ColunistasDestaquesFórmula 1Post

Com ajuda de Sainz, Leclerc conquista a pole para o GP da França e supera Verstappen

A Ferrari usou Sainz para colaborar com a volta de Leclerc, o monegasco estabeleceu o melhor tempo e começará o GP da França da ponta

Charles Leclerc conquistou a sua 16ª pole da carreira neste sábado (23) em Paul Ricard, o monegasco contou com a ajuda de Carlos Sainz para registrar 1m30s872 e conseguir o direito de começar a prova da primeira posição. O espanhol que que já sabia da sua punição pela troca do motor começará a corrida da última fila, então não viu nenhum empecilho e ajudou o seu companheiro de equipe cedendo o vácuo durante o Q3. Essa colaboração fez diferença na volta de Leclerc, que cravou a pole com mais de 0s304 de diferença para Max Verstappen.

A classificação prometia ser ainda mais disputada, mas a Ferrari tinha muito ritmo na pista francesa e no Q2 Sainz mostrou que se não fosse a punição, brigaria pela pole. Sergio Pérez se estabeleceu na terceira posição, enquanto Lewis Hamilton que conquistou o 4º lugar, ainda esteve separado por 0s893 de Leclerc.

Lando Norris conseguiu superar George Russell em seu último ato na pista, desta forma obteve o quinto lugar. Russell então se contentou com o sexto lugar, acompanhado por Fernando Alonso e Yuki Tsunoda. Sainz não aferiu tempo, enquanto Kevin Magnussen não deixou os boxes no Q3 e começará a prova da vigésima posição.

Os pilotos precisam ter muito cuidado com os seus pneus e a prova no domingo será desafiadora para os compostos e também fisicamente para os pilotos. A corrida tem largada programada para acontecer às 10h (pelo horário de Brasília) no forte calor de Le Castellet.

Saiba como foi a Classificação da F1 na França

Antes do início da classificação e pós-corrida da W Series, a temperatura na pista estava na casa dos 56°C, com 31°C no ambiente. Os ventos estava na casa dos 2 km/h, mas neste circuito é muito comum a sua ação.

Q1

Com a pista liberada, rapidamente os pilotos foram liberados para a pista fazendo uso dos pneus macios. Os compostos de faixa vermelha provavelmente só serão usados na classificação, pois por conta do calor eles estão enfrentando um alto nível de degradação. Além disso, na classificação eles precisavam conservar os compostos, pois não tinha muita oportunidade para errar com os pneus macios.

Mick Schumacher abriu a tabela de tempos registrando 1m33s858. Leclerc assumiu a liderança da sessão ao registrar 1m31s727, seguido por Pérez que tinha anotado 1m32s354. Verstappen ainda estava na volta de aquecimento dos pneus.

Com dez minutos para o final do Q1, Leclerc permanecia na liderança, acompanhado por Verstappen que tinha anotado 1m31s891. Por conta do trânsito, Lewis Hamilton teve a sua volta atrapalhada por Ocon, mas ainda conseguiu garantir o sétimo lugar com a Mercedes, anotando 1m33s041.

Sainz e Magnussen demoraram para ser liberados, pois o objetivo de suas equipes era apenas definir a última posição do grid já que os dois foram punidos pela troca de elementos do motor. Sainz saltou para a terceira posição ao registrar 1m32s297, enquanto antes de Magnussen completar a sua volta rápida, retornou aos boxes.

Nos últimos quatro minutos, os pilotos mais ameaçados retornavam para a pista com um novo jogo de pneus macios instalados. Na zona de eliminação era possível ver Zhou Guanyu, Mick Schumacher, Nicholas Latifi, Sebastian Vettel e Kevin Magnussen.

Alexander Albon que ocupava a décima terceira posição rodou. Zhou também cometeu um erro e ficou com o seu tempo, ainda na décima sexta posição. Mick Schumacher tinha saltado para o Top-10, mas a volta do piloto alemão foi deletada por exceder os limites de pista na curva 3. Vettel obteve a décima primeira posição.

