Nesinho Piquet que trazer a Fórmula E para o Brasil e busca transformar o circuito olímpico em Jacarepaguá

Sharing is caring!

A Fórmula E tem o desejo de vir para o Brasil e olha o Rio de Janeiro como uma boa oportunidade para trazer a competição de carros elétricos, muitas pessoas falam que é questão de tempo para o acordo ser fechado e um nome importante dentro do automobilismo toma o protagonismo: Nelsinho Piquet, primeiro campeão da FE, ex-piloto da Fórmula 1 e nome de peso na Stock Car, tem um plano ambicioso.

O filho de Nelson Piquet, está com um projeto que quer ir além da FE, segundo o piloto a ideia é fazer uma pista de rua que possa abrigar além do campeonato de monopostos, outras categorias como Stock, Porsche Cup e quem sabe mais para frente a IndyCar.

Em conversa com a Motorsport.com, Piquet Jr revelou que pretende transformar o complexo em um novo Jacarepaguá, circuito que levava o nome de seu pai e recebeu a Fórmula 1 por dez vezes, 1978 – 1981 a 1989), mas tudo depende das negociações com a categoria.

“A primeira vez que o trabalho está sendo feito direito é agora. Um grupo de empresários chegou até mim querendo fazer e eu falei que tudo bem, mas vamos fazer direito. Dinheiro, para ser bem honesto, não é o mais difícil. O mais difícil realmente é ter o aval para que todos apoiem. A categoria veio e aprovou o local, no Parque Olímpico. Com isso, eles mandam todas as mudanças que temos que fazer, mas é o local adequado. No resto da cidade, não dá” – disse o Nesinho.

“Lá, eu vou ter a concessão da pista, que vai ser minha. E eu quero ter vários tipos de corrida: levar a Porsche, a Stock Car… E a Indy já entrou em contato comigo, louca para fazer uma corrida no Brasil. Mas vamos com calma”, ponderou Piquet.

“A pista não vai poder ser idêntica e teremos mudanças para cada categoria, mas Stock, Porsche e Indy é possível. Só que está no início, vou ver todos os contratos direitinho. São detalhes que vão acontecer nas próximas semanas e ainda não me dão a certeza de ter todas”.

O autódromo de Jacarepaguá foi demolido em 2012 para abrigar os complexos das Olimpíadas de 2016, Piquet Jr deve ser o promotor do novo circuito.

“O contrato está na minha mão e, como promotor, provavelmente vou ter que pegar uma empresa para fazer a parte de ingresso, montar a arquibancada e todas essas coisas, que eu não tenho a experiência para fazer. A F-E vai mandar o projeto da pista de volta com as mudanças. Uma vez que isso chegar, a gente vai ter que fazer o cálculo daquilo que vai ser mudado. E o terreno do Parque Olímpico não é só do governo”, ponderou Piquet.

“Tem parte que é da Aeronáutica e o terreno é divido em três áreas, então não é só chegar e fazer mudanças. A gente vai ter que ir em diferentes órgãos para ter o aval de todo mundo. E tem o Rock In Rio, então isso é algo que tem de ser alinhado, para não atrapalhar o evento deles. Mas em termos de calendário, não há problema. Uma vez que estiver tudo ok, a gente vai aos ‘finalmentes’ para assinar realmente o contrato de trazer a prova para cá”, completou.

A Fórmula E tem apenas o Chile como representante na América do Sul para a temporada de 2019/20, já existiram outros episódios onde a categoria tentou chegar ao Brasil, mas não foram obtidos resultados.

lll Assine: Apple Podcasts | Android | E-mail | Google Podcasts | Stitcher | Spotify| RSS | More

lll CONTATO

l Escreva para nós: contato@boletimdopaddock.com.br

l Nossas Redes Sociais: Twitter | Facebook | Instagram | Youtube

lll Feed do Boletim do Paddock: Feeds.Feedburner.com/DiznoBoletimque

Or subscribe with your favorite app by using the address below

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

shares
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com