GP de Abu Dhabi – Hamilton fecha temporada em grande estilo, Verstappen e Leclerc travam disputa intensa por segundo lugar

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

A Fórmula 1 chegou ao final da temporada, com a última prova sendo realizada em Abu Dhabi hoje (1). O domingo era de grande expectativa, principalmente para aquelas equipes e pilotos que ainda tinham disputas para resolver no campeonato.

Lewis Hamilton cruzou a linha de chegada conquistando a vitória já em posição de hexacampeão mundial, com pole e melhor volta no circuito de Yas Marina, para fechar bem a temporada de 2019. Max Verstappen havia perdido a segunda posição para Charles Leclerc, mas foi atrás para recuperar ela, na manobra mais espetacular da prova, fechando a porta para o monegasco.

A estratégia da Ferrari não foi boa, Leclerc com uma segunda parada não conseguiu encontrar rendimento para se aproximar do holandês da Red Bull e desta forma teve que se contentar com a terceira posição.

Valtteri Bottas foi o quarto colocado, acompanhado por Sebastian Vettel que realizou a ultrapassagem em Alexander Albon na penúltima volta. O piloto tailandês da Red Bull foi o sexto colocado, seguido por Sergio Pérez que realizou uma grande corrida da Racing Point.

Lando Norris fechou em oitavo após ser ultrapassado pelo mexicano, seguido por Daniil Kvyat em nono e Carlos Sainz que no último respiro  da prova, ultrapassou Hulkenberg e foi para a zona de pontuação.

lll Saiba como foi a corrida em Abu Dhabi

 

O grid de largada após a punição de Valtteri Bottas, ficou assim: 1) Hamilton, 2) Verstappen, 3) Leclerc, 4) Vettel, 5) Albon, 6) Norris, 7) Ricciardo, 8) Sainz, 9) Hulkeberg, 10) Pérez, 11) Gasly, 12) Stroll, 13) Kvyat, 14) Magnussen, 15) Grosjean, 16) Giovinazzi, 17) Raikkonen, 18) Russell, 19) Kubica e 20) Bottas.

Os três primeiros e Vettel estavam com os pneus médios, enquanto Leclerc na terceira posição utilizava os pneus macios.

Antes da largada a temperatura na pista estava na casa dos 32°C, com 27°C no ambiente.

Volta 1 – Hamilton conseguia manter a ponta, com Verstappen na segunda posição. O começo não fora conturbado, no entanto a bandeira amarela era acionada no primeiro setor, por conta de uma batida entre Gasly, Pérez e Lance Stroll.

Bottas conseguia escalar o grid e passava a ser o décimo quinto colocado. Albon era pressionado por Lando Norris, enquanto Sainz havia ganhado a posição de Ricciardo e subiu para a sétimo posição. Os pilotos da Alfa Romeo passaram a ser o décimo segundo e o décimo terceiro.

Volta 2 – Verstappen haviam perdido a segunda posição para Leclerc. Raikkonen que era ultrapassado por Stroll, caindo para a décima terceira posição, também fora ultrapassado por Bottas que estava escalando o pelotão. Gasly fora para os boxes trocar a asa dianteira, mas o pit-stop era bem demorado e o piloto retornava muito atrás dos pilotos da Williams.

 

Volta 4 – A liberação do DRS não era ativa pois tinha problema nos sensores de aferição e com isso os pilotos tinham que tentar as suas ultrapassagens sem auxílio.

Volta 5 – Bottas levou um pouco mais de tempo para conseguir realizar a ultrapassagem e Stroll, mas conseguia se tornar o décimo terceiro colocado, com o canadense atacando o finlandês da Mercedes.

Volta 6 – As ultrapassagens se seguiam com Pérez subindo para a décima posição, após superar Magnussen.

Volta 7 – A vantagem de Hamilton para Leclerc era de mais de 4 segundos e Verstappen estava separado do monegasco por 2 segundos.

Volta 8 – Ricciardo tentava ganhar a posição de Sainz, mas Hulkenberg estava extremamente perto da disputa dos dois pilotos e ficava de prontidão para galgar mais uma posição.

Volta 9 – Lando Norris e Antonio Giovinazzi foram para os boxes, ambos retornavam com os pneus duros, em décimo sétimo e décimo oitavo respectivamente. A parada do piloto da McLaren não foi tão boa.

Volta 10 – As posições eram: Hamilton, Leclerc, Verstappen, Vettel, Albon, Sainz, Ricciardo, Hulkenberg, Pérez e Bottas. O finlandês da Mercedes chegava na zona de pontuação.

Volta 12 – Daniel Ricciardo realizou a sua parada, passando a utilizar os pneus duros.

Volta 13 – Leclerc e Vettel foram juntos para os boxes a diferença entre eles era de cinco segundos, no entanto a roda traseira esquerda teve problema com a pistola. Ambos passaram a utilizar os pneus duros, o monegasco retornou em quarto, com Vettel em sétimo.

