Classificação EUA – Bottas supera adversidades na pista e crava a pole-position americana

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Valtteri Bottas surpreendeu na classificação realizada hoje (02) no Circuito das Américas, o finlandês registrou 1:32:029, superando pilotos como Sebastian Vettel, Max Verstappen e Lewis Hamilton que pareciam uma aposta mais concreta para a pole.

O tempo estabelecido por Bottas foi tão bom que nenhum piloto na segunda rodada de voltas rápidas conseguiu bater a sua marca. Vettel amanhã ocupa a primeira fila, separado por 0s012, com Verstappen na terceira posição.

Charles Leclerc é o quarto colocado, largando ao lado do rival da Red Bull. Lewis Hamilton é apenas o quinto colocado, aumentando as expectativas para que o título não seja definido ainda na etapa dos Estados Unidos. Alexander Albon, completa a terceira fila com o segundo carro da Red Bull.

Carlos Sainz e Lando Norris formam a quarta fila com os carros da McLaren, em uma boa perspectiva para o final de semana, pois Lando Norris foi o dono da melhor volta estabelecida no Q1. Daniel Ricciardo salvou o carro da Renault na nona posição, com Pierre Gasly em da Toro Rosso, formando o Top-10.

Sergio Pérez amanhã larga do pit-lane, pois o mexicano ignorou a pesagem quando foi chamado pelos comissários e após trocar os quatro pneus infringiu o regulamento, por isso a punição foi tão severa. 

lll Saiba como foi a Classificação dos Estados Unidos

lll Q1 

Na pista a temperatura estava na casa dos 27°C, com 20°C na pista.

Assim que a pista foi liberada, Robert Kubica foi o primeiro a deixar os boxes e utilizava os pneus macios, acompanhado pelo companheiro de equipe que tinha os mesmos compostos instalados.

Charles Leclerc que enfrentou problemas ainda no TL3 com o motor, logo partiu para a pista, realizando uma volta de verificação e rapidamente registrou 1:34:696. Para se livrar o monegasco de punição para a corrida, um motor antigo foi instalado.

Aos poucos os pilotos registravam os seus tempos e com 12 minutos, apenas Kevin Magnussen permanecia nos boxes.

Os carros da McLaren se mostravam fortes, Carlos Sainz passou a disputar espaço com os pilotos da Red Bull e uma configuração com Verstappen líder, acompanhado de Sainz, Albon e Norris era vista na pista, antes dos pilotos da Mercedes completarem as suas voltas.

 

Restando sete minutos para o término da sessão, os pilotos na zona de eliminação eram: Raikkonen, Giovinazzi, Russell, Kubica e Pérez. Magnussen assim que completou a primeira volta cronometrada tinha 1:34:506, passando para a décima posição.

Antes da segunda saída dos boxes na rodada, as posições eram: Hamilton, Verstappen, Bottas, Vettel, Sainz, Albon, Leclerc, Gasly, Norris e Magnussen.

Com o cronômetro zerado, Lando Norris passou para a ponta com 1:33:353, no entanto os pilotos que estavam na zona de eliminação permaneceram, mas Giovinazzi conseguiu superar o companheiro de equipe, acompanhado por Russell em décimo oitavo, com Pérez em décimo nono, se poupando pois já tem punição para cumprir no domingo. Kubica seguia com a última posição nos boxes.

Gasly ainda surpreendeu, conseguiu se encaixar em quarto, separado por 0s203 do líder do Q1.

lll Eliminados

16) Antonio Giovinazzi 1:34:226

17) Kimi Raikkonen 1:34:369

18) George Russell 1:35:372

19) Sergio Pérez 1:35:808

20) Robert Kubica 1:35:889

 lll Q2

 

Mesmo com o cronômetro em regressiva, os pilotos levaram quase dois minutos para ocupar a pista. Mercedes, Ferrari e Red Bull com Verstappen, utilizaram os pneus médios, enquanto os rivais estavam com os compostos macios.

Hamilton era o líder com o melhor tempo da sessão, anotando 1:33:045, seguido por Bottas, separado por 0s115, logo depois aparecia, Leclerc.

Albon surpreendeu, ainda que estivesse de pneus macios, o tailandês registrou 1:31:898, com Verstappen em terceiro, anotando 1:33:120. Após cada piloto dar uma volta cronometrada, as posições eram: Albon, Hamilton, Verstappen, Bottas, Leclerc, Vettel, Sainz, Gasly, Norris e Magnussen. Na zona de eliminação estavam: Kvyat, Ricciardo, Stroll, Hulkenberg e Grosjean.

Os líderes, exceto Albon instalaram os pneus macios apenas para uma volta de verificação, enquanto da quinta posição da Ferrari, os pilotos buscavam melhorar o resultado obtido no Q2.

Com o cronômetro zerado, Leclerc passou para a ponta com 1:32:760, acompanhado por Vettel com 1:32:782, utilizando novos compostos médios. Daniel Ricciardo conseguia salvar a Renault, obtendo a nona posição. Kvyat tinha a última volta deletada, se tornando o décimo terceiro colocado.

lll Eliminados

11) Nico Hulkenberg 1:33:815

12) Kevin Magnussen 1:33:979

13) Daniil Kvyat 1:33:989

14) Lance Stroll 1:34:100

15) Romain Grosjean 1:34:158

lll Q3

A terceira fase da sessão, começou com a dupla da McLaren e Gasly, tomando conta do circuito, todos com pneus macios. O francês da Toro Rosso, abriu a tabela com 1:34:272, mas foi rapidamente superado por Sainz com 1:32:874 e Norris com 1:33:762.

Bottas tinha a pole provisória com 1:32:029, com Vettel na segunda posição separado por 0s012. Verstappen havia cometido um pequeno erro e assim era o terceiro colocado com 1:32:191.

Leclerc era o quarto colocado, seguido por Hamilton e Albon, Sainz e Norris. Ricciardo com apenas um jogo de pneu, levou mais tempo para iniciar o Q3 e anotou 1:33:488.

Mesmo com novos jogos de pneus macios, Bottas conseguiu se consagrar como pole no Circuito das Américas pois nenhum piloto conseguiu melhorar o resultado do finlandês

 

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!