OsKarteiro: 04ª Etapa da temporada 2019 – Master – KAS – Kartódromo Ayrton Senna

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Fala, pilotinhas e pilotinhos!

Para variar o Light aqui foi bem mais lento que a Master dessa vez e o texto demorou para sair, mas mesmo com o tempo alto, a gente completa a prova e aqui está o texto!

Dessa vez a etapa já começou especial, a maior etapa da história e no lugar que respira história! Quase 60 pilotos divididos em 3 baterias, com a Light dividida em duas baterias, e essa história você pode ler aqui, como foi muito bem contada pelo Cássio)

A etapa de Interlagos já começou com essa áurea diferente pelo tamanho e com a Master correndo primeiro, tiveram o privilégio de ver a corrida bate-bate da Light tranquilamente depois, mas não quer dizer que eles estavam tranquilos.

As etapas da Master esse ano parecem que vem seguindo um certo script e algumas coisas se repetem etapa a etapa.

A classificação foi apertada e a diferença entre o primeiro e o sétimo era de 1 segundo, entre Zambon que foi o pole e Júnior que foi o segundo foi de 0.006! Já era uma dica do que pega que viria a seguir… A classificação dos 5 primeiros foi a seguinte:

1 – Antônio Zambon – 01:08.220

2 – Júnior Fidelis – 01:08.226

3 – Caio Terra – 01:08.461

4 – Flávio Chaves – 01:08.544

5 – Leopoldo Rabelo – 01:08.891

A corrida começou boa e com belas disputas, mas os entreveros de sempre apareceram ao seu tempo, como eu disse….

Disputando as primeiras posições os sempre presentes Júnior Fidelis, Caio Terra e Flávio Chaves. Zambon largou bem, mas escapou um pouco no fim da primeira volta e Caio, que saiu bem e pulou para a segunda posição, fez seu movimento já clássico de ultrapassagem: Quando está atrás ultrapassa de qualquer jeito e assim que consegue a posição faz sinal para empurrar. Estamos de olho, sr. Terra! (N.E: Esse comentário não é meu)

A primeira volta contou com uma disputa apertada entre o Tio Léo, que largou bem e pulou pra terceira posição, passando o Júnior e o Flávio, mas que não deram tempo para ele respirar e na segunda volta já recuperaram suas posições, mas com tio Léo acompanhando de perto o trio que se formou e seguiu essa pegada por um bom tempo: Caio – Júnior – Flávio – Tio Léo.

Flávio apesar de colado, foi se mantendo a distância segura para deixar a disputa entre os dois da frente e se aproveitar do momento certo, o que não demorou a acontecer e conseguiu a posição do Júnior. Essa disputa se seguiu por várias voltas, os três primeiros andando junto e tio Léo acompanhando de camarote. Na próxima corrida vou ver se tem ingresso sobrando para ver a corrida dessa posição.

Tio Léo se manteve por aí até perder tempo saindo da confusão dos pilotos da frente mas acabou se envolvendo em um lance polêmico já na última volta com Rodrigão e que baixou o espírito do PPT no Tio: era tanto gesto que deveria levar multa por pilotar com uma mão praticamente uma volta inteira. Já havia perdido a posição para o Thiago Meira e depois da confusão perdeu para o Rodrigão e Levi, caindo para sétima posição e assim ficou até o final. Fez uma bela prova, muito consistente.

E aí vem algo que eu poderia ir em qualquer texto da Master desde…desde…desde bastante tempo atrás e copiar o trecho onde Caio e Flávio se estranham dentro e fora da pista. O bom e velho “você fechou, você que botou por dentro forçando” e a discussão que poderíamos escrever linhas e mais linhas e ninguém chegaria num consenso. Dessa vez a discussão contou até com a participação especial de um certo coach no fim da corrida.