 

Carlos Sainz também havia realizado a sua troca.

Volta 14 – Foi a vez de Alexander Albon realizar o seu pit, o piloto também tinha os pneus duros instalados, retornando atrás de Vettel.

Sainz voltou atrás de Ricciardo, passando a atacar o australiano, mas foi um pouco além da conta e precisou devolver a posição.

Volta 16 – Sainz conseguia finalmente superar Ricciardo, subindo para a décima quarta posição.

Por conta das paradas dos pilotos, Nico Hulkenberg era visto na quarta posição, com Bottas logo atrás do alemão.

Volta 17 – Bottas se tocou com Vettel que tentava realizar a ultrapassagem, mas Hulkeberg servia como auxilio para o finlandês, por fornecer o vaco do carro já que o DRS não estava liberado ainda. Albon chegou à disputa e passou a atacar Vettel.

Volta 18 – O DRS foi ativo e assim Bottas subiu para o quarto lugar, deixando Vettel para disputar com o piloto da Renault.

Volta 19 – Hulkenberg abandonou a disputa e realizou a sua parada nos boxes, assim como Grosjean da Haas. O alemão utilizava os pneus médios, enquanto o francês era visto de pneus duros.

Volta 20 – As posições eram: Hamilton, Verstappen, Leclerc, Bottas, Vettel, Albon, Pérez, Magnussen, Raikkonen e Kvyat.

Volta 21 – Magnussen foi para os boxes abandonando os pneus médios para os duros.

Volta 23 – Giovinazzi e Kubica acabaram se tocando, o piloto da Williams não deixava espaço para o italiano e assim o carro da Alfa ficava com o assoalho danificado.

Volta 25 – Giovinazzi conseguia realizar a ultrapassagem em Kubica, subindo para a décima quinta posição.

 

Volta 26 – Verstappen e Kubica realizavam as suas paradas, o holandês era calçado com os pneus duros, enquanto o polonês usava os médios.

Volta 27 – Hamilton era chamado pela equipe e retornava com os pneus duros.

Volta 28 –  Giovinazzi realizava mais uma parada, a equipe instalava os pneus médios em seu carro.

Volta 30 – Bottas fora para os boxes e retornava com os pneus duros na sexta posição. Entre os dez, apensar Pérez em sétimo e Kvyat em oitavo não tinham realizado nenhuma parada nos boxes.

Volta 32 – Verstappen conseguia a ultrapassagem, mas Leclerc fora para cima do holandês, tocando rodada com roda com o piloto da Red Bull. Max conseguiu se segurar e manter a segunda posição.

 

Volta 38 – Vettel teria o plano mantido, mas Leclerc queria mudar a sua estratégia na corrida.

Volta 39 – Pérez realizava a parada e Sainz conseguia entrar na zona de pontuação.

Volta 40 – Leclerc e Vettel foram chamados para os boxes juntos novamente, mas desta vez com uma diferença de mais de 20 segundos. O monegasco retornava com os pneus macios, enquanto Vettel utilizava os médios.

Verstappen seguia contornando os problemas encontrados no carro, tudo para se manter na segunda posição.

Volta 42 – Daniil Kvyat finalmente realizava a sua parada e assim todos os pilotos haviam parado uma vez. O piloto da Toro Rosso que estava em sétimo, retornava em décimo segundo.

Volta 43 – Carlos Sainz realizou a sua segunda parada, retornando em décimo quarto com os pneus médios.

Volta 44 – Ricciardo foi mais um piloto a parar nos boxes, retornando com os pneus macios.

Sainz passava a escalar o grid mais uma vez, tentando retornar a zona de pontuação.

Volta 46 – Pérez passava a ser o segundo colocado, após realizar a ultrapassagem em Hulkenberg.

Volta 48 – Até o sétimo colocado que era Lando Norris, todos haviam levado uma volta do líder.

Lance Stroll abandonava a prova.

Volta 50 – As posições eram: Hamilton, Verstappen, Leclerc, Bottas, Albon, Vettel, Norris, Pérez, Kvyat e Hulkenberg.

Volta 51 – A diferença entre Bottas e Leclerc estava em pouco mais de 3 segundos. A parada de Leclerc não surtia efeito e o monegasco não conseguia se aproximar de Verstappen na segunda posição.

Volta 54 – Vettel conseguia subir para a quinta posição, após realizar a ultrapassagem em Albon.

Volta 55 – Hamilton cruzou a linha de chegada na primeira posição, acompanhado por Verstappen na segunda posição. Leclerc completou o pódio com a terceira posição, pois Bottas não conseguiu chegar no monegasco.

Pérez disputou a sétima posição com Lando Norris até o final, conseguindo realizar a ultrapassagem. Sainz conseguia realizar a ultrapassagem em Hulkenberg e Ricciardo veio junto, para fechar a prova na décima primeira posição.

 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!