Nico Rosberg, você não consegue ser Lewis Hamilton!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Já parou pra pensar como Nico Rosberg e Lewis Hamilton tem estilos completamente diferentes? E já parou pra pensar que Nico Rosberg já percebeu que Lewis Hamilton com seu estilo sempre se sobresai? Pois é, por isso eu acredito que Rosberg está tentando ter esse estilo do Hamilton, mas definitivamente não só não consegue, como está se prejudicando com isso.

Vamos voltar no tempo, mais precisamente no Grande Prêmio da Bélgica de 2014. Quando Rosberg tentou ultrapassar Hamilton por fora. Particularmente me pareceu mais um incidente de corrida. Porém não é o tipo de manobra que o Rosberg está acostumado a fazer, ainda mais pra cima do Hamilton. Aqui Rosberg até que se deu bem no final chegando em segundo lugar e Hamilton abandonado graças ao pneu furado. Mas Hamilton mostrou na pista quem manda a partir do Grande Prêmio da Itália.

Eu cheguei a comentar no Podcast 107% #52 sobre o estilo do Hamilton. De um lado temos o “aceitável” e do outro lado o “inaceitável”. O Hamilton consegue fazer manobras que vão exatamente na linha divisória entre os dois. Ou seja, o Hamilton vai no limite do duvidoso, o que deixa seus colegas pilotos, comissários e nós fãs com um elefante atrás da orelha.

Já Rosberg não consegue fazer isso. Em 2015 eu não consigo me lembrar de alguma situação assim. Mas nesta temporada de 2016 temos três situações para comentar:

No Grande Prêmio da Espanha de 2016 Rosberg tentou fechar a porta de um jeito que caso ambos não tivessem abandonado, muito provavelmente teria tomado uma punição, ja que não deu espaço algum a Hamilton. Neste caso a culpa não foi 100% de Rosberg, uma vez que quando a asa dianteira de Hamilton parelhou com a asa traseira de Rosberg, Hamilton estava com a roda direita quase na linha branca, ou seja, sem espaço algum para tentar algo diferente. Sim, Hamilton teve sua parcela de culpa, ja que antes de ele chegar na linha branca, teve tempo de pensar em recuar e tentar nas próximas curvas, ou tentar passar por fora (Hamilton teria o cacoete para isso). Só que eu acho que ele não tentou por um único motivo: Hamilton nunca achou que Rosberg seria tão agressivo a esse ponto, de não dar espaço suficiente. O resultado final nós ja sabemos.

No Grande Prêmio do Canadá de 2016 Hamilton e Rosberg se tocaram na primeira curva. Ai vemos como Hamilton vai no limite do duvidoso. Alguns dizem que Hamilton foi sujo. Outros dizem que foi incidente de corrida, ja que não haveria como os dois passarem por ali juntos. Percebem como ficamos como opiniões bem divididas? E o que aconteceu nesta primeira curva não é a primeira vez que vemos algo parecido em toda a carreira do Hamilton na Formula 1, e muito menos desde 2014 contra o Rosberg.

No Grande Prêmio da Áustria de 2016 Rosberg foi ridículo. Hamilton tentou passar por fora. Mas Rosberg tinha sim a preferencia da curva. Rosberg alegou que ele tinha o traçado ideal da curva. Tem certeza, Rosberg? Os pneus Pirelli não deixam mais aquele tapete de borracha no trilho ideal como era na época dos Bridgestone e Michelin, mas não precisa ser gênio para saber onde é o trilho para a tangência correta da curva. Rosberg foi onde não precisava ir para defender sua liderança. Hamilton já estava em uma linha desfavorável para tudo, ponto de freada, tangência e reaceleração.

O que eu quero dizer com tudo isso é que Rosberg não nasceu para ser um piloto agressivo como Hamilton. Pode até ser que em alguns momentos da carreira Rosberg teve esse estilo. Mas definitivamente isso não funciona contra Hamilton. Não há como comparar Hamilton com Senna, mas será que só pra mim que vem à cabeça uma característica do Senna no Hamilton? Você sabe do que eu estou falando? Daquilo que muitos falam: “Senna deixava para o outro piloto decidir se iriam bater ou não”.

Após o início maravilhoso da temporada 2016 de Nico Rosberg, com dez etapas completadas a diferença entre ele e Lewis Hamilton é de 1 ponto. É Nico Rosberg… você não consegue ser Lewis Hamilton!

Agradecimento: Muito obrigado Pezzolo,da Pezzolo TV, por cedes os vídeos.
Nota: Esta coluna reflete a opinião do autor. E os vídeos do Pezzolo foram usados apenas para ilustrar os fatos. Não confundam as opiniões do autor com as opiniões do Pezzolo.

* Este texto foi escrito originamente para o site Fim Do Grid, durante a temporada 2016 da Formula 1, e estamos republicando com a devida autorização do autor.

Bruno Shinosaki

Hoje eu não sou apenas um fã de Formula 1, eu me considero sim um grande fã de esporte a motor. Sempre acompanhando e tentando aprender mais. No momento, principalmente pelo site/canal, tenho focado muito em Formula 1, Moto3, Moto2, MotoGP, Superbike, IndyCar e Formula E. Mas sempre atento também a Nascar, StockCar, DTM e outras categorias.