Pierre Gasly que realizou bons treinos livres foi eliminado no Q1 por um erro, ficando apenas com a décima primeira posição, não conseguindo encaixar um bom tempo por prejudicou a sua volta. A AlphaTauri foi representada por Tsunoda na próxima parte da classificação.

Eliminação

16) Pierre Gasly – 1m33s439
17) Lance Stroll – 1m33s439
18) Zhou Guanyu – 1m33s674
19) Mick Schumacher – 1m33s701
20) Nicholas Latifi – 1m33s794

Q2

A sessão seguiu e novamente os pilotos eram liberados para a pista com os seus pneus macios. Alguns competidores usavam compostos macios já usados, depois de prepará-los para uma volta rápida na última saída do Q1.

Hamilton registrou 1m33s329, seguido por George Russell que tinha 1m33s652. Lando Norris surpreendeu os pilotos da Mercedes anotando 1m32s777, com mais de 0s500 de vantagem. Max Verstappen entrou novamente na casa de 1m31s990, enquanto Sergio Pérez estava separado por 0s130 do seu companheiro de equipe.

Sainz registrou 1m31s081, para assumir a liderança do Q2, com mais de 0s909 de vantagem para Verstappen. Neste momento os dez primeiros eram: Verstappen, Pérez, Leclerc, Norris, Magnussen, Ricciardo, Alonso, Hamilton e Bottas.

Novamente para os últimos três minutos os pilotos foram liberados para a pista, inclusive Sergio Pérez. Albon ficou momentaneamente entre os dez primeiros, até ser empurrado para a décima quinta posição. Leclerc ficou com o segundo lugar, registrando 1m31s216. Pérez era o quarto colocado. Seguido por Hamilton, Alonso e Russell e Magnussen. Norris conseguiu brigar pelo Q3, assim como Tsunoda.

Ocon que tinha aparecido no Top-10, foi eliminado ao ser empurrado para o décimo segundo lugar. Ricciardo não conseguiu uma última boa volta, mas no domingo herdará as posições de Carlos Sainz e Kevin Magnussen.

Eliminados

11) Daniel Ricciardo – 1m32s922
12) Esteban Ocon – 1m33s048
13) Valtteri Bottas – 1m33s052
14) Sebastian Vettel – 1m33s276
15) Alexander Albon – 1m33s307

Q3

A Ferrari liberou rapidamente a sua dupla de pilotos, Sainz tinha um composto usado instalado em seu carro, assim como Hamilton, Alonso, Russell, Norris e Tsunoda. Os outros pilotos usavam pneus macios novos. Pérez abriu a tabela de tempos com 1m31s640, enquanto Leclerc conseguiu 1m31s209, enquanto Verstappen fechou a sua volta 0s008 atrás do monegasco. Sainz retornou para os boxes não completando volta rápida.

Os dez primeiros eram: Leclerc, Verstappen, Pérez, Russell, Hamilton, Norris, Alonso Tsunoda, Sainz e Magnussen. Onde Sainz e Magnussen não tinham aferido tempo ainda.

Nos últimos quatro minutos os pilotos retornaram mais uma vez para a pista. Sainz ajudaria Leclerc novamente com o vácuo, assim como fez na primeira volta. O monegasco melhorou a sua marca obtendo 1m30s872, com 0s304 de vantagem para Verstappen. Pérez ficou com a terceira posição. Hamilton se estabeleceu em quarto, com Norris em quinto, enquanto Russell era o sexto, após ser superado pelo piloto da McLaren. Alonso obteve o sétimo lugar, com Tsunoda em oitavo.

Sainz não fechou a volta pois seu tempo seria muito alto. Enquanto Magnussen foi o décimo colocado, sem deixar os boxes para buscar uma volta melhor. O espanhol da Ferrari e o dinamarquês da Haas vão começar a corrida da última fila.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Adblock detectado

O BP É UM PORTAL INDEPENDENTE E OS ANÚNCIOS AJUDAM NA NOSSA MANUTENÇÃO, SE POSSÍVEL DESABILITE O SEU BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS!!!