Nikita Mazepin liderou o segundo e último dia de testes em Barcelona com a Mercedes

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Assim como Valterri Bottas na terça-feira, a Mercedes liderou o último dia de testes da Fórmula 1 em Barcelona, realizados nesta quarta (15). Nikita Mazepin da F2, liderou a sessão com 1:15:775, com os compostos C5 (faixa vermelha). O russo somou a maior quilometragem, completando 128 giros.

Mazepin cometeu um erro no final da manhã, quando encalhou o carro na brita na curva 12, causando a terceira bandeira vermelha do dia, mas conseguiu retornou a tarde para a pista, dando sequência as suas atividades.

Alexander Albon pela Toro Rosso, ficou com a segunda posição ao anotar 1:17:079, com os C4 (faixa vermelha). O tailandês foi o responsável pela sessão encerrar nove minutos mais cedo, pois provocou uma bandeira vermelha quando parou na curva 10 e sem tempo hábil, o segundo dia de testes não pode ser reestabelecido.

Antes de Albon fechar a volta, a Ferrari detinha a segunda posição, com Antonio Fuoco, piloto da academia Ferrari. O italiano foi empurrado para a terceira posição com 1:17:284, utilizando os C4.

Charles Leclerc que realizou testes para a Pirelli com os compostos da próxima temporada, teoricamente ficou com a quarta posição, anotando 1:17:349. Não existiu a possibilidade de identificar a goma utilizada.

Após uma terça-feira com problemas por conta da batida de Callum Ilot, Kimi Raikkonen quebrou a barreira das 100 voltas e fechou o seu melhor tempo, com os C5.

Jack Aitken substituiu Nico Hulkenberg na sessão de quarta e novamente a equipe ficou com a quilometragem baixa, mas deram prioridade para o teste de peças em desenvolvimento. Desta forma Aitken foi o sexto colocado.

Na Haas Kevin Magnussen foi o responsável por dar continuidade aos testes realizados com o novo pacote aerodinâmico instalado para a prova na Espanha. O dinamarquês ficou com a sétima posição à frente de Nick Yelloly que guiou o carro da Racing Point mais uma vez.

Além de Mazepin, Nicholas Latifi (9º) com a Williams, foi o responsável por provocar mais uma bandeira vermelha durante a manhã, ao ficar parado na saída do pit-lane. Dan Ticketum logo em seguida com a Red Bull estacionou na curva 10 e foi mais um com quilometragem baixa, completando 79 giros.

A McLaren dividiu a simulação com Oliver Turvey e Sergio Sette Câmara, com o primeiro completando 52 voltas, contra 19 do brasileiro. Câmara encerrou a sua atividade após a equipe confirmar 30 minutos depois que não retornaria para a atividade. Desta forma o time ocupou a última posição na tabela de tempos.

Atividade Geral dos dois dias:

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.