Café com Deborah – O que foi visto no GP da França

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

lll Mercedes

Foram oito provas até o Grande Prêmio da França, todas vencidas pela Mercedes até o momento, com seis vitórias de Lewis Hamilton, contra duas de Valtteri Bottas.

Fica difícil de falar sobre a equipe no atual momento, pois vemos fãs da categoria bravos com a hegemonia da Mercedes e com mais possibilidade de mais um título para o britânico. Estes mesmos fãs se esquecem da temporada de 1988, disputada por Ayrton Senna e Alain Prost, em um sistema de pontuação diferente, mas dominado pela era McLaren-Honda.

Bottas foi bem durante o final de semana, mas Hamilton conseguiu virar duas boas voltas na classificação, garantindo assim a pole. No domingo a prova do #44, foi como um passeio no parque; e o que podemos pensar a respeito disso é a diferença em que ele coloca em seus rivais, fazendo uma boa combinação de homem e máquina.

Agora o desafio da equipe, migra para a Áustria, onde o medo da temporada passada ressurge, pois em 2018, nenhum dos dois piloto terminou a prova.

lll Ferrari

Enquanto a Mercedes nada de braçada, a Ferrari parece estar em águas um pouco mais agitadas. Sebastian Vettel foi superado pelo companheiro em marcas estabelecidas por todo o final de semana, mas a sua confiabilidade estava atrelada ao desconforto que sentia com o próprio carro.

Charles Leclerc reagiu de forma melhor e chegou a disputar espaço com Bottas na última volta da prova, pois já vinha de uma iminente aproximação. Se estamos falando em pódios, vale ressaltar que este é o terceiro do monegasco, apenas um atrás do companheiro de equipe.

lll Renault

Vale pular o mais rápido possível, para o verdadeiro lance da corrida e que ficou de fora da transmissão no momento em que ocorreu. Recomendo que escutem o #BPCast para saber mais a respeito desta discussão.

Daniel Ricciardo realizou uma corrida diferente dos demais pilotos, a suas tentativas de ultrapassagem foram no mínimo audaciosas. No entanto os comissários de pista decidiram interferir na brincadeira e puniram o australiano com duas punições dois acríssimos de cinco segundos; o que levou o piloto para a décima primeira posição.

O movimento já foi repetido e assistido várias vezes, mas com o passar do tempo esse tipo de punição é mais triste para o esporte e para todo o conjunto.

A equipe francesa segue disputando a quarta posição do campeonato de construtores, com a McLaren.

lll McLaren

A McLaren vem crescendo, bem como, os pilotos desta equipe. O que aconteceu com Lando Norris, foi uma fatalidade; o problema hidráulico no carro do britânico trouxa uma aflição e pelo final de semana que a todos eles estavam vivendo, me parecia injusto aquilo acontecer.

Logo atrás de Mercedes, Ferrari e Red Bull, vinha a McLaren, fazendo jus a sua posição no campeonato de construtores como quarta força. Carlos Sainz cresceu na largada e conseguiu passar para a sexta posição, ficando a frente do próprio companheiro. O ritmo do foi bom e se comparado com a Red Bull principalmente na classificação, o carro estava bom nas retas, mas perdia no trechos sinuoso, diferente da equipe austríaca.

Desta forma, seguimos acompanhando a disputa do meio de pelotão, que está sim, não está nada definida.

Subscribe to
BPCast

Or subscribe with your favorite app by using the address below

 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!