Se aproveitando da confusão rotineira, Júnior pulou para ponta e assim foi até o fim, garantindo a primeira vitória no campeonato e abrindo 3 pontos do segundo colocado na tabela Filipe Paro (Que infelizmente não participou dessa etapa) e 6 pontos do Caio. Júnior vem constante e fez uma escadinha: terceiro em fevereiro, segundo em março e primeiro em abril. Vamos ver se vai segurar o resultado daqui para a frente, não é bicampeão à toa.

O sorriso sereno de quem já estava pensando na cerveja pós-corrida garantida pela Lina

Caio, apesar da confusão, fez uma corrida muito sólida, vem sendo constante e está virando figura carimbada no pódio, ainda batendo na trave do seu objetivo do primeiro lugar, mas com a confusão e Flávio tomando advertência, Caio garantiu o segundo lugar e a terceira posição na tabela, somente há três pontos do Paro e seis do líder.

Foi até de barba feita achando que ia sair bem no topo do pódio

Flávio tomou punição e apesar de apresentar sempre ótima performance, ainda não está conseguindo capitalizar o que poderia, ficou na sexta posição e ocupa na tabela do campeonato só a nona posição. Ainda tem muito campeonato pela frente.

Thiago Meira fez uma corrida de respeito, veio buscando e saindo do fundo conseguiu belas ultrapassagens e subiu até o pelotão da frente, evitando as confusões que se sucederam e aproveitando das advertências, garantiu um terceiro lugar, depois de azares em etapas anteriores dessa vez o pódio veio. Garantiu também a melhor volta com o tempo de 01:07.981.

Junto com Meira crescendo na pista veio na cola Francisco Levi, que segue na sua sina de altos e baixos, ano passado começando fortíssimo e caindo ao longo do campeonato e esse ano que vem de resultados não muito expressivos, mas o Homem do Saco mostrou que tem bala na agulha e que é rápido sim, garantiu o quarto lugar e já ganha aquele animo extra pra próxima etapa.

O campeão da Master, Rodrigo Silva, vem de bons resultados e sempre é um piloto para se ficar esperto, mas acabou se envolvendo em confusão com Tio Léo e apesar de na pista chegar bem, com a punição foi para o sétimo lugar, mas segue na luta no campeonato e está em quarto lugar, apenas um ponto atrás do Caio e sete do líder. Está na briga.

Em oitavo lugar e nono lugares vem Márcio Kuwakino e Cassio Machado, respectivamente, ambos vem tendo uma difícil temporada e os resultados não estão aparecendo, dois pilotos constantes mas que ainda está faltando aquela sorte de pegar um kart um pouco melhor e se livrar das confusões, seguem juntos também na tabela, empatados em 13º e 14º lugares, ou se recuperam ou vão começar a se preocupar com o movimento lateral para a Light.

Em décimo vem Rodrigo Vilela, que apesar do alto nível também não está convertendo isso em pontos, apesar de uma boa disputa com o André Francisco e fugindo de pilotinhos que rodam sozinho (Mais para a frente, calma), garantiu uns pontinhos e segue em 11º no campeonato

Seguindo de perto vem André Francisco, o campeão da Light está sentindo na pele a dificuldade de correr na Master, junto com a complicação de ter faltado na primeira prova do ano e com resultados não favoráveis, é o último classificado antes da linha de corte, será que quer ser campeão de novo?

Ricardo garantiu a décima segunda posição no final da etapa, corria bem e vinha constante até… Bom, vamos dizer que a aerodinâmica do kart dele era mais fina e bateu um vento mais forte na curva, acabou desestabilizando o kart (nada a ver com o piloto, imagina) e rodou sozinho. Já tinha se complicado por ter mudado de kart após fechamento dos boxes e largou dos boxes. Está bem na classificação e segue na quinta colocação, mas seu companheiro de equipe Tio Léo segue no cangote só há dois pontos e deixou Rodrigo abrir um pouco, que consegue respirar tranquilo, pelo menos até próxima etapa.

