Classificação Mônaco – Nos últimos minutos Lewis Hamilton conquista a pole e Leclec fica fora no Q1

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Lewis Hamilton não esperava conquistar a pole neste sábado (25), o inglês não teve um final se semana fácil, seja ele pela emoção ao perder Niki Lauda, ou por conta de não se encontrar com o carro. Ao ser informado da conquista, o piloto vibrou o máximo que pode após atingir 1:10:166, conseguindo superar Valtteri Bottas por 0s086.

Max Verstappen vai largar da terceira posição neste domingo, seguido por Sebastian Vettel com a Ferrari. O alemão defendeu a escuderia italiana, após Charles Leclerc ser eliminado no Q1. O erro foi da própria equipe que apostou em não enviar o monegasco com um jogo de pneus novos. Por fim a última volta de Vettel não foi perfeita e com isso perdeu a chance de disputar a terceira posição.

Pierre Gasly abre a terceira fileira, com o segundo carro da Red Bull, seguido por Kevin Magnussen, que teve uma boa classificação, andando próximo aos líderes em alguns momentos da sessão. Daniel Ricciardo prova que tem um bom relacionamento com o circuito e amanhã vai largar da sétima posição.

Completando o top-10, ainda foi possível ver Daniil Kvyat em oitavo, com Carlos Sainz da McLaren e nono e Alexander Albon em décimo. Quatro carros com motor Honda entre os dez. 

Diferente do que se acreditava com os treinos livres, a Alfa Romeo não conseguiu avançar para o Q3, enquanto a dupla da Racing Point ficou pelo Q1. 

As melhores voltas eram obtidas na quarta volta do jogo de pneus, por conta da alta dificuldade em aquecer os compostos em Mônaco.

A corrida tem início às 10h10 pelo horário de Brasília e vocês acompanham tudo sobre a corrida no Boletim do Paddock.

lll Saiba como foi a Classificação

A temperatura na pista acabou subindo para 43°C, enquanto no ambiente estava na casa dos 21°C.

https://twitter.com/F1/status/1132270432361562113

Com 18 minutos de regressiva, se iniciava o Q1. Sem hesitar os pilotos rapidamente começaram a deixar os boxes, todos utilizando os pneus macios (faixa vermelha).  

Com 15 minutos os primeiros tempos foram anotados, Daniil Kvyat tinha 1:13:522, marca que rapidamente foi superada por outros pilotos. Leclerc passou a assumir a liderança com 1:12:825 e era seguido por Magnussen e Bottas. Enquanto Ricciardo e a dupla da Racing Point assim como os pilotos da Red Bull estavam em volta de aquecimento dos pneus.

Restando 12 minutos, Verstappen assumia a primeira posição com 1:11:725, Lewis Hamilton era o segundo com 1:12:099. Albon continuava com uma boa performance e era o quarto colocado, com Magnussen que fora empurrado para a quinta posição. Se colocando a frente da Red Bull de Pierre Gasly, tínhamos Kvyat. Os dois carros da Alfa Romeo estavam entre os dez primeiros, Raikkonen e Giovinazzi eram vistos ocupando a nona e décima posição.

Os pilotos seguiam em suas voltas rápidas, Verstappen melhorava para 1:11:597, assim como Magnussen que conseguia registrar 1:11:865, superando Pierra Gasly em terceiro com 1:11:885.

Na zona de eliminação, tínhamos: Hulkenberg, Pérez, Stroll, Kubica e Russell.

Com menos de sete minutos para o término, a pista passava a ficar vazia. Mas antes Valtteri Bottas anotava 1:11:562, ficando à frente por 0s035 de Verstappen.

Sebastian Vettel na décima posição tentava melhorar a sua volta, utilizando todos os espaços do circuito. No entanto o alemão encostava no muro de contenção e precisava abortar a sua volta.

https://twitter.com/F1/status/1132274432393789440

Restando pouco mais de um minuto, Sebastian Vettel que tinha sido empurrado para a zona de corte, retornava para a pista, precisando aquecer os pneus, antes de abrir a última volta.

