Durante TL1 na Espanha, Bottas lidera com Verstappen na segunda posição entre as duas Mercedes

Max Verstappen saltou para a segunda posição nos últimos minutos de atividade, enquanto a Mercedes estava dominando a ponta

Nesta sexta-feira (07) as equipes começam os preparativos para o GP da Espanha, o primeiro treino livre foi realizado nesta manhã e contou com Valtteri Bottas na ponta, o finlandês anotou 1m18s504, acompanhado por Max Verstappen que encaixou o carro na segunda posição com 1m18s537 nos últimos minutos da atividade. Lewis Hamilton ficou separado do companheiro de equipe por apenas 0s123, ocupando a terceira posição.

Lando Norris que fechou na quarta posição, aproveitou alguns minutos do TL1 para realizar testes aerodinâmicos com a McLaren, no seu carro era possível ver o flow vis espalhado em algumas áreas.

Durante a atividade os pilotos deram mais atenção aos pneus duros e macios, aproveitando a última meia hora de atividade para aferir mais algumas voltas rápidas. Fernando Alonso começou a sessão com os pneus macios, para figurar entre os primeiros colocados, mas terminou na décima quinta posição, seguido por Esteban Ocon, quando outros pilotos passaram a registrar voltas rápidas com os pneus macios.

Uma bandeira vermelha foi provocada por Robert Kubica que perdeu a traseira do carro da Alfa Romeo na curva 10, o carro ficou atolado na brita, os pilotos perderam cerca de 8 minutos de atividade, mas conseguiram aproveitar os últimos minutos da sessão.

Por conta da pista que foi liberada mais uma vez, a Ferrari liberou a dupla da pilotos com os pneus médios, Charles Leclerc ficou com a quinta posição, seguido por Carlos Sainz, o monegasco ainda superou o tempo do companheiro de equipe, antes do encerramento da sessão.

Saiba como foi o primeiro treino livre

A temperatura na pista estava na casa dos 36°C, com 22°C no ambiente.

Os pilotos foram liberados com os pneus duros, para estas primeiras voltas e rapidamente os primeiros tempos eram cronometrados, Valtteri Bottas tinha 1m21s899, se tornando o líder da sessão. Fernando Alonso era o único piloto na pista com os pneus macios.

Com apenas quatro minutos de atividade, Nikita Mazepin passou reto pela curva 8, o piloto retornou para o circuito com a brita presa nos seus pneus, mas seguiu a sua atividade, sem retornar para os boxes.

Neste TL1 George Russell cedeu o seu assento para Roy Nissany realizar testes com a Williams, enquanto Robert Kubica estava no lugar de Kimi Raikkonen na Alfa Romeo.

Com dez minutos de atividade, Fernando Alonso levou o carro da Alpine para a ponta com 1m19s950, superando Max Verstappen por 0s455. Mas Lewis Hamilton estava vindo em volta rápida com os pneus duros e cravou 1m19s675. Apenas Sergio Pérez, Daniel Ricciardo e Yuki Tsunoda estavam sem tempo aferido ainda.

Após 20 minutos de atividade, os pilotos se encaminharam para os boxes realizando uma pausa, os dez primeiros eram: Hamilton, Alonso, Verstappen, Bottas, Leclerc, Sainz, Vettel, Norris, Latifi e Gasly.

Os limites de pista já foram determinados, são as curvas 1, 2, 13, 14 e 15. Mas após a realização dos treinos livres de sexta-feira, outras curvas podem ser adicionadas se os comissários entenderem que os pilotos estão abusando em outros pontos da pista.

Na segunda parte da sessão, com meia hora de atividade já concluída, os pilotos que estavam de pneus duros trocaram para os macios. Sebastian Vettel fez uma volta rápida, melhorando todos os setores da pista, o alemão saltou para a ponta com 1m19s234, mas como outros pilotos também estavam trabalhando com voltas rápidas, Hamilton roubou a primeira posição com 1m18s808. No seu giro rápido, Vettel acabou batendo a asa dianteira, que soltou um pedaço na pista.

Não foi apenas Vettel que anotou um bom tempo, Lance Stroll conseguiu 1m19s883 assumindo a quarta posição, enquanto Valtteri Bottas se encaixou no segundo lugar com 1m18s838. Fernando Alonso ainda com a sua volta de pneus macios da primeira parte da sessão, era o quinto colocado.

Lando Norris foi enviado para a pista com o flow vis espalhado pelo lado direito do assoalho do carro, a McLaren estava realizando testes aerodinâmicos, aproveitando justamente a pista de Barcelona para realizar algumas verificações no carro.

Valtteri Bottas só retornou para os boxes após anotar 1m18s504.

Restando pouco menos de 20 minutos de atividade, os dez primeiros eram: Bottas, Hamilton, Norris, Gasly, Vettel, Stroll, Tsunoda, Giovinazzi, Ricciardo e Verstappen.

O regime de bandeira vermelha foi instaurado com 16 minutos de atividade, Robert Kubica escapou na curva 10, ficando atolado na brita. O polonês estava ocupando a décima nona posição, tinha acabado de retornar para a pista com os pneus macios.

A pista foi liberada para testes quando restavam ainda nove minutos para o encerramento da atividade.

Foi a oportunidade perfeita para Carlos Sainz e Charles Leclerc registrarem voltas rápidas no circuito, mas a equipe estava trabalhando com os pneus médios, após utilizar os compostos duros. O espanhol assumiu a quarta posição, seguido pelo monegasco companheiro de equipe.

Max Verstappen que estava ocupando a décima terceira posição, saltou para a segunda posição, registrando 1m18s537, ainda de pneus macios.

Lando Norris seguiu realizando testes aerodinâmicos e foi enviado mais uma vez com o flow vis espalhado ainda pelo lado esquerdo do carro, mas concentrado principalmente nas barras da suspensão.

No fim da atividade, com a pista bem cheia, os pilotos quase acabaram batendo na traseira de outros carros, primeiro foi Bottas com Sainz, depois Pérez com Ricciardo.

A atividade encerrou com Bottas na primeira posição. Destaque para Sebastian Vettel no oitavo lugar.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Sair da versão mobile