Em Campo Grande, Thiago Camilo vence a primeira prova, pressionado por Julio Campos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Nesta tarde de domingo em Campo Grande (11), Thiago Camilo garantiu a sua quarta vitória do ano. A disputa foi intensa até a última volta, com Julio Campos tentando de todas as formas, ultrapassar o piloto da Ipiranga.  Camilo se valeu de uma entrada melhor na reta oposta, o que fazia o botão de ultrapassagem ser anulado.

Julio Campos garantiu a segunda posição, com uma boa distância para Cacá Bueno em terceiro com a Cimed. Gaetano di Mauro chegou a quarta posição com a Shell Helix, após uma boa largada, onde conseguiu ultrapassar Felipe Fraga.

A sexta posição também foi bem disputada, com Ricardo Maurício levou a melhor com a Eurofarma RC, em cima de Max Wilson em sétimo, com a RCM Motorsport e Daniel Serra da Eurufarma em oitavo. Allam Khodair foi o nono com a Blau e Marcos Gomes fechou o top-10 com a KTF Sports.

lll Saiba como foi a primeira corrida em Campo Grande

Thiago Camilo largou na pole, seguido por Julio Campos e Cacá Bueno. Após a volta de apresentação e aquecimento dos pneus, os pilotos cruzaram a linha de chegada, mas a largada  aconteceu reta oposta.

Camilo se manteve na liderança, com Campos em segundo. Felipe Fraga que tentou ganhar posições, teve a estratégia prejudicada e caiu para a sexta posição, após ser ultrapassado por Gaetano di Mauro e Max Wilson.

Foram poucos toques no começo da prova. Cesar Ramos foi o primeiro a abandonar a corrida.

Com 35 minutos de sessão, os dez primeiros eram: Camilo, Campos, Bueno, Di Mauro, Wilson, Fraga, Maurício, Serra, Brito e Gomes.

O acionamento do botão de ultrapassagem aconteceu e os líderes passaram abrir distância ao utiliza-lo. Enquanto isso, Gaetano di Mauro, quarto colocado, tentava atacar Cacá Bueno que estava na terceira posição.

Bruno Baptista, tentava atacar Marcel Coletta e a disputa estava valendo a décima terceira colocação. Diego Nunes após se envolver com um toque, fez uma passagem pelos boxes, mas após uma verificação da equipe, retornava para a pista, no entanto ele precisaria parar mais uma vez nos boxes.

Ao passarem por fora da pista, muita poeira era levantada.

Felipe Fraga havia subido para o quinto lugar, deixando Max Wilson para Daniel Serra, que rapidamente realizou a ultrapassagem, durante a quinta volta.

As disputas mais intensas se intensificavam entre a sexta e nona posições, Serra puxava o trenzinho, seguido por Wilson, Gomes e Maurício. Mas aos poucos Valdeno Brito se aproximava deles.

O acionamento do botão de ultrapassagem acontecia para a utilização na reta oposta, Ricardo Maurício intensificava a disputa com Marcos Gomes.

Na volta 10, os boxes foram abertos e Átila Abreu recolhia o carro.

Marcos Gomes e Max Wilson, foram os primeiros a se dirigirem para os boxes. Valdeno Brito acabava ficando estacionado na pista, após Marcel Coletta tocar da traseira do carro da Prati-Donaduzzi.

Thiago Camilo levou mais tempo para se dirigir para os boxes e com isso Julio Campos assumia a ponta.

As paradas se intensificaram no penúltimo giro, no entanto Julio Campos deixou a sua troca para a última volta. O piloto da Prati-Donaduzzi não conseguiu ganhar a primeira posição e Thiago Camilo se manteve na ponta. Cacá Bueno conseguiu se aproximar dos líderes e passava a disputar a segunda posição.

Com todas as paradas realizadas, as posições eram: Camilo, Campos, Bueno, Di Mauro, Fraga, Maurício, Wilson, Serra, Khodair e Marcel Coletta.

Nelson Piquet Jr, começou a perder desempenho enquanto disputava a décima sexta posição com Guga Lima. O piloto da Full Time Sports acabou com um pneu furado e precisou se encaminhar mais uma vez para os boxes.

Restando seis minutos para o término, Camilo e Campos estavam grudados. Cacá Bueno havia se distanciado deles em cerca de 5 segundos.

Mesmo com o botão de ultrapassagem acionado, Campos não conseguiu a posição de Camilo.

Restando pouco mais de um minuto para o cronômetro zerar, os líderes acionaram o botão de ultrapassagem, mas as posições permaneceram as mesmas.

Durante a última volta, Camilo não tinha mais nenhum botão de ultrapassagem, mas Campos mesmo utilizando mais um, não conseguia realizar a aproximação e desta forma Camilo garantia a vitória.

Para a segunda prova nenhum dos líderes teria botão de ultrapassagem.

Assinar

BPCast

Ou assine com seu app favorito usando o endereço abaixo

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.