Com o cronometro zerado, Sebastian Vettel conseguia deixar a zona de corte e anotava 1:11:434, saltando para a primeira posição. A Ferrari acabava errando na estratégia e Charles Leclerc era eliminado, após optarem por não queimar mais um jogo de pneus. O monegasco foi caindo, com os tempos que melhoravam e Hulkenberg no último estante conseguia a décima quinta posição, desta forma Leclerc era empurrado para décimo sexto.

lll Eliminados

16) Charles Leclerc 1:12:149

17) Sergio Pérez 1:12:233

18) Lance Stroll 1:12:846

19) George Russell 1:13:477

20) Robert Kubica 1:13:751

https://twitter.com/F1/status/1132276164356124673

lll Q2

https://twitter.com/F1/status/1132276778460995584

A regressiva do Q2, tinha 15 minutos e mais uma vez os pilotos deixavam rapidamente os boxes, todos utilizando mais uma vez os pneus macios.

Valtteri Bottas detinha a melhor volta, após anotar 1:10:701. Após Verstappen completar o seu giro, passava a ser o segundo colocado com 1:11:059, superando Hamilton com 1:11:124.

Daniel Ricciardo surpreendia com a Renault, em seu primeiro registro, conseguindo se tornar o quarto colocado e era seguido por Gasly e Vettel.

Na zona de corte era possível ver Raikkonen, Sainz, Giovinazzi, Albon e Grosjean. Com a falta de aquecimento dos pneus, os pilotos partiam para melhorar as suas marcar, com o quarto giro do composto.

Restando oito minutos e com quatro voltas concluídas dos compostos, os pilotos retornavam aos boxes.

Com pouco mais que cinco minutos, as equipes liberaram os pilotos com novos pneus macios para a pista.

Antes do cronômetro zerar, Max Verstappen anotava 1:10:618 com a segunda volta do pneu. Pouco depois Daniel Ricciardo conseguia participar do Q3, após obter a nona posição.

Os carros da Alfa Romeo que estavam tendo uma boa performance nos treinos livres, não conseguiam passar para o Q3, ficando com o décimo quarto e décimo quinto lugar.

lll Eliminados

11) Nico Hulkenberg 1:11:670

12) Lando Norris 1:11:724

13) Romain Grosjean 1:12:027

14) Kimi Raikkonen 1:12:115

15) Antonio Giovinazzi 1:12:185

https://twitter.com/F1/status/1132281097058963456

lll Q3

https://twitter.com/F1/status/1132282504281509888

Quando a pista foi liberada pela última vez, os pilotos logo deixaram os boxes, pois nesta fase da sessão era necessário buscar o aquecimento dos pneus, mais rapidamente.

Bottas assumia a liderança com 1:10:252, com Max Verstappen em segundo, anotando 1:10:641. Sebastian Vettel era o terceiro colocado, enquanto Hamilton após cometer um erro no seu primeiro giro, fechava apenas em nono, mas antes de concluir a volta, optava por aborta-la.

https://twitter.com/F1/status/1132283394375782400

Antes de retornar aos boxes, o inglês conseguia subir para a segunda posição, ganhando tempo no terceiro setor e desta forma anotou 1:10:483. Daniel Ricciardo era visto nos boxes com apenas um jogo de pneus disponível para o Q3.

Com pouco mais de 4 minutos, os pilotos realizaram uma nova saída. Lewis Hamilton conseguia bater o tempo de Bottas ao anotar 1:10:166. O finlandês fora para a segunda posição, com Verstappen em terceiro. Vettel acabava cometendo um erro na última tentativa, após ”beijar” o muro de contenção, perdendo a chance de brigar pelo terceiro lugar.

https://twitter.com/F1/status/1132288588094353412

Assinar

BPCast

Ou assine com seu app favorito usando o endereço abaixo


Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele espertou em mim o interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Fiz da RBR minha casa e meu carro favorito é a Kinky Kylie.