GP EUA - Raikkonen quebra jejum de vitórias e disputa do título é adiada • BP • Boletim do Paddock

GP EUA – Raikkonen quebra jejum de vitórias e disputa do título é adiada

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Kimi Raikkonen venceu o Grande Prêmio dos Estados Unidos, sua primeira vitória desde o GP da Austrália de 2013 e, para a Ferrari, a primeira conquista no circuito texano.

O primeiro lugar foi mais que merecido para o finlandês, pois Raikkonen arriscou tudo na largada e ultrapassou Hamilton na primeira volta, não deixando espaço para um rebote. Permaneceu na primeira posição até a sua parada nos boxes. O estrategista da Ferrari acreditava em uma segunda parada da Mercedes para Hamilton e decidiu manter o que haviam estabelecido.

Quando Hamilton parou na volta 38, o finlandês retomou a primeira posição e foi acompanhado de Verstappen e Bottas. O terceiro lugar estava garantido para Hamilton já que o seu companheiro não hesitaria em deixa-lo passar mais uma vez durante a prova.

Após a bandeira quadriculada ser sacudida, Raikkonen, Verstappen e Hamilton estavam bem próximos, graças a uma aproximação gradual nas últimas voltas da corrida.

Na antepenúltima volta Hamilton tentou ultrapassar o holandês, mas não obteve sucesso e acabou espalhando. Verstappen aproveitou para confirmar o segundo lugar. Já Vettel, atrás de Bottas, dava o pulo do gato para chegar ao quarto lugar, mas estes estavam a mais de 15 segundos atrás da disputa principal.

Desta forma, encerrou-se o Grande Prêmio dos Estados Unidos, com Vettel conseguindo arrastar a decisão do título para o México.

Hulkenberg e Sainz da Renault ficaram com o sexto e o sétimo lugar, mesmo com o espanhol sendo punido com cinco segundos por ter tido vantagem na primeira volta, ao espalhar na pista e cortar caminho. Ocon se saiu melhor que Pérez conseguindo garantir o oitavo lugar e foi seguido por Magnussen e o mexicano, completando o grid dos dez primeiros.

Emoções

Sebastian Vettel trouxe emoção para a corrida ainda na primeira volta, quando disputou com Ricciardo a posição e depois de um toque, roda com roda no australiano, girou e perdeu posições no grid, tendo que remar todo o pelotão. Naquele instante parecia que Hamilton já faturaria o campeonato nesta corrida. Sem dúvidas o alemão foi muito ousado, mas mesmo assim fez uma boa prova, superando Bottas e garantindo o quarto lugar.

Ricciardo abandonou a prova mais uma vez no ano, com problemas na sua Red Bull. Seu carro acabou apagando na volta 9, na curva 11. O australiano se mostrou decepcionado com o resultado, mas não pôde fazer nada. Seu abandono proporcionou o ganho de posição de Verstappen e deu uma mãozinha a Sebastian Vettel.

Primeira volta

Ainda durante a primeira volta, a lambança estava feita, Alonso foi acertado por Stroll e abandonou a corrida ali mesmo dizendo que era impossível correr com aqueles pilotos. Grosjean acertou Leclerc e prejudicou o desempenho do Monegasco que permaneceu na pista até o momento em que deveria fazer a sua troca de pneus. Há duas corridas que fortes emoções assim não eram vistas na primeira volta e mesmo com todo o espaço na pista, eles não conseguiram evitar ficar próximos.

A Fórmula 1 retorna no dia 26 para a realização do primeiro Treino Livre para o Grande Prêmio do México.

lll Saiba como foi a Corrida

O céu estava aberto, a pista chegava aos 28°C e no ambiente a temperatura estava na casa dos 20°C, com 40% de umidade.

Verstappen, Gasly e Hartley foram punidos e largaram das últimas posições do grid. O holandês estava com os pneus macios, enquanto a dupla da Toro Rosso utilizava os supermacios.

https://twitter.com/F1/status/1054073421053734912

Hamilton jogou o carro para cima de Raikkonen, mas o finlandês conseguia assumir a primeira posição. A bandeira amarela fora acionada na primeira volta, Alonso espalhou e caiu para último, após sofrer um toque com Stoll na dividida de pista. 

Antes do final da última volta, Ricciardo, por fora, tentava ultrapassar o alemão e, roda com roda, Vettel acabava rodando e indo para a décima quarta posição, enquanto o australiano permanecia em quarto. Mais atrás Grosjean se tocava com Leclerc e fazia o piloto da Sauber rodar.

Stroll, Grosjean e Alonso seguiam para os boxes, mas o espanhol abandonou a corrida.

A limpeza na pista ocorria por conta dos toques na primeira volta.

Na quinta volta, Vettel já havia chegado à décima posição. Raikkonen seguia na liderança e a diferença dele para o inglês era quase de dois segundos.

Lance Stroll era punido com Drive Through após ter causado a colisão em Alonso. Já o incidente entre Grosjean e Leclerc ficou para ser investigado após a corrida.

Daniel Ricciardo abandonava a corrida na nona volta, na curva 11, sua Red Bull apagava completamente. A bandeira amarela era acionada no setor 2. Verstappen passava a ser o quarto colocado ganhando a posição do companheiro de equipe. Vettel estava em sétimo.

Na décima primeira volta o virtual Sefety Car era ativado.

Lewis Hamilton se encaminhou para os boxes na décima primeira volta, retornando com os pneus macios na terceira posição.

No giro seguinte, a pista era liberada, a Ferrari apostava em duas paradas da Mercedes por isso a equipe teria antecipado a sua parada. Na volta 14, Bottas dava espaço para o companheiro de equipe ultrapassa-lo e retornava ao terceiro lugar.

Com quinze voltas as posições eram: Raikkonen, Hamilton, Bottas, Verstappen, Vettel, Hulkenberg, Sainz, Ocon, Pérez e Magnussen. O alemão estava a mais de nove segundos atrás de Verstappen e o seu quinto lugar já garantia a conquista do penta de Hamilton nesta corrida.

Pérez no nono lugar tentava chegar em Ocon para ganhar a sua posição. O francês estava a mais de cinco segundos separado de Sainz que estava na sua frente.

Com 20 voltas, Hamilton já estava a menos de um segundo atrás de Raikkonen e o inglês atacava o piloto da Ferrari.

Durante a volta seguinte Sainz era punido por ter ganhado vantagem fora da pista durante a primeira volta. Raikkonen seguia para os boxes e retornava na quinta posição com os pneus macios na volta 22. Bottas passava a ser o segundo, seguido por Verstappen e Vettel.

Verstappen seguia para os boxes na volta 23 e Ocon se dirigia no mesmo giro.

Bottas se tornava o quinto colocado, retornando atrás de Verstappen após parar na volta 24. Vettel saltava para o segundo lugar, mas ainda não havia trocado os seus compostos.

Raikkonen ultrapassou o companheiro de equipe a pedido da própria Ferrari, já que o finlândes estava com os compostos mais novos.

Na volta 27, era a vez de Vettel seguir para os boxes e trocar os supermacios para os macios, retornando para a quinta posição, atrás de Bottas. A diferença do alemão para o finlandês das flechas de prata era de mais de 18 segundos.

Dos 10 primeiros colocados, apenas Magnussen em sexto, Hartley em nono e Ericsson em décimo não haviam realizado nenhuma troca de compostos.

Magnussen e Ericsson seguiam para os boxes na volta 31. O piloto da Haas passou a utilizar os médios se tornando o décimo colocado. Ericsson ficava em décimo quinto com os supermacios.

Charles Leclerc abandonava a corrida na volta 34, o piloto não estava rendendo muito depois do toque na primeira corrida.

Os pneus traseiros de Hamilton apresentavam muitas bolhas e o seu principal adversário era visto dando voltas rápidas, atrás de voltas rápidas. Vettel anotava 1:38:445.  

Hamilton realizava mais uma parada na volta 38 e retornava em quarto na pista. Vettel ficava a três segundos atrás do inglês. Raikkonen assumia o primeiro lugar, seguido por Verstappen e Bottas.

Bottas mais uma vez nesta prova deixava Hamilton passar, duas voltas após a parada do inglês. Hamilton estava a mais de seis segundos atrás de Verstappen.

Hamilton, na volta 46, conseguiu diminuir para dois segundos a diferença que tinha para Verstappen, enquanto Vettel estava a menos de um segundo atrás de Bottas.

Raikkonen, Vestappen e Hamilton estavam muito próximos e faziam as últimas voltas da prova praticamente colados. Bottas estava a mais de 11 segundos atrás da disputa, mas tinha Vettel bem próximo.

Hamilton tentou por dentro e por fora ultrapassar Verstappen na antepenúltima volta da prova. O holandês segurou a ultrapassagem mesmo após cometer um pequeno erro. O inglês, após espalhar na pista, ficava a mais de dois segundos atrás do piloto da Red Bull.

Vettel conseguia ultrapassar Bottas na volta 55 e passava a ser o quarto colocado, ajudando a levar a disputa do campeonato para o México. Raikkonen chegava ao primeiro lugar, seguido por Verstappen e Hamilton.

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.

%d blogueiros gostam disto: