Classificação Japão – Sebastian Vettel quebra favoritismo e crava pole surpreendente em Suzuka, Ferrari detêm a primeira fila

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

O domingo começou ensolarado em Suzuka e assim a prova de classificação foi realizada antes do início da décima sétima etapa do calendário. Sebastian Vettel quebrou o favoritismo, mostrando que o circuito japonês é um grande aliado e assim cravou a pole ao anotar 1:27:064, mesmo com uma primeira volta muito boa o alemão surpreendeu tirando ainda mais uma lasquinha do primeiro setor.

A Ferrari ficou com a primeira fila, Charles Leclerc foi o segundo colocado, separado por apenas 0s189. Após liderar as duas sessões de treinos livres, Valtteri Bottas vai largar a frente de Lewis Hamilton, o finlandês anotou 1:27:293, contra 1:27:302.

Na Red Bull a sincronia chamava a atenção, pois Max Verstappen e Alexander Albon anotaram 1:27:851, o holandês só ficou na frente por ter fechado a volta antes. Mais uma dupla completava o grid, Carlos Sainz e Lando Norris com a McLaren, na sétima e oitava posição.

Pierre Gasly da Toro Rosso e Romain Grosjean da Haas fecharam o grid dos dez melhores. A classificação contou com a interrupção de duas bandeiras vermelhas, ocasionadas pela batida de Robert Kubica e Kevin Magunssen.

A Fórmula 1 retorna às 2h10 pelo horário de Brasília para a largada do GP do Japão.

lll Saiba como foi a Classificação no Japão

A temperatura na pista estava na casa dos 34°C, com 22°C no ambiente. As fortes rajadas de vento chamavam a atenção no início.

lll Q1

 

Assim que a pista foi liberada, Charles Leclerc, Sebastian Vettel e Carlos Sainz deixaram os boxes, utilizando os pneus duros. Logo depois Nico Hukenberg, Daniil Kvyat e outros apostavam nos compostos macios.

Mas restando 15 minutos e 51 segundos, Robert Kubica acabou batendo na reta dos boxes, quando não conseguia esterçar o carro para a realização da curva que abriria a sua volta rápida, com isso a bandeira vermelha era instaurada para a limpeza do circuito.

 

Antes da abertura dos boxes, uma fila se formou no pit-lane, liderada por Antonio Giovinazzi com a Alfa Romeo. Kimi Raikkonen anotou 1:31:331, mas rapidamente foi superado pelo italiano que anotou 1:30:558. Os pilotos da Toro Rosso também estavam no circuito e Pierre Gasly assumiu a ponta com 1:29:614, acompanhado por Daniil Kvyat com 1:29:723.

Mais uma bandeira vermelha foi provocada, com a batida de Kevin Magnussen na última curva, o dinamarquês vinha perdendo a traseira do carro um pouco antes de encontrar o muro de contenção. A asa dianteira ficou danificada, mas Magnussen conseguiu levar o carro até os boxes.

 

Restavam 11 minutos e 42 segundos, quando a pista foi liberada mais uma vez, os pilotos com tempos registrados eram: Gasly, Kvyat, Giovinazzi, Stroll, Pérez, Raikkonen e Russell.  

Novamente uma fila se formou na saída do pit-lane, Ferrari e Mercedes deixaram os boxes rapidamente, acompanhados por grande parte dos pilotos do grid. Leclerc assumia a ponta com 1:28:405, acompanhado por Verstappen que anotou 1:28:754. Sebastian Vettel era o terceiro colocado com 1:28:988, todos utilizando os pneus macios.

Sainz conseguia superar Albon, com 1:29:018, contra 1:29:351 do tailandês. Bottas e Hamilton eram o sexto e o sétimo colocados, respectivamente. A dupla das flechas de prata melhorou os seus tempos com os mesmos compostos e assim Bottas subiu para a quarta posição com 1:28:896, enquanto Hamilton era o segundo com 1:28:735.

Na zona de eliminação estavam: Stroll, Russell, Raikkonen, Magnussen e Kubica. Com menos de três minutos para o término, os pilotos foram liberados mais uma vez com novos pneus macios para a tentativa se mais uma volta rápida, tentando avançar para a segunda fase da sessão.

Com o cronômetro zerado, Daniel Ricciardo, Pérez e Russell eram eliminados, acompanhados de Magnussen e Kubica que bateram no começo da sessão. Lando Norris surpreendeu com o quarto lugar, após anotar 1:28:873, com Sainz em sétimo 1:29:018.

lll Eliminados

16) Daniel Ricciardo 1:29:822

17) Sergio Pérez 1:30:344

18) George Russell 1:30:364

19) Kevin Magnussen – Sem Tempo

20) Robert Kubica – Sem Tempo

lll Q2

 

Assim que os boxes foram liberados, os pilotos rapidamente invadiram o circuito, todos apostando nos pneus macios. A tabela de tempos da segunda fase da sessão, foi inaugurada por Leclerc, com 1:28:179. Vettel logo depois superou o companheiro com 1:28:174.

Lewis Hamilton saltou para a ponta com 1:27:826, enquanto Bottas era o quarto colocado com 1:28:305. A dupla da Red Bull, ocupava a quinta e a sexta posições com Verstappen e Albon respectivamente, mas logo depois o holandês passou a reclamar de falta de potência no motor.

Com todos os pilotos completando uma volta rápida, os que se encontravam na zona de eliminação eram: Gasly, Kvyat, Giovinazzi, Stroll e Hulkenberg.

Restando pouco mais de três minutos para o encerramento, os pilotos retornaram para a pista, enquanto o carro de Nico Hulkenberg apresentava problemas com a troca de marcha e precisou retornar rapidamente para os boxes.

Assim que o cronômetro zerou, Giovinazzi conseguia a décima primeira posição, a frente de Stroll e Raikkonen. Albon conseguiu subir para a terceira posição, chegando muito perto de ser eliminado, mas cravou 1:28:156. Bottas assumiu a ponta com 1:27:688, em mais uma saída com os pneus macios.

lll Eliminados

11) Antonio Giovinazzi 1:29:254

12) Lance Stroll 1:29:345

13) Kimi Raikkonen 1:29:358

14) Daniil Kvyat 1:29:563

15) Nico Hulkenberg 1:30:112

lll Q3

 

Pensando na pole, rapidamente os dez melhores colocados quebraram o silencio da pista. Lando Noris registrou 1:29:248, mas rapidamente era superado por aqueles que tinham chance real de brigar pela ponta. Sebastian Vettel superou os rivais, ao anotar 1:27:212, superando Leclerc por 0s323.

Valtteri Bottas foi empurrado para a terceira posição com 1:27:696, enquanto Hamilton era o quarto colocado com 1:27:832. Max Verstappen e Abon eram o quinto e o sexto colocados, com Norris, Sainz e Gasly, logo atrás. Grosjean foi o último a deixar os boxes, pois estava com apenas um jogo de pneus macios.

Com pouco mais de dois minutos, os pilotos retornaram mais uma vez para a pista, tentando tomar a pole que até o momento era de Sebastian Vettel. Após as voltas serem concluídas, o alemão conseguiu melhorar para 1:27:064, acompanhado por Leclerc que conseguiu 1:27:253.

Bottas foi melhor que Hamilton, o finlandês tinha 1:27:293, contra 1:27:302 do inglês. Na Red Bull os tempos eram exatamente os mesmos, 1:27:851, Verstappen só ficou na frente, por tem fechado ela primeiro.

A quarta fila foi formada por Sainz e Norris, com Gasly e Grosjean fechando os dez primeiros.

 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!