“Na última curva você freia aqui e começa a dar pé aqui, não tem como errar, confia em mim…”

Fernando Portella também teve complicações com o kart e após a troca teve que largar dos boxes também, conseguiu chegar no pelotão, teve um pequeno estranhamento com o Fabioca e uma boa disputa com seu companheiro de equipe, Vilela, mas quando chegou no próximo pelotão, acabou tendo que lidar com o Sugano rodando sozinho e sobrou pra ele, perdeu muito tempo e posições. Acabou fazendo uma corrida solitária dali para a frente e converteu o que dava de pontos. Segue em oitavo na classificação, empatado com Flávio e próximo do Thiago Meira.

Fábio Sugano também é outro que vem sentindo o peso de correr na Master, com resultados ruins é o primeiro na zona de movimentação lateral para a Light, da onde acabou de sair, vinha andando junto com outros pilotos mas foi outro que sentiu o mesmo vento estranho que atrapalhou o Ricardo e acabou rodando no mesmo ponto. Chegou em décimo quarto.

Fábio Prado é o terceiro da lista de movidos lateralmente para a Master que não está rendendo o que sabe correr, não tendo bons resultados, garantiu apenas a décima quinta posição e, junto com uma falta e azares em outras corridas, é apenas o décimo sétimo na tabela, também na zona de risco.

Fábio Ramiro vem em uma temporada complicada e os resultados demonstram isso, apesar de ser um piloto calmo e que evita problemas, as posições não refletem o piloto, conseguiu a décima sexta posição e na tabela está em décimo oitavo.

Antônio Zambon garantiu a pole e saiu muito bem, mas ao longo da prova teve problemas no kart, problemas com lastro que saiu voando em uma curva e por isso teve sua corrida toda comprometida, já que o lastro voador pegou na mangueira de combustível, acabou terminando em último.

O resultado então foi:

1 – Júnior Fidelis

2 – Caio Terra

3 – Thiago Meira

4 – Francisco Levi

5 – Leopoldo Rabelo

6 – Flávio Chaves

7 – Rodrigo Silva

8 – Márcio Kuwakino

9 – Cássio Machado

10 – Rodrigo Vilela

11 – André Francisco

12 – Ricardo Coelho

13 – Fernando Portella

14 – Fabio Sugano

15 – Fábio Prado

16 – Fábio Ramiro

17 – Antônio Zambon

O pug já tem mais primeiro lugar que o Caio
Etapa lendária – OKM e OKL

O campeonato da Master está apertado e cada etapa da gosto de assistir, disputas sempre apertadas e corridas em alto nível, a próxima prova é em uma pista que já foi responsável por disputas memoráveis e promete muito, pilotos querendo diminuir diferença, garantir pódio, recuperar pontos perdidos e saindo da zona de perigo, tem tudo para ser uma grande etapa!

Nas equipes a Ferrault ainda vem garantindo a primeira posição, mas com uma diferença pequena para a segunda colocada, RedBurros, que passou a ZebraLaren e agora está a apenas 6 pontos da líder, será que Paulínia vai alterar essa liderança? Ruimlliams vem colada na ZebraLaren com apenas dois pontos atrás, e na lanterna vem a Ferradis. Tudo ainda está aberto e tem muito campeonato pela frente, tudo pode acontecer!

lllll Entrevistas:

Júnior Fidelis

Caio Terra

Flávio Chaves

Onboards:

André Francisco

Leopoldo Rabelo

Fernando Portella

Thiago Meira (que não sabe que estamos em 2019)

Fábio Sugano

lllll Fonte: OsKarteiro.com.br/Etapa-Interlagos-Abr-2019

lllll Calendário Google

Subscribe to
BPCast

Or subscribe with your favorite app by using the address below

Rafael Celloni

Farmacêutico, geek, cozinheiro mal sucedido e metaleiro que curte sertanejo, pagode e funk sem problemas.