ColunistasDestaquesFórmula 2Post

Iwasa surpreende em classificação da F2 e conquista a pole na Hungria

Após Armstrong liderar uma boa parte da atividade, Iwasa conseguiu encaixar um bom tempo e faturou a pole no Hungaroring

A Fórmula 2 está neste fim de semana na Hungria para a disputa da 10ª etapa. Nesta sexta-feira (29) os competidores se reuniram para realizar a classificação e definir o grid de largada.

A sessão foi bem movimentada, com os pilotos disputando a pole de forma intensa durante os 30 minutos de atividade. Marcus Armstrong quase ficou com a primeira posição, mas foi Ayumu Iwasa que surpreendeu a todos com o seu desempenho. O piloto da Dams foi o único que conseguiu uma volta na casa de 1m27s930.

Iwasa conquistou a sua primeira vitória na França durante a Corrida Principal. O piloto que estava buscando a sua primeira pole na categoria, quase conseguiu esse feito no circuito de Paul Ricard, mas na ocasião foi surpreendido por Logan Sargeant. O japonês então apareceu com toda a garra no Hungaroring, tinha um ritmo forte e não se intimidou. Iwasa até cometeu um erro no começo da classificação, mas conseguiu estabelecer o melhor tempo na pista.

No domingo, o piloto da Dams dividirá a primeira fila com Marcus Armstrong que precisou se contentar com o segundo lugar. Felipe Drugovich foi o terceiro colocado, seguido por Théo Pourchaire. Os três primeiros colocados do campeonato estão bem próximos na Hungria, pois Logan Sargeant conquistou a quinta posição.

Enzo Fittipaldi conquistou o nono lugar, mas na prova Sprint dividirá a primeira fila com Jack Doohan.

Saiba como foi a Classificação da Fórmula 2 no Hungaroring

O TL1 realizado pela manhã contou com a liderança de Jack Doohan, após o piloto da Virtuosi superar Ayumu Iwasa no detalhe. O piloto japonês conquistou a sua primeira vitória da Fórmula 2 na França.

Assim que a sessão começou os primeiros tempos eram registrados na casa de 1m55s, mas algumas voltas passavam dos dois minutos. Os pilotos trabalhavam para atingir a melhor temperatura dos pneus, antes de abrir as suas voltas rápidas.

Não demorou muito para a disputa começar, Marcus Armstrong surgiu na liderança ao registrar 1m29s228, seguido por Doohan que obteve 1m29s355. Iwasa apareceu fritando os pneus, para obter apenas 1m30s066 com os seus compostos macios e ser o sétimo colocado.

Após uma sequência de voltas rápidas, Vesti superou Armstrong registrando 1m28s850, seguido de perto por Pourchaire que obteve 1m28s883. Felipe Drugovich ficou momentaneamente na oitava posição, seguido por Enzo Fittipaldi.

Os pilotos permaneceram um pouco mais de tempo na pista antes se partir para os boxes e substituir os pneus. Drugovich concluiu a sua volta na segunda posição, separado por 0s021 de Vesti, enquanto Pourchaire estava à 0s033 do líder.

Neste momento da sessão as posições tinham mudado um pouco, desta forma os dez primeiros eram: Vesti, Drugovich, Pourchaire, Vips, Armstrong, Lawson, Sargeant, Doohan, Daruvala e Verschoor. Fittipaldi estava fora do top-10, mas ocupava a décima primeira posição. Pourchaire até teve uma volta deletada, mas como não foi a sua última tentativa, o piloto não perdeu a terceira posição.

Quando restavam doze minutos para o encerramento da sessão, Caldwell anotou 1m28s803 com o carro da Campos, enquanto os outros pilotos estavam sendo devolvidos para a pista, para uma nova sequência de voltas rápidas.

A temperatura na pista tinha caído cerca de 10°C, comparando com o TL2 da Fórmula 1, onde os 50°C era aferido no traçado, dificultando ainda mais o aquecimento dos pneus.

Quando os pilotos abriram as suas voltas, mostraram que estavam muito fortes no traçado, então Caldwell começou a despencar na tabela de tempos. Armstrong surgiu na ponta com 1m28s311, acompanhado por Pourchaire que anotou 1m28s367, seguido por Sargeant que tinha 1m28s381. Drugovich apareceu na quarta posição com 1m28s450. Fittipaldi era o nono colocado com o carro da Charouz, separado por 0s375 do líder. A sessão se mostrava muito equilibrada e era bem disputada.

Nos últimos quatro minutos de atividade os pilotos ainda brigavam para melhorar os seus tempos. Drugovich obteve 1m28s340, não superando Armstrong por apenas 0s028.

Iwasa ainda tinha uma surpresa guardada para o final, o piloto da Dams encaixou 1m27s930, fazendo o primeiro e o terceiro setor roxos. O piloto japonês foi o único a conseguir uma volta na casa de 1m27s, superando Armstrong em 0s381.

A pole conquistada por Iwasa vale para a corrida principal que será disputada no domingo, enquanto na prova Sprint o piloto da Dams sairá do 10º lugar. Felipe Drugovich conquistou a terceira posição, ficando logo atrás de Armstrong. O brasileiro que guia pela MP Motorsport dividirá a segunda fila com Pourchaire.

Por conta do grid invertido Doohan adotado para a corrida sprint do sábado, terá o direito de começar a prova da primeira posição, dividindo a primeira fila com Fittipaldi.

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Adblock detectado

O BP É UM PORTAL INDEPENDENTE E OS ANÚNCIOS AJUDAM NA NOSSA MANUTENÇÃO, SE POSSÍVEL DESABILITE O SEU BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS!!!