GP do México – Verstappen vence e Hamilton conquista o penta, mas os pneus foram os grandes vilões

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

O Grande Prêmio do México foi vencido por Max Verstappen neste domingo (28), mas Lewis Hamilton mesmo na quarta posição conseguia chegar ao penta-campeonato. O holandês largou melhor que o companheiro de equipe e assumindo a liderança e abrindo vantagem para o segundo colocado que era Lewis Hamilton. O inglês sofreu com problemas nos pneus e não conseguiu tornar a luta pela ponta algo palpável.

A corrida teve seguimento e os problemas com o desempenho dos pneus começou a aparecer, pois a temperatura na pista estava na casa dos 33°C e subindo. Hamilton e Bottas abriram a parada nos boxes e apenas a Red Bull deu a resposta imediata, já que a Ferrari ainda apresentava um bom desenvolvimento dos compostos.

A dupla da Mercedes não encontrou a melhor escolha de pneus para a corrida e dez voltas após a troca, Hamilton já reclamava do desgaste dos compostos. O inglês teve que parar uma segunda vez, mas utilizava compostos ultramacios já desgastados. Bottas realizou três paradas e na última teve os hipermacios instalados.

Vettel respondeu a segunda parada de Hamilton, mas conseguiu colocar ultramacios novos. O alemão retornou à terceira posição e perdeu um pouco de tempo atrás de Daniel Ricciardo, mas voltas depois o australiano abandonaria a prova com problemas no motor. O alemão retomava o segundo lugar, mas não tinha mais tempo para tentar chegar em Verstappen.

https://twitter.com/F1/status/1056669431516938240

Ao término da prova Vettel ocupava o segundo lugar, acompanhado por Raikkonen. Lewis Hamilton conquistava o pentacampeonato, mesmo enfrentando vários problemas durante a corrida. Foi uma grande conquista do inglês e ver Vettel apoiando o rival é uma das melhores cenas. Tivemos um grande campeonato e na próxima temporada pode ser algo muito melhor.

https://twitter.com/F1/status/1056675049611165703

Agora mais aliviados, está três provas vão ser disputadas de forma mais relaxada para eles, tirando toda a pressão dos ombros.

O grid e suas disputas

Leclerc deu mais um show na prova mexicana, disputando espaço na pista com Pérez, assim como Ericsson que não deixou a prova fácil para o mexicano. O monegasco ficou com a sétima posição e sueco em nono.

A Racing Point Force India tinha tudo para ter se saído melhor, mas Pérez teve problemas com os freios e acabou danificando o carro de Hartley em um toque e abandonando a prova.

Alonso travou uma disputa no começo da prova, avançando com Ocon, mas o francês fora ousado tentando se sair melhor que Nico Hulkenberg e acabou com um pedaço da asa dianteira quebrada. Esse pedaço foi parar na parte de baixo do assoalho de Alonso e o espanhol abandonou a prova ainda no início.

Completando os dez primeiros colocados, Hulkenberg era visto em sexto, defendendo a Renault, Vandoorne com a McLaren era o oitavo e Gasly da Toro Rosso o décimo.

A prova agora é no Brasil e os carros retornam para a pista no dia 9 de novembro para a realização do primeiro treino livre.

lll Saiba como foi a Corrida

Antes da liberação da pista para a volta de apresentação a umidade estava na casa dos 54%. Na pista a temperatura estava em 33°C e no ambiente 19°C. Com a temperatura mais alta os pneus tinham mais chance de sofrer com a degradação, principalmente os hipermacios.

https://twitter.com/F1/status/1056625174223687683

Lewis Hamilton colocou o carro pelo meio dos pilotos da Red Bull, tentando ganhar a ponta, mas Verstappen a assumia após se sair melhor na dividida com o inglês. Hamilton passava a ser o segundo, seguido por Ricciardo. Bottas extravasava o limite da pista após um toque roda com roda no alemão e retornava na quinta posição.  Vettel aproveitava para retornar ao quarto lugar, após não tracionar bem na largada.

https://twitter.com/F1/status/1056625668778348547

Hartley e Ocon eram os primeiros a ir aos boxes após um toque na primeira volta.  O francês havia perdido uma parte da sua asa dianteira, quando Hulkenberg tocou com ele e está peça foi parar em baixo do carro de Alonso.

Na terceira volta o holandês já abria mais de 1 segundo de vantagem para o segundo colocado. Vettel estava grudado em Ricciardo, com o DRS ativo partia para a investida de tentar ganhar a posição do australiano.

O espanhol abandonou a corrida na quinta volta, pois a peça do carro de Ocon estava impossibilitando a dirigibilidade. O virtual safety car foi ativo, mas permaneceu apenas uma volta.

https://twitter.com/F1/status/1056627237104041984

Com dez voltas as posições na pista eram: Verstappen, Hamilton, Ricciardo, Vettel, Bottas, Raikkonen, Sainz, Hulkenberg, Leclerc e Ericsson. O inglês já reclamava dos pneus e que a sua Mercedes estava saindo de traseira. Ricciardo havia se aproximado do Hamilton e tentava realizar a ultrapassagem no inglês. Vettel, estava a mais de dois segundos do australiano.

Pérez lutava atrás do de Ericsson para tentar obter o décimo lugar.

Durante a décima segunda volta Hamilton e Bottas seguiam para os boxes e passavam a utilizar os pneus supermacios. O inglês passava a ser o quinto com o finlandês em oitavo. Sainz também fora chamado pela Renault.  

https://twitter.com/F1/status/1056629668605018113

Na volta seguinte era a vez de Ricciardo e Hulkenberg realizarem as suas paradas também apostando na utilização dos pneus de faixa vermelha.

Com a décima segunda volta, Verstappen era mais um dos pilotos a trocar os pneus e o holandês retornava à frente de Hamilton, na terceira posição. Vettel assumia a liderança com Raikkonen em segundo.

Pérez conseguia realizar a ultrapassagem em Ericsson na décima quinta volta, Pérez era o sétimo com Ericsson em oitavo, ambos ainda não haviam trocado os seus pneus.

https://twitter.com/F1/status/1056631030323515394

Raikkonen não pode segurar Hamilton e Ricciardo e na décima sétima volta o os dois ultrapassavam.

Vettel aproveitava para seguir aos boxes, utilizando os supermacios na volta seguinte e pouco depois era a vez de Raikkonen também realizar o pit-stop. O alemão era o quarto colocado com mais de dois segundos a frente de Bottas, e Raikkonen era visto ocupando o sexto lugar. Dos dez primeiros colocados, apenas Pérez (7°) e Magnussen (10°) não havia realizado nenhuma parada  

https://twitter.com/F1/status/1056631625314918400

https://twitter.com/F1/status/1056632052366356483

Com 23 voltas e apenas dez dos pneus de Hamilton, o inglês já reclamava do desempenho dos compostos que já começavam a apresentar bolhas, principalmente os pneus dianteiros. Vettel andava mais rápido que os ponteiros.

Ricciardo também apresentava as mesmas bolhas que o inglês nos seus compostos.

https://twitter.com/F1/status/1056633668352069632

Com 28 voltas até o décimo colocado já estavam a uma volta atrás do líder. Gasly realizava a troca dos pneus e retornava em décimo nono.

Na volta 30 Vettel havia chegado no australiano e tentava realizar a ultrapassagem, estando a menos de um segundo atrás do australiano.

https://twitter.com/F1/status/1056635467607740416

Carlos Sainz abandonava a prova na curva 13 e o safety car virtual era ativo mais uma vez. Pérez aproveitava para seguir aos boxes na volta seguinte, assim como Ocon. Sebastian Vettel ficava impossibilitado de ultrapassar o piloto da Red Bull. A sensibilidade do pneu era visível, os compostos do australiano ficavam mais limpos, enquanto o de Vettel passava a apresentar algumas bolhas.

https://twitter.com/F1/status/1056635879983321090

https://twitter.com/F1/status/1056636905889169408

Durante a 34 volta, Vettel conseguia realizar a ultrapassagem na volta seguinte a saída do SCV, assumindo a terceira posição que era de Ricciardo. Leclerc e Pérez disputavam na pista e a briga valia a oitava posição.

https://twitter.com/F1/status/1056637355724079109

Na volta seguinte o mexicano conseguia realizar a ultrapassagem, um toque acontecia entre eles, mas o monegasco fora justo na disputa e Pérez conseguia seguir.

https://twitter.com/F1/status/1056638055375953922

Vettel conseguia realizar a ultrapassagem na volta 39 em Hamilton e o inglês não conseguia ter reação com o ataque do alemão. O piloto da Ferrari abria mais de dois segundos e meio de vantagem para Hamilton.

Com 41 giros Pérez abandonava a corrida, após um toque com Hartley. O assoalho da Toro Rosso ficava danificada, mas o mexicano teve problemas com os freios e não tinha mais como se manter na pista.

https://twitter.com/F1/status/1056640601922379777

Duas voltas depois o alemão já havia aberto mais de 7 segundos de vantagem para o inglês e Ricciardo se aproximava de Hamilton, pois o australiano estava virando mais rápido que o piloto da Mercedes.

Hamilton começava a sentir vibrações no carro e ele ficava completamente instável.

Ricciardo conseguia realizar a ultrapassagem em Hamilton na volta 48 e o inglês acabava espalhando na pista, após fritar os compostos e sair para fora da pista.

Na volta seguinte Vettel realizava a parada nos boxes e Hamilton vinha logo depois. Ambos utilizavam os compostos ultramacios a diferença que o de Vettel era zero e o do inglês já tinha cinco voltas.

Verstappen na ponta conseguia realizar o pit-stop na volta 50, retornando com os supermacios e se mantendo na liderança. Bottas era o sexto colocado também com os ultramacios já desgastados.

Vettel começava a diminuir a diferença para Ricciardo, realizando a aproximação.

A temperatura na pista estava na casa dos 36°C.

Na volta 58, Vettel havia se aproximado do australiano, mas ambos estavam perto dos retardatários e precisavam ultrapassalos para seguir as suas disputas.

Ricciardo acabava abandonando a prova na volta 62, após o motor da sua Red Bull começar a sair fumaça e Vettel assumia a segunda posição. O Sefety Car virtual era ativo novamente para a remoção do carro do australiano.

https://twitter.com/F1/status/1056646531640631296

https://twitter.com/F1/status/1056647275575947264

Bottas parava pela terceira vez nos boxes e instalava os pneus hipermacios, com três voltas. Na quinta posição o finlandês também tomava uma volta do líder.

Verstappen reduzia a velocidade, já que tinha mais de 13 segundos de vantagem para Vettel que estava na segunda posição.

Verstappen conseguia vencer a prova do México, seguido por Vettel e Raikkonen. Hamilton era apenas o quarto colocado, mas se tornava penta campeão com 358 pontos.  

https://twitter.com/F1/status/1056659843514318849

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.