Café com Deborah – O que foi visto no GP da França

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

lll Mercedes

Foram oito provas até o Grande Prêmio da França, todas vencidas pela Mercedes até o momento, com seis vitórias de Lewis Hamilton, contra duas de Valtteri Bottas.

Fica difícil de falar sobre a equipe no atual momento, pois vemos fãs da categoria bravos com a hegemonia da Mercedes e com mais possibilidade de mais um título para o britânico. Estes mesmos fãs se esquecem da temporada de 1988, disputada por Ayrton Senna e Alain Prost, em um sistema de pontuação diferente, mas dominado pela era McLaren-Honda.

Bottas foi bem durante o final de semana, mas Hamilton conseguiu virar duas boas voltas na classificação, garantindo assim a pole. No domingo a prova do #44, foi como um passeio no parque; e o que podemos pensar a respeito disso é a diferença em que ele coloca em seus rivais, fazendo uma boa combinação de homem e máquina.

Agora o desafio da equipe, migra para a Áustria, onde o medo da temporada passada ressurge, pois em 2018, nenhum dos dois piloto terminou a prova.

lll Ferrari

Enquanto a Mercedes nada de braçada, a Ferrari parece estar em águas um pouco mais agitadas. Sebastian Vettel foi superado pelo companheiro em marcas estabelecidas por todo o final de semana, mas a sua confiabilidade estava atrelada ao desconforto que sentia com o próprio carro.

Charles Leclerc reagiu de forma melhor e chegou a disputar espaço com Bottas na última volta da prova, pois já vinha de uma iminente aproximação. Se estamos falando em pódios, vale ressaltar que este é o terceiro do monegasco, apenas um atrás do companheiro de equipe.

lll Renault

Vale pular o mais rápido possível, para o verdadeiro lance da corrida e que ficou de fora da transmissão no momento em que ocorreu. Recomendo que escutem o #BPCast para saber mais a respeito desta discussão.

Daniel Ricciardo realizou uma corrida diferente dos demais pilotos, a suas tentativas de ultrapassagem foram no mínimo audaciosas. No entanto os comissários de pista decidiram interferir na brincadeira e puniram o australiano com duas punições dois acríssimos de cinco segundos; o que levou o piloto para a décima primeira posição.

O movimento já foi repetido e assistido várias vezes, mas com o passar do tempo esse tipo de punição é mais triste para o esporte e para todo o conjunto.

A equipe francesa segue disputando a quarta posição do campeonato de construtores, com a McLaren.

lll McLaren

A McLaren vem crescendo, bem como, os pilotos desta equipe. O que aconteceu com Lando Norris, foi uma fatalidade; o problema hidráulico no carro do britânico trouxa uma aflição e pelo final de semana que a todos eles estavam vivendo, me parecia injusto aquilo acontecer.

Logo atrás de Mercedes, Ferrari e Red Bull, vinha a McLaren, fazendo jus a sua posição no campeonato de construtores como quarta força. Carlos Sainz cresceu na largada e conseguiu passar para a sexta posição, ficando a frente do próprio companheiro. O ritmo do foi bom e se comparado com a Red Bull principalmente na classificação, o carro estava bom nas retas, mas perdia no trechos sinuoso, diferente da equipe austríaca.

Desta forma, seguimos acompanhando a disputa do meio de pelotão, que está sim, não está nada definida.

Assinar

BPCast

Ou assine com seu app favorito usando o endereço abaixo

 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.