GP do Japão - Hamilton passeia em Suzuka e Vettel permanece em seu inferno astral • BP • Boletim do Paddock

GP do Japão – Hamilton passeia em Suzuka e Vettel permanece em seu inferno astral

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Lewis Hamilton venceu em Suzuka neste domingo (07), ao executar a prova de ponta-a-ponta. O inglês teve um bom final de semana, liderando todos os treinos livres e conquistando a pole-position no sábado. Na largada se manteve na primeira posição e Bottas realizou o seu papel de escudeiro, evitando as investidas de Max Verstappen que tentava chegar a primeira posição. O inglês vai para o Grande Prêmio dos Estados Unidos com 67 pontos de vantagem para Sebastian Vettel, tornando a disputa do título para o alemão praticamente impossível.

Vatteri Bottas segurou as investidas de Verstappen nas voltas finais da prova, o holandês andou em alguns momentos abaixo de um segundo. Não foi a melhor prova de Verstappen, que esteve envolvido em dois incidentes, o primeiro no início da prova, quando acertou Raikkonen e fez o finlandês perder a posição para o alemão e na volta 8 durante a relargada do Safety Car quando disputou espaço na pista com Vettel.

A primeira ocorrência foi penalizada com 5 segundos, mas não causou prejuízos a Verstappen que conseguiu se manter na posição de largada. O segundo toque nada rendeu ao holandês, mas Vettel foi prejudicado quando acabou indo parar no final do pelotão após rodar na pista. O piloto da Ferrari pode ter ido com muita sede ao pote, mas ele está na fase em que precisava arriscar.

Ao ter que escalar o grid novamente, Vettel repetiu ultrapassagens com o mesmo grau de dificuldade, a executada na tentativa de chegar ao terceiro lugar em Max verstappen e todas foram limpas e sem nenhum problema. Os pilotos deram espaço para que o alemão passasse, coisa que não ficou bem delimitada na vez com o holandês. O alemão ficou apenas com a sexta posição terminando atrás do companheiro de equipe. A Ferrari não tinha como inverter a posição dos pilotos que terminaram a prova com mais de 18 segundos de diferença.

Pérez ficou com o sétimo lugar, fazendo boas ultrapassagens e ganhando três posições com relação a sua largada, ao contrário de Esteban Ocon que perdeu duas, ficando com o nono lugar. Grosjean era o oitavo, sendo o único carro da Haas a completar a prova, já que Magnussen acabou com um pneu furado e o carro danificado.

Assim como o dinamarquês, Sainz era o único representando a equipe Renault na sua décima posição. Os pilotos da Toro Rosso não tiveram uma corrida fantástica como fora a classificação de ambos e Gasly ficou com a décimo primeira posição com Hartley em décimo segundo.

A Fórmula 1 retorna no dia 19 para a execução dos treinos livres, para o Grande Prêmio dos Estados Unidos.

lll Saiba como foi a Corrida

Esteban Ocon que largaria da sexta posição, fora punido por ter desrespeitado a bandeira vermelha durante o TL3 e não ter reduzido a velocidade, foi obrigado a sair da décima primeira posição.

A temperatura no circuito era de 40°C e no ambiente estava 29°C. A umidade chegava na casa de 49%, sem chances de chuva para este início de prova.

Hamilton conseguia manter a primeira posição e Bottas atuava como escudeiro do inglês evitando as investidas de Max Verstappen que tentava saltar para a ponta. Vettel que sairá do oitavo lugar, passava a ser o sexto e pouco depois ganhava a posição de Grosjean para chegar ao quinto lugar.

Na curva 17, o holandês havia escapado na pista e ao retornar acertava Raikkonen, danificando o carro do finlandês e desta forma o piloto da Ferrari se tornava um alvo fácil e era ultrapassado pelo companheiro de equipe que vinha logo atrás.

Magnussen na segunda volta, tinha o pneu furado em um toque com Leclerc e o dinamarquês tinha que terminar a volta para conseguir entrar nos boxes e retornar para a pista.

O Safety Car era acionado na quarta volta, por conta de detritos na pista e um deles era o pneu de Magnussen que estava no canteiro da pista. Sirotkin e Leclerc aproveitavam para seguir para os boxes, retornando com os compostos médios.

Max Verstappen era punido com 5 segundos, por ter atingido Kimi Raikonen e deveria cumpri-la quando fosse realizar a troca dos pneus.

Ericsson seguia para o pit-stop durante a sexta volta e era mais um a retornar com os compostos médios. Magnussen ultrapassava o carro de segurança, para retornar na volta do líder, o dinamarquês ficava com o último lugar, mas logo abandonaria a prova.

O Safety Car deixava a pista ao final da sétima volta e Hamilton fazia de tudo para segurar o pelotão que vinha logo atrás. Vettel que tentava ultrapassar Verstappen na curva 13, era acertado pelo holandês e rodava na pista caindo para a décima nona posição. O carro da Ferrari perdia um pedaço da lateral esquerda. O alemão precisou esperar os pilotos passarem para retornar a pista em segurança.

Ericsson acertava a traseira do seu companheiro de equipe na curva 17 e passava reto pela área de escape.

Ao final da décima terceira volta, Vettel já era o décimo sexto colocado, realizando a sua corrida de recuperação e Daniel Ricciardo da Red Bull se tornava o quinto na volta seguinte após ter ultrapassado Grosjean.    

Raikkonen seguia para os boxes na décima oitava posição e retornava com os compostos médios na décima posição.

Durante a volta 22 Alonso era punido com 5 segundos por ter ganhado vantagem ao retornar para a pista após o toque com piloto da Williams na primeira volta. O canadense também era punido por ter causado a colisão com o espanhol. Verstappen seguia para os boxes e cumpria a punição, retornando em quarto com os compostos macios.

Duas voltas depois era a vez de Bottas e Ricciardo se dirigirem para os boxes, o finlandês apostava no uso dos compostos médios e o australiano nos supermacios.

Na volta 25 era a vez de Hamilton seguir para os boxes, já que apresentava bolhas nos pneus e tinha tempo suficiente para retornar na primeira posição, mantendo uma vantagem de mais de 4 segundos.

Na volta 27, Vettel já era o décimo colocado, mas precisava seguir para os boxes, realizando a sua troca de compostos, desta forma o alemão caia para décimo sexto, passando a utilizar os pneus macios.

Com o desenvolvimento da corrida, Leclerc e Pérez batalhavam, com a briga valendo o décimo primeiro lugar, enquanto Ericsson travava uma disputa com Ocon, logo atrás.

Leclerc logo depois conseguia ultrapassar Hulkenberg passando a ser no nono e Pérez aproveitava a oportunidade para acompanhar o canadense na manobra.

Durante a volta 30 Grosjean e Gasly se dirigiram-se aos boxes e na volta de retorno do francês para a pista, tinha de disputar espaço com o mexicano da Racing Point Force India, que realizava a ultrapassagem em Charles Leclerc.

Na volta 34, todos os pilotos haviam realizado pelo menos uma troca de pneus e as posições eram: Hamilton, Bottas, Verstappen, Ricciardo, Raikkonen, Grosjean, Vettel, Pérez, Ocon e Leclerc. Vettel registrava a volta mais rápida do circuito com 1:33:243.

Leclerc necessitou de mais uma parada nos boxes, por conta das bolhas nos pneus e retornava à utilização dos compostos macios.

Hulkenberg abandonava a prova na 39 volta, o alemão já estava a uma volta atrás do líder da prova e ocupava o décimo nono lugar.

Na volta 40, Charles Leclerc abandonava a corrida após escapar da pista, quando o carro sofreu uma quebrada. O Safety Car virtual era acionado logo depois para a remoção da Sauber do monegasco.

A pista era liberada duas voltas depois e Pérez assumia a sétima posição ao ultrapassar Grosjean. Ricciardo era o mais rápido na pista registrando 1:33:236.

Com 48 voltas concluídas, Verstappen havia se aproximado do finlandês e o piloto da Mercedes cortava a chicane, após escapar da pista. O holandês conseguia andar a menos de um segundo de Bottas.

Hamilton conseguia virar 1:32:785 na conclusão da volta 51.

Lewis venceu a prova, abrindo mais de 13 segundos de vantagem para Bottas, Verstappen era o terceiro colocado.

Vettel tomava a volta mais rápida do inglês ao anotar 1:32:318.

https://twitter.com/F1/status/1048826656570396673

 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.