O diâmetro das rodas permanece inalterado, com 13 polegadas.

| TESTE NO MOLHADO

Os próximos testes também incluem um dia em pista molhada, específico para uso dos pneus intermediários e de chuva extrema de 2017. Até agora, só foi possível realizar testes limitados com esses compostos. A data para esta sessão está marcada para 02 de março, último dia da primeira sessão. Porém, isso poderá ser revisto, após uma reunião com as equipes, se um dos três dias anteriores tiver chuva.

| COMPOSTOS DISPONÍVEIS

Todos os compostos serão levados para Barcelona, incluindo os intermediários e os de chuva extrema. Cada composto é novo para este ano, com construções inteiramente novas também. O objetivo para todos estes pneus, compartilhado com a Federação Internacional de Automobilismo e as equipes, é entregar maiores níveis de performance com baixo nível de degradação, permitindo aos pilotos acelerar com tudo durante todas as fases da corrida.

| QUANTOS COMPOSTOS E QUAIS?

Haverá, ao todo, 810 jogos de pneus de 2017 requisitados pelas equipes em Barcelona. Confira a alocação de cada tipo de composto abaixo:

• Duro: 23 jogos

• Médio: 263

• Macio: 287

• Supermacio: 75

• Ultramacio: 51

• Intermediário: 67

• Chuva extrema: 45

| OPÇÕES DE BACKUP

Os testes na Espanha também permitirão que os compostos de backup sejam testados. Estes são pneus com construções e compostos iguais aos usados em 2016. A Pirelli os disponibilizou para uso, se necessário, no caso de as cargas reais de pressão aerodinâmica e desempenho sejam menores do que o previsto. As equipes solicitaram 70 jogos desses pneus de reserva para testar.

| PIRELLI COMO PATROCINADORA PRINCIPAL

Os primeiros passos da Fórmula 1 em Montmelò também oferecem uma oportunidade perfeita para anúncios. A Pirelli será a patrocinadora que dará o nome ao Grande Prêmio da Espanha, que será realizado entre 12 e 14 de maio. Este é a primeira das três etapas em que a fabricante italiana será a patrocinadora principal, seguida pela Hungria, no final de julho, e a Bélgica, em agosto.

Fonte: pirelli.com/test-pre-season-barcelona-2017

Rubens Gomes Passos Netto

“Netto”, popularmente conhecido entre os imigrantes Guaxupeanos que tocam a zueira no pequeno município de São Paulo, gosta de comprar livros e outras bugigangas que orbitam o universo da Fórmula 1, já semeava a discórdia ao aceitar o rótulo de “nerd”, quando em terras tropicais, tal rotulo era algo, um tanto quanto pejorativo aos descendentes de primatas residentes nas regiões montanhosas produtoras de café, o que julgava ser maravilhoso, ainda mais sendo um apaixonado pela Fórmula 1, fã da McLaren por paixão e pela Ferrari por criação, já que nasceu em uma família descente de italianos produtores de café e não fabricantes de macarrão, na sua pacata opinião a melhor temporada foi a 2008, já que por um infortúnio reprodutivo de seus pais não conseguiu assistir a temporada de 1986, admira e muito o Emerson Fittipaldi, tem como o carro dos sonhos o McLaren MP4/4 e sonha em um dia ou noite pilotar em Spa e provar que as teorias que não levam a humanidade a lugar algum dos quais ele defende são mais úteis que um relógio digital, salvo se for para comer um pastel de camarão acompanhado de um chopp